sexta-feira, 18 de abril de 2014

A PREOCUPAÇÃO DO GOVERNO COM AS PESQUISAS

Embora Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) não tenham crescido nas pesquisas eleitorais, os números divulgados recentemente pelo Datafolha, Vox Populi e Ibope acenderam a luz amarela no Palácio do Planalto. É que os três institutos mostram desejo de mudança da população brasileira, aumento da rejeição de Dilma Roussef (PT) e maior desaprovação do Governo Federal.

Essa situação levou o ex-presidente Lula, segundo noticiam jornalistas do Sudeste, a aconselhar a presidenta a partir para o ataque. Não deixar nenhuma crítica ou denúncia sem resposta.

O leitor se prepare, que daqui pra frente vai ser um verdadeiro tiroteio verbal entre os principais candidatos ao Palácio do Planalto.

GÁRCIA MÁRQUEZ E "CEM ANOS DE SOLIDÃO"

Gabriel Gárcia Márquez, que morreu ontem, aos 87 anos, foi um dos maiores escritores do século XX. Colombiano, faz parte de um seleto grupo de latino americanos que recebeu o Prêmio Nobel de Literatura. Seu  romance “Cem Anos de Solidão”, obra prima com toques de “realismo fantástico”, desde o seu lançamento até hoje já vendeu mais de 50 milhões de exemplares em todo o mundo.

Gabo, como era também conhecido o escritor, foi jornalista e escritor brilhante e esteve aliado às lutas políticas da esquerda na América Latina e no mundo.

Quem não leu “Cem Anos de Solidão” precisa conhecer esse livro que expressa através da literatura a realidade não só da Colômbia, mas também da Argentina, da Bolívia, do Uruguai, do Brasil e de toda nuestra América.

Abaixo um trecho do romance, para que o leitor do blog sinta a força da prosa de Gárcia Márquez:

Melquíades, que era um homem honrado, preveniu-o: "Para isso não serve." Mas José Arcadio Buendía não acreditava, naquele tempo, na honradez dos ciganos, de modo que trocou o seu jumento e um rebanho de cabritos pelos dois lingotes imantados. Úrsula Iguarán, sua mulher, que contava com aqueles animais para aumentar o raquítico patrimônio doméstico, não conseguiu dissuadi-lo. "Muito em breve vamos ter ouro de sobra para assoalhar a casa", respondeu o marido. Durante vários meses empenhou-se em demonstrar o acerto das suas conjeturas. Explorou palmo a palmo a região, inclusive o fundo do rio, arrastando os dois lingotes de ferro e recitando em voz alta o conjuro de Melquíades. A única coisa que conseguiu desenterrar foi uma armadura do século xv, com todas as suas partes soldadas por uma camada de óxido, cujo interior tinha a ressonância oca de uma enorme cabaça cheia de pedras. Quando José Arcadio Buendía e os quatro homens da sua expedição conseguiram desarticular a armadura, encontraram dentro um esqueleto calcificado que trazia pendurado no pescoço um relicário de cobre com um cacho de cabelo de mulher.

Em março os ciganos voltaram. Desta vez traziam um óculo de alcance e uma lupa do tamanho de um tambor, que exibiram como a última descoberta dos judeus de Amsterdam. Sentaram uma cigana num extremo da aldeia e instalaram o óculo de alcance na entrada da tenda. Mediante o pagamento de cinco reais, o povo se aproximava do óculo e via a cigana ao alcance da mão.

EDUARDO JÁ PENSA EM SALVAR PAULO CÂMARA

As duas pesquisas divulgadas em Pernambuco pelos institutos Maurício de Nassau e Vox Populi deram ampla vantagem ao senador Armando Monteiro (PTB), na disputa contra Paulo Câmara (PSB). O problema maior do socialista é ser um completo desconhecido no Estado. Por conta disso, o partido contratou uma equipe para produzir notícias do pré-candidato e fazê-lo aparecer nas rádios das cidades de porte médio do interior, como Garanhuns, Caruaru, Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Petrolina.

O jornalista Inaldo Sampaio registra hoje em seu blog uma nota interessante a respeito das dificuldades do pré-candidato do PSB.

