SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

SUPREMO DÁ VITÓRIA PARCIAL A DIRCEU E CIA

José Dirceu e mais 11 condenados no julgamento do chamado mensalão ganharam uma nova chance. Contra a vontade do presidente do STF, Joaquim Barbosa, a maioria dos ministros aprovou o tal de “embargos infringentes”, que obrigará o Supremo a revisar a pena dada anteriormente aos réus.

Segundo o Portal UOL, após mais de duas horas de argumentação o ministro Celso de Mello encerrou seu voto pela aceitação dos embargos garantindo uma maioria de seis votos pela retomada do julgamento de 12 réus nos crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.
Após o voto do decano, por volta das 16h45, o presidente do Supremo e relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, anunciou intervalo de 30 minutos "antes de proclamar o resultado".
Os embargos infringentes são cabíveis aos réus que tiveram pelo menos quatro votos pela absolvição em algum crime. Com isso, terão direito a um novo julgamento nove réus condenados por formação de quadrilha: José Dirceu (ex-ministro da Casa Civil),José Genoino (ex-presidente do PT), Delúbio Soares (ex-tesoureiro do PT),Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz (os três, publicitários), Simone Vasconcelos (ex-funcionária de Valério) --cuja pena por formação de quadrilha já prescreveu--, Kátia Rabello e José Roberto Salgado (ex-dirigentes do Banco Rural).

Outros três réus condenados por lavagem de dinheiro poderão apresentar os infringentes: João Paulo Cunha(deputado pelo PT-SP), João Cláudio Genú (ex-assessor do PP na Câmara) e Breno Fischberg (ex-corretor financeiro).

A defesa desses 12 réus terá que esperar a publicação do acórdão da primeira fase de julgamento dos recursos (quando foram analisados os embargos de declaração) para apresentar os embargos infringentes. Com a publicação do acórdão (que deve demorar de 30 a 60 dias), os advogados terão o prazo de 15 dias, prorrogável por mais 15, para apresentar os infringentes. A partir daí, um novo relator deverá ser sorteado --estarão excluídos Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski, relator e revisor da ação penal original, respectivamente. (Fonte Portal UOL).

13 comentários:

  1. A RESPEITO DO DESASTRADO VOTO DO CELSÃO E, PARAFRASEANDO NEIL ARMSTRONG, DAQUI EU DETONO: O VOTO DELE FOI UM PEQUENO PASSO EM FALSO, MAS UM GRANDE SALTO PARA A IMPUNIDADE...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do jeito que a coisa está indo, José Dirceu será o próximo candidato para substituir Dilma.
      VIVA DIRCEU! VIVA A CORRUPÇÃO! ESSE PAÍS NÃO É SÉRIO.

      Excluir
  2. Vitória parcial???

    Essa é a concretização da impunidade no Brasil.

    Quem quiser ser considerado gente saia do que chamam hoje de Brasil. Pois o Brasil MORREU!

    ResponderExcluir
  3. Mais um motivo para ter mais manifestações Brasil a fora.Que vergonha!!! Marcos Silva.

    ResponderExcluir
  4. Isto só mostra o que vale mesmo é a imoralidade e proteger os padrinhos. A "lei de Gérson " continua a todo vapor. Viva a Corrupção e a roubalheira. Próximo ano votaremos nestes mesmos fora da lei, digo, dentro da lei e da imoralidade com as bênçãos e proteção do Supremo.
    Jonathas

    ResponderExcluir
  5. Gostariamos de vê a opinião do editor deste blog,sobre este resultado... afinal neste País agora vale tudo...

    ResponderExcluir
  6. CONFESSO QUE ESTOU MEIO VELHO PARA EMIGRAR PARA UM PAÍS DECENTE... MESMO ASSIM, VAI DAQUI O GRITO DE GUERRA DESTE SOLITÁRIO GUERRILHEIRO, CANSADO REVOLUCIONÁRIO DO TECLADO E DO MOUSE: PEGA ELES MARINA!!! É TUA VEZ MARINA!!! DÁ-LHE NA CARA, MARINA!!! CHACOALHA A ANTA ROUSSEFF, MARINA!!! BATE NAS BUXEXAS DO PT COM AS DUAS MÃOS, MARINA!!!

    ResponderExcluir
  7. Ano que vem todos são eleitos de novo, e vocês querem o que? Concordo com o saudoso Dicró, é preciso fazer a CPI do eleitor...

    ResponderExcluir
  8. "Abençoado" seja os mensaleiros pelo STF. Agora eles viram com mais força com o apoio e proteção desta turma que os livraram. Viva a Corrupção e a roubalheira, como disse o comentário das 21:48 - 18 de setembro. Será que próximo ano vamos ter vergonha na cara e votar nestes mesmos canalhas. Omeu voto será ZERO em todos os candidatos como protesto, não adianta votar em quem vai lhe roubar. Entrou nas torres gêmeas torna-se um fora da lei, digo, dentro da lei da corrupção com a proteção do STF.
    Jonas Feliciano

    ResponderExcluir
  9. OS MENSALEIROS ESTÃO NO BANCO DOS RÉUS PORQUE O POVO IGNORANTE COLOCOU O PT NO PODER. SE O LULA CANDIDATASSE EM 2014 SERIA ELEITO NO 1º TURNO. A CULPA É DESSE POVO IGNORANTE E IMORAL. REPITO, POVO IMORAL E IGNORANTE, COMPRADO COM MIGALHAS E ESMOLAS. SE EU FOSSE MAIS NOVO, FZIA COMO O ALTAMIR PINHEIRO FALOU LÁ EM CIMA, IA EMBORA DESSE PAÍS. SÓ NÃO VOU PORQUE ESTOU VELHO E EM FIM DE CARREIRA. NÃO TENHO ORGULHO DE SER BRASILEIRO.

    ResponderExcluir
  10. GOSTARAM DO VOTO DO CELSÃO?!?!?! TÁ TUDO DOMINADO!!! QUANDO O SISTEMA POLÍTICO NÃO FUNCIONA, O EXECUTIVO ENGANA, O CONGRESSO NÃO NOS REPRESENTAM E O JUDICIÁRIO SE TRANSFORMA EM UM “FORNO PARA PIZZA”, NÃO TEMOS MAIS NO QUE ACREDITAR. FOI TUDO UMA FARSA, GASTARAM DINHEIRO, LEVARAM 08 ANOS PARA ESTE RESULTADO?!?!?! DEPOIS DO VOTO DO CELSÃO, QUEM TEM ALGUMA DÚVIDA QUE A MAIORIA DOS MINISTROS DO STF É UMA EXTENSÃO DO PT...


    P.S.: - Wandinho, Toffolinho, Rosinha, o carequinha polonês, Barrosinho e o Celsinho só faltam se filiar ao partido dos mensaleiros soltos. Eles devem saber muito bem que o prazo termina dia 5 de outubro próximo...

    ResponderExcluir
  11. Nas sessões do ano passado, os ministros Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Rosa Weber não conseguiram enxergar uma quadrilha onde Celso de Mello, em agosto de 2012, viu com nitidez o mais descarado ajuntamento de quadrilheiros que já contemplara em 43 anos nos tribunais. Mas o mesmo Celso de Mello, constatou-se nesta tarde, não consegue ver nada de mais em achar que todo réu inocentado por quatro ministros do STF pode valer-se do embargo infringente para ser julgado de novo.

    ResponderExcluir