“No caso específico de Paulo Câmara, ele terá que rodar o Estado, que ainda não o conhece, em companhia do vice Raul Henry e do candidato a senador, Fernando Bezerra, que são políticos viajados. Mas se porventura na reta final correr risco de derrota para o senador, Eduardo Campos largará a campanha presidencial e virá socorrê-lo (grifo é nosso)”, escreveu Inaldo.

Ora, se o governador Eduardo Campos pode “largar a campanha de presidente” para salvar Câmara é porque admite que sua candidatura ao Planalto dificilmente vai decolar.

Por outro lado o eleitor pernambucano já deu mostras de independência mais de uma vez. Na eleições estaduais de 2006 quando elegeu o próprio Eduardo, contra o poderio (à época) de Jarbas e Mendonça. 

E nas eleições municipais de 2012 o grito de independência foi mais forte: Eduardo Campos, então já líder soberano em Pernambuco, veio a Brejão e Lajedo, fazer campanha para Sandoval (PSB) e Joãozinho Dourado (PDT). Venceram Ronaldo (PTB) e Rossine (PSD), este último por uma diferença superior a 3.500 votos. Para completar em Garanhuns o povo nem deixou Antônio João (candidato do coração do governador) ser candidato. Desistiu antes de passar um vexame nas urnas.

Por fim, consideramos cedo para qualquer coisa. Dilma e Armando vão ter de trabalhar muito para se manter no topo das pesquisas. A campanha política de fato só começa depois da Copa do Mundo. (A foto de Paulo Câmara e Eduardo Campos é de Clemilson Campos, do Jornal do Commercio).

SESC GARANHUNS TEM BOA PROGRAMAÇÃO LITERÁRIA

O Laboratório de Autoria Literária Luzinette Laporte, do Sesc Garanhuns lançou sua programação anual na noite desta terça-feira (15), no salão de eventos da unidade. A abertura oficial do laboratório contou com o tema Destino, utopia, erro, memória e amizade, uma conversa do escritor Ronaldo Correia de Brito (CE) com o também escritor, Nivaldo Tenório (PE), além de performance de dança com Maria Agrelli.

Durante a programação anual, estão previstas diversas atividades como as oficinas de Rap (maio), Literatura Cartonera (maio), Cordel (junho), Acorda Palavra (agosto), Quadrinhos (setembro), Cor de Repente (setembro) e Literatura Infanto – juvenil Brasileira: Olhares Contemporâneos (outubro). O laboratório também contará com o Mini Curso de Criação Literária: O Romance e suas Nuances, com Amâncio Siqueira, além de recitais, performances poéticas, intervenções literárias e mostras de literatura.

Em 2014, o Laboratório dará continuidade não só as atividades formativas, mas também aos projetos Um escritor na minha Escola e Com a palavra, o escritor, que têm como objetivo aproximar leitores e autores. Como acontece na palestra sobre a obra e a vida do escritor Gilvan Lemos (foto), nascido em São Bento do Uma, e na Roda de Conversa e Leitura: Um passeio pelos contos de Luis Jardim, com Ivonete Batista Xavier.

Entre os destaques da programação estão a II Mostra Comunicações Literárias, de 3 a 6 de junho, com a participação dos convidados Luiz Ruffato (MG), Cristiano Aguiar (PB) entre outros; e o debate Literatura e outras linguagens: um diálogo provocante, de 5 a 7 de agosto, em qual o público, poetas, pensadores e afins discutem sobre a relação entre a literatura e música, teatro, cinema e internet.

Outras atividades previstas para o segundo semestre são: Poesia Delivery, que acontece em qualquer canto da cidade com poetas convidados; a Itinerância Literária, uma breve história da Prosa Pernambucana com Pedro Américo de Farias; Literatura na Feira Recital com as presenças de Wilson China, Sandoval Ferreira, Thiago Felipe e do repentista Edmilson Ferreira na Feira da Ceaga; e Literatura e outros territórios, uma recitata de poetas, na cidade de Canhotinho.

Sobre o Laboratório – O Laboratório de Autoria Literária Luzinette Laporte é um espaço permanente de criação, fruição e desenvolvimento literário, está localizado no Sesc Garanhuns e é um lugar de criação, experimentação e troca de ideias, ponto de encontro para as experiências literárias, sejam escritas ou orais. (Da Assessoria de Imprensa do SESC Garanhuns).

quinta-feira, 17 de abril de 2014

MORRE GABRIEL GARCÍA MÁRQUEZ

Morreu o hoje, aos 87 anos,  o escritor colombiano Gabriel García Márquez, autor do romance “Cem Anos de Solidão”, um dos livros mais importantes do século XX, que vendeu 50 milhões de exemplares em diferentes países.

A notícia foi confirmada por uma fonte próxima ao escritor à agência Associated Press. García Márquez ficou internado com pneumonia e infecção respiratória na Cidade do México, onde morava, entre o fim de março e início de abril. Ele estava em casa e lutava contra um câncer linfático desde 1999.

Em julho de 2012, o mais novo de seus dez irmãos, Jaime García Márquez, revelou que o autor sofria de demência senil “há alguns anos” e que estava lutando contra a perda de memória. O escritor era casado com Mercedes Barcha Pardo desde 1958. Eles tiveram dois filhos: Rodrigo, que nasceu em 1959, e Gonzalo, nascido em 1962.

Considerado um dos mais importantes escritores do século passado e um dos mais renomados autores latinos da história, Gabriel García Márquez nasceu em 6 de março de 1927, em Aracataca, na Colômbia. Chegou a estudar direito e ciências políticas na Universidade Nacional da Colômbia, mas não concluiu o curso, preferindo iniciar carreira no jornalismo.

Seu primeiro romance, “A revoada (O enterro do diabo)”, foi escrito no início da década de 1950, mas publicado apenas em 1955, por iniciativa de amigos, enquanto ele estava na Europa. Já tendo como cenário a cidade de Macondo, que apareceria em outras de suas obras, o livro tinha como narradores três personagens, um velho coronel, sua filha e o neto, ainda criança. O sucesso internacional, no entanto, veio principalmente após a publicação de seu romance mais famoso, “Cem anos de solidão”, em 1967.

A obra-prima de García Márquez é considerada, ao lado de “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, um dos livros mais importantes da literatura em língua espanhola. Foi traduzido para 35 idiomas. Exemplo máximo do realismo fantástico – gênero característico do boom latino-americano da segunda metade do século XX –, “Cem anos de solidão” se passa na fictícia aldeia de Macondo e acompanha, ao longo de gerações, a saga da família Buendía.

Entre seus títulos mais conhecidos estão ainda “A incrível e triste história de Cândida Eréndira e sua avó desalmada”, “O outono do patriarca”, “Crônica de uma morte anunciada”, “Do amor e outros demônios”, “Memórias de minhas putas tristes” e “O amor nos tempos do cólera”.

“Foi a época em que fui quase completamente feliz. Gostaria que minha vida tivesse sido como naqueles anos em que escrevi ‘O amor nos tempos do cólera’”, afirmou García Márquez ao “New York Times” três anos após a publicação de “O amor nos tempos do cólera”. Aqui, o autor resgata a verdadeira história da paixão de seu pai, também Gabriel, por Luiza, sua mãe. O pai dela reprovava a relação e conspirava contra. No livro, o casal se chama Florentino e Fermina. “Todas essas coisas para mim são parte da nostalgia. Nostalgia é uma fonte incrível para inspiração literária, para inspiração poética”, comentou na mesma entrevista ao “New York Times”.

Márquez recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1982 pelo conjunto de sua obra. Foi o primeiro colombiano e quarto latino-americano a receber o prêmio, e, na ocasião, agradeceu com um discurso intitulado “A solidão na América Latina”.

“El Gabo”, como era conhecido na América Latina, continuou escrevendo até o final da década de 90, mas seu trabalho foi reduzido a partir de 1999, quando recebeu o diagnóstico de um câncer linfático. Em 2002, ainda em tratamento, publicou sua autobiografia, “Viver para contar”. A aposentadoria oficial do escritor foi anunciada em 2009 por agentes literários.

García Márquez casou-se com Mercedes Barcha Pardo em 1958, e no ano seguinte nasceu o primeiro filho do casal, Rodrigo. Roteirista e diretor de TV e cinema, Rodrigo García dirigiu filmes como “Questão de vida” e “Albert Nobbs” e episódios de diversas séries, como “Família Soprano” e “A sete palmos”, além de ser o criador da adaptação americana da série “In treatment”. O seriado israelense ganhou versões em diversos países, incluindo o Brasil, onde recebeu o nome de “Sessão de terapia” e foi produzida pelo canal GNT. Nascido em 1962, no México, o filho mais novo do escritor, Gonzalo, é designer gráfico. (Fonte: http://g1.globo.com/)

IBOPE TAMBÉM DÁ VITÓRIA A DILMA NO 1º TURNO

O Ibope divulgou hoje a nova pesquisa eleitoral referente à disputa pela presidência da República. Dilma Roussef (PT) ficou em primeiro lugar com 37%, Aécio Neves (PSDB) vem em segundo somando 14% e Eduardo Campos (PSB) ocupa a terceira posição, tendo conquistado 5% das intenções de voto.

Mesmo somados os votos dos dois oposicionistas com o dos outros candidatos de partidos pequenos, Dilma ainda venceria no primeiro turno.

A pesquisa do Ibope não é muito diferente de outras divulgadas recentemente. A petista teve 38% no Datafolha e 40% no Vox Populi. A diferença entre os três institutos está dentro da margem de erro desses levantamentos estatísticos. 

SANDOVAL DEVE APOIAR MARCO DOURADO

O ex-prefeito de Brejão, Sandoval Cadengue (PSB), um dos políticos do Agreste Meridional mais próximos do ex-governador Eduardo Campos, desistiu de disputar um mandato de deputado federal. Em vez disso irá apoiar Marcoantônio Dourado, do mesmo partido, que tenta a reeleição.

Wellington Freitas, vereador e blogueiro de Saloá, divulgou a notícia em primeira mão. Segundo ele, a informação foi confirmada por pessoas ligadas a Sandoval e o nome de Marco Dourado já está sendo trabalhado em Brejão pelos socialistas. (Foto: Blog Brejão PE).

DILMA LIDERA PESQUISA DO VOX POPULI COM 40%

O Vox Populi divulgou o resultado de sua última pesquisa eleitoral para presidente da República, realizada entre os dias 6 e 8 de abril. Os números são os seguintes: Dilma Roussef (PT) obteve 40% da preferência popular, Aécio Neves (PSDB) ficou com 16% e Eduardo Campos (PSB) somou 8%. A petista caiu um ponto em relação à pesquisa anterior do mesmo instituto.
Os números do Vox Populi não são muito diferentes dos divulgados pelo Datafolha, dias atrás. No primeiro Dilma teve 38% e no segundo 40%, o que está dentro da margem de erro.
Caso a petista mantenha esses percentuais vencerá a eleição no primeiro turno. (Imagem: Blog Contraponto).

JORNALISTA APONTA OS PODRES DA GLOBO

Os blogs progressistas, chamados por José Serra, na campanha eleitoral de 2010 de “blog sujos”, incomodam cada vez mais a grande imprensa. O jornal O Globo, da família Marinho, passou recibo esta semana ao publicar uma reportagem de página inteira intitulada “A entrevista dos camaradas”. A matéria foi feita intencionalmente para questionar ou mesmo desqualificar os jornalistas convidados para uma entrevista coletiva dada pelo ex-presidente Lula.
Uma das repórteres entrevistadas pelo jornal dos Marinho, foi Conceição Lemes (foto), do Blog Viomundo. As perguntas de O Globo são de assombrar quem tem o mínimo de noção sobre decência ou sobre a prática de um jornalismo honesto.
O jornal carioca quis saber da jornalista se ela é formada, perguntou sobre sua experiência profissional, se é filiada a algum partido político e até se recebeu dinheiro para entrevistar Lula.
Conceição, corajosa como ela só, respondeu todas as perguntas, porém não enviou ao Globo. Preferiu publicar no Blog Viomundo, que tem ótima audiência, como muitos outros que não compactuam com o jornalismo marrom da grande imprensa do país.
Publicamos abaixo a íntegra do artigo da jornalista. Ela simplesmente arrasa, chega a desmoralizar a Empresa dos Marinho, ao relembrar algumas das falcatruas do jornal e televisão, praticadas muitas vezes contra o povo, na forma de um jornalismo falsamente isento e verdadeiramente desonesto e pernicioso.
O texto a seguir é da jornalista Conceição Lemes.
RESPOSTA AO JORNAL O GLOBO
Nessa segunda-feira 13, uma repórter de O Globo enviou-nos um e-mail:
“Estou fazendo uma matéria sobre a entrevista que o ex-presidente Lula concedeu a blogueiros na semana passada. Gostaria de conversar contigo por telefone”.
Pedi que enviasse as perguntas por e-mail. Hoje, às 12h27 elas foram encaminhadas:

Nada contra a repórter. Embora não a conheça, respeito-a profissionalmente como colega.

Já a empresa para a qual trabalha, não merece a nossa consideração.
Com essas perguntas aos blogueiros, O Globo parece estar com saudades da ditadura, quando apresentava como verdadeira a versão dos órgãos de repressão. Exemplo disso foi a da prisão, tortura e assassinato de Raul Amaro Nin Ferreira, em 1971, no Rio de Janeiro.
Com essas perguntas, O Globo parece querer promover uma caça aos blogueiros progressistas. Um macartismo à brasileira.
O marcartismo, como todos sabem, consistiu num movimento que vigorou nos EUA do final da década de 1940 até meados da década de 1950. Caracterizou-se por intensa patrulha anticomunista, perseguição política e dersrespeito aos direitos civis.
O interrogatório emblemático daqueles tempos nos EUA:
Mr. Willis: Well, are you now, or have you ever been, a member of the Communist Party? (Bem, você é agora ou já foi membro do Partido Comunista?)
A sensação com as perguntas de O Globo é que voltamos à ditadura. Agora, a ditadura midiática das Organizações Globo. É como estivéssemos sendo colocados numa sala de interrogatório.
Afinal, qual o objetivo de saber se pertencemos a algum partido político?
Será que O Globo faria essa pergunta aos jornalistas de direita, travestidos de neutros, que rezam pela sua cartilha?
E se fossemos nós, blogueiros progressistas, que fizessemos essas perguntas aos jornalistas de O Globo?
Imediatamente, seríamos tachados de antidemocratas, cerceadores da liberdade de expressão, chavistas e outros mantras do gênero.
Como um grupo empresarial que cresceu graças aos bons serviços prestados à ditadura civil-militar tem moral de questionar ideologicamente os blogueiros que participaram da entrevista coletiva?
Liberdade de imprensa e de expressão vale só para direita e para a esquerda, não?
Como uma empresa que tem no seu histórico o colaboracionismo com a ditadura, o caso pró-Consult, o debate editado do Collor vs Lula, ter sido contra a campanha Pelas Diretas, pode se arvorar em ditar normas de bom Jornalismo e ética?
Como uma empresa que deve R$ 900 milhões ao fisco tem moral para questionar outros brasileiros?
Como um grupo empresarial que recebe, disparadamente, a maior fatia da publicidade do governo federal pode criticar os poucos blogs que recebem alguma propaganda governamental?
O Viomundo, repetimos, não aceita propaganda dos governos federal, estaduais e municipais. É uma opção nossa. Mas respeitamos quem recebe. É um direito.
No Viomundo, não temos nada a esconder. Só não admitimos que as Organizações Globo, incluindo O Globo, com todo o seu histórico, se arvorem no direito de fiscalizar a blogosfera.
Por isso, eu Conceição Lemes, que representei o Viomundo na coletiva, não respondi a O Globo. Preferi responder aos nossos milhares de leitores. Diretamente. E em público.
Seguem as perguntas de O Globo e as minhas respostas.
Qual a sua formação acadêmica?
Formada em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).
Qual a sua atuação profissional antes do blog? Já cobriu política por outros veículos?
Sou editora do Viomundo, onde faço política, direitos humanos, movimentos sociais. Toco ainda o nosso Blog da Saúde.
No início da carreira, fiz um pouco de tudo: economia, política, revistas femininas, rádio…
Há 33 anos atuo principalmente como jornalista especializada em saúde, tendo ganho mais de 20 prêmios por reportagens nessa área. 
Entre eles, o Esso de Informação Científica, o José Reis de Jornalismo Científico, concedido pelo Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq), e o Sheila Cortopassi de Direitos Humanos na área de Comunicação, outorgado pela Associação para Prevenção e Tratamento da Aids e Saúde Preventiva (APTA) com apoio do Unicef.
Conquistei também vários prêmios Abril de Jornalismo, a maioria por matérias publicadas na revista Saúde!, da qual foi repórter, editora-assistente, editora e redatora-chefe.
Em 1995, fui premiada pela reportagem “Aids — A Distância entre Intenção e Gesto”, publicada pela revista Playboy. O projeto que desenvolvi para essa matéria foi selecionado para apresentação oral na 10ª Conferência Internacional de Aids, realizada em 1994 no Japão.
Pela primeira vez um jornalista brasileiro teve o seu trabalho aprovado para esse congresso. Concorri com cerca de 5 mil trabalhos enviados por pesquisadores de todo o mundo. Aproximadamente 300 foram escolhidos para apresentação oral, sendo apenas dez de investigadores brasileiros. Entre eles, o meu. Em consequência, fui ao Japão como consultora da Organização Mundial da Saúde.
Tenho oito livros publicados na área.
O mais recente, lançado em 2010, é Saúde – A hora é agora, em parceria com o professor Mílton de Arruda Martins, titular de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da USP, e o médico Mario Ferreira Júnior, coordenador de Centro de Promoção de Saúde do Hospital das Clínicas de São Paulo.
Em 2003/2004, foi a vez da coleção Urologia Sem Segredos, da Sociedade Brasileira de Urologia, destinada ao público em geral.
Os primeiros livros foram em 1995. Um deles, o Olha a pressão!, em parceira com o médico Artur Beltrame Ribeiro.
O outro foi a adaptação e texto da edição brasileira do livro Tratamento Clínico da Infecção pelo HIV, do professor John G. Bartlett, da Universidade Johns Hopkins, nos EUA. A tradução e supervisão científica são do médico Drauzio Varella.
Você é filiada a algum partido político?
Não sou nem nunca fui filiada a qualquer partido político.
Mas me estranha muito uma empresa que apoiou a ditadura, cresceu devido a benesses do regime e hoje se alinhe com todos os espectros da direita brasileira, questione a a filiação partidária de um jornalista.
Quer dizer de direita, tudo bem, e de esquerda, não?
Como você definiria os “blogueiros progressistas”? Existe uma linha política?
Somos de esquerda.
Defendemos:
Melhor distribuição da renda no país.
Reforma agrária.
Os movimentos sociais por melhores condições de moradia, trabalho, defesa do meio ambiente, saúde e educação.
Regulamentação dos meios de comunicação.

Valorização do salário mínimo.
Política de cotas raciais nas universidades.
Direitos reprodutivos e sexuais das mulheres brasileiras.
Combate à discriminação e promoção dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais
Imposto sobre grandes fortunas.
Financiamento público de campanha.
Reforma política.
Fortalecimento da Petrobras.
Sistema Único de Saúde.
Como você foi chamada para a entrevista? Recebeu alguma ajuda de custo do instituto?
Por e-mail. Nenhuma ajuda.
O que você achou da seleção de blogueiros para a entrevista? Incluiria, por exemplo, representantes da mídia ninja ou blogueiros “de oposição”, como Reinaldo Azevedo?
O Instituto Lula tem o direito de chamar para entrevistar o ex-presidente quem ele quiser.
Engraçado O Globo perguntar isso. De manhã à madrugada, de domingo a domingo, todos os veículos das Organizações Globo privilegiam, ostensivamente, sem o menor pundonor, vozes do conservadorismo brasileiro e internacional. Pior é que travestido de uma falsa neutralidade.
Por que O Globo pode chamar quem quiser e o ex-presidente Lula, não?
Por que as Organizações Globo não dão espaços iguais à esquerda e à direita, garantindo a pluralidade de opiniões?
No dia em que as Organizações Globo garantirem efetivamente a pluralidade de opiniões, respeitando a verdade factual, aí, sim, seus profissionais poderão questionar os nomes escolhidos por Lula.
Qual foi o ponto mais relevante da entrevista para você?
Ter falado três horas e meia com os blogueiros. Uma conversa em que nenhum assunto foi proibido. Tivemos liberdade plena de perguntar o que queríamos. Uma lição de democracia.
O instituto arcou com os seus custos de deslocamento?
Não. Fui de táxi. Paguei do meu próprio bolso.
Por que você acredita ter sido escolhida para a entrevista?
Quantos jornalistas brasileiros têm o meu currículo profissional? Quantos repórteres da mídia tradicional e da blogosfera produziram tantos furos jornalísticos quanto nós no Viomundo nos últimos cinco anos?
Por isso, deixo essa pergunta para você e os leitores do Viomundo responder.
O que você acha do movimento “Volta Lula”?
Quem tem de achar é a população e os militantes dos partidos da base de apoio do governo.
Sou apenas repórter. Cabe a mim, portanto, retratar o que presencio.
Qual nota você daria ao governo Dilma? Por quê?
O Globo tem fetiche por nota. Quem tem de dar a nota é o eleitorado. Sou repórter e minha opinião neste caso é irrelevante. A não ser que O Globo pretenda usá-la para fazer o que costuma fazer: manipular informação com objetivos políticos, em defesa de interesses da direita brasileira.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

VANTAGEM DE ARMANDO MONTEIRO E JOÃO PAULO É MAIOR NA PESQUISA DIVULGADA PELO VOX POPULI

O pré-candidato do PTB ao Governo do Estado, senador Armando Monteiro Neto, aparece na dianteira da disputa, com 55% das intenções de voto, segundo levantamento feito pelo Instituto Vox Populi, divulgado nesta quarta-feira (16). Paulo Câmara (PSB), pré-candidato da Frente Popular, registrou índice de apenas 7%.

Os dados são divulgados três dias após publicação, pelo Jornal do Commercio, de pesquisa do Instituto Maurício de Nassau. Nesta o petebista obteve 38% das intenções de voto, contra 13% do socialista.

A disputa ao Senado Federal também aponta vantagem da chapa encabeçada pelo petebista – João Paulo (PT) aparece com 48% das intenções contra 14% do ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB).

O índice animou o PT de Pernambuco, sobretudo pelo fato de o guia eleitoral na televisão ter início apenas a partir de agosto e, até lá, Paulo Câmara não deve ter ao seu lado a presença física constante do ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB), que precisa circular o país para tornar-se conhecido.

O Instituto Vox Populi realizou 1.200 entrevistas entre os dias 29 de março e 2 de abril de 2014. (FONTE: BLOG DE MAGNO MARTINS).

JOACI REAFIRMA SUA CANDIDATURA À ASSEMBLEIA

O ex-vereador Joaci Laurindo (PSDB), reafirmou agora há pouco sua candidatura a deputado estadual, possivelmente fazendo dobradinha com Daniel Coelho, que disputará um mandato para a Câmara Federal. O representante tucano em Garanhuns disse que está firme em seus objetivos e que além de tentar uma cadeira na Assembleia Legislativa irá formar o palanque do presidenciável Aécio Neves  no município. "Sou candidato pela oposição, que é fundamental para o bom funcionamento do regime democrático", pontuou Joaci, dando a entender que deseja capitalizar o sentimento de quem está insatisfeito com os governos municipal e federal. "No tempo certo vamos colocar nossa campanha nas ruas, pedindo os votos do povo de Garanhuns e das cidades da região", salientou o ex-parlamentar, que exerceu mais de um mandato e também foi presidente da Câmara Municipal.

EM LAJEDO O PEIXE CHEGA A MAIS DE 9 MIL FAMÍLIAS

A Prefeitura de Lajedo ampliou este ano a distribuição do peixe para os moradores do município, atendendo a mais de 9 mil famílias da cidade, povoados e zona rural. O trabalho está sendo feito pela Secretaria de Assistência Social, da forma mais organizada possível para que todos sejam atendidos.

O prefeito Rossine Blesmany fez questão de manter a tradição, primando não só pela quantidade, mas principalmente pela qualidade do produto oferecido ao povo de Lajedo.

O trabalho começou desde ontem pela manhã, na zona rural, com o atendimento de várias localidades que antes não tinham o serviço perto de casa. O peixe foi levado a mais de 37 localidades, entre povoados e sítios, continuando nesta quarta-feira com a distribuição na zona urbana.

Segurança, qualidade e higiene foram as principais preocupações da Secretaria de Assistência Social. Os produtos estão sendo transportados em dois caminhões frigoríficos e vêm embalados, inspecionados e lacrados de fábrica, passando por todos os processos de fiscalização, atendendo dessa maneira as exigências dos órgãos que atuam em favor do consumidor.
 
“Estamos confiantes que a maneira certa de governar é esta, é indo até o povo, escutando o relato de suas vidas, do dia-a-dia das pessoas e conhecendo de perto suas verdadeiras necessidades e anseios. Este ano estamos fazendo a distribuição do peixe orientados pela população. Sabemos qual a melhor decisão a tomar porque consultamos as comunidades, principalmente aqueles que não tiveram oportunidade de falar e de ser ouvidos nas gestões passadas”, comentou Rossine, que foi pessoalmente acompanhar a entrega dos peixes para que tudo funcionasse da melhor maneira possível.

PREFEITURA DE SALOÁ DISTRIBUI MAIS DE 10 MIL QUILOS DE PEIXE PARA A POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO

A prefeitura de Saloá, está realizando a distribuição de peixe da Semana Santa para a população. A ação, que já é tradicional no município teve início ontem e segue durante toda esta quarta-feira, na quadra poliesportiva do Colégio São Vicente. São mais de 10 mil quilos no pescado

Servidores da agricultura e administração está empenhado para que todos sejam igualmente beneficiados. A Semana Santa é um tempo de muita harmonia na população. Cristãos de todos os cantos se reúnem nas igrejas locais para momentos de oração e penitência. Mas também é um tempo que prevê a fartura da Páscoa. O peixe e o vinho, são tidos pelas comunidades rurais como alimentos essenciais e que marcam este período cristão.

Para facilitar o processo de distribuição, foram entregues senhas numeradas para cada famílias, de modo que cada morador terá uma quantia específica do peixe. Para atender a zona rural, também foram montados postos nos distritos de Iatecá e Serrinhga da Prata. A maioria das famílias são atendidas pelos programas sociais desenvolvidos pelo Governo municipal, em parceria com Estado e União. (Geraldo Mouret)

O GLOBO E A FOLHA DETONAM O PSB

Dois dos principais jornais do país, a Folha de São Paulo e o Globo, do Rio de Janeiro, publicam hoje notícias “arranhando a imagem” do PSB e do ex-governador Eduardo Campos.

Na Folha saiu a informação que Clementino de Souza Coelho, irmão de Fernando Bezerra Coelho (PSB), está envolvido com o doleiro Alberto Yossef, preso em março pela polícia federal.

No Globo a notícia é pior ainda. O colunista Ilimar Franco informa que Ana Arraes, ministra do Tribunal de Contas e mãe de Eduardo Campos, ocupa irregularmente um imóvel em Brasília. O jornalista chama a estadia gratuita no apartamento de “mamata”.

Parece que os jornais do Sudeste não vão dar moleza para o candidato pernambucano. No final das contas a imprensa “sudestina” ficará mesmo com Aécio, em detrimento do nordestino Eduardo. (A foto de FBC é do Blog do Jamildo, que reproduz as matérias dos jornalões do Sudeste).

EDUARDO PROMETE AMPLIAR O BOLSA FAMÍLIA

Apesar de ser candidato de oposição a Dilma (PT), o ex-governador Eduardo Campos (PSB) anunciou que se chegar à presidência da República vai ampliar o Bolsa Família. Com ele e Marina Silva no Planalto, mais 10 milhões de brasileiros seriam incluídos no programa, reconhecido internacionalmente, mas considerado meramente assistencialista por setores do PSDB, DEM e da própria sociedade brasileira.

O socialista, naturalmente, faz essa proposta de olho nos votos dos mais pobres, que ainda precisam dessa ajuda do Governo Federal.