FIEPE

FIEPE

terça-feira, 21 de outubro de 2014

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL INVESTIGA AEROPORTO CONSTRUÍDO POR AÉCIO NEVES EM MINAS GERAIS

O Ministério Público Federal em Minas Gerais decidiu investigar se o ex-governador Aécio Neves (PSDB) cometeu improbidade administrativa ao utilizar R$ 14 milhões de recursos públicos para construir um aeroporto no município de Cláudio, interior do estado.
O aeródromo foi feito em uma área desapropriada que pertencia ao seu tio-avô. Segundo denúncia da Folha de S. Paulo, as chaves ficavam em poder dos familiares do tucano na região, que davam autorização para seu uso. O hoje candidato à presidência nega qualquer irregularidade e defende que a obra beneficiou a população mineira.
A parte criminal de uma representação apresentada pelo PT contra Aécio foi arquivada no início do mês pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele enviou o restante da representação, no entanto, para Minas Gerais, a fim de que fosse investigado se houve crime de improbidade administrativa. (Fonte: Minas 247).

DILMA PROMETE BOA RELAÇÃO COM PAULO CÂMARA

Em visita ao município de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, a presidente Dilma Rousseff (PT) garantiu que, caso seja reeleita no próximo domingo (26), não fará nenhuma retaliação à gestão do governador eleito de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), que apoia o senador Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da corrida presidencial.“Eu respeito o governador eleito porque ele foi escolhido pelo povo”, garantiu a presidente, conforme registrou a repórter Marcela Balbino, no Blog de Jamildo.

A presidente informou aos jornalistas que seu governo foi o que mais investiu recursos em Pernambuco, na ordem de R$ 6 bilhões. O antecessor, Lula (PT), teria aplicado R$ 4 bilhões. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) teria investido R$ 600 milhões.

PETROLINA - Dilma está em Pernambuco, tendo visitando inicialmente Petrolina, no Sertão do São Francisco. No município sertanejo ela rebateu declaração do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. “Essa é uma das mais importantes regiões do país, apesar do que acham os tucanos. Eles falaram que os votos que eu recebi no semiárido do Nordeste eram de pessoas ignorantes. Nós somos ignorantes, porque ignoramos os tucanos", alfinetou a candidata, aproveitando para criticar a falta de água em São Paulo. "O estado mais rico do país não se preparou para a seca. Já o governo federal se preparou e trouxe água para o Nordeste", frisou. (Na foto do Diário de Pernambuco o registro da passagem de Dilma por Petrolina, hoje à tarde).

PT E PSB MEDEM FORÇAS NO RECIFE


Da jornalista Sheila Borges hoje, no Jornal do Commercio:

Para se contrapor à máquina do PSB que opera em favor da candidatura de Aécio Neves (PSDB), o PT tenta unir forças para assegurara a vitória de Dilma Rousseff no Estado. Hoje a presidente está aqui ao lado de Lula em atos no Recife e em Goiana. O PT tenta transformar as ações que a União promoveu nos últimos doze anos voto. Ontem, três ministros prestigiaram a entrega de 1.920 unidades do Minha Casa, Minha Vida em Abreu e Lima, administrada por um prefeito petista que migrou para o palanque do PSB. No discurso, Pastor Marcos não deu nem um olá para o PT. A poucos dias da eleição, a ministra do Planejamento, Mirian Belchior, volta amanhã ao Estado para iniciar o processo de bombeamento das águas da obra de Transposição do Rio São Francisco, que está bastante atrasada.

No 1° turno, a estratégia não surtiu efeito. Marina ganhou de Dilma. Até João Paulo não se elegeu para o Senado. O PT perdeu em todas as zonas do Recife, mesmo após comandar a cidade entre 2001 e 2012. O que tem feito a diferença neste 2° turno é a militância espontânea, que foi para as ruas ao sentir a perspectiva de derrota do projeto do PT. No fim de semana, a onda vermelha do PT voltou a ser vista.

O PSB sente a força dessa militância e prepara a reação. Convoca os antipetistas para ato amanhã. Quer relembrar as manifestações de junho de 2013, como se aquele movimento suprapartidário estivesse na base da campanha do PSDB. É um risco tentar essa vinculação. Pode acirrar mais os ânimos. (Ilustração: Site Portal Nacional).

PROFESSORES SÃO VALORIZADOS EM CAETÉS

A administração de Armando Duarte tem procurado valorizar ao máximo o professor em Caetés. Assim, entre os dias 16 e 18 de outubro, a Prefeitura, através da Secretaria de Educação, comemorou de uma vez só o Dia das Crianças e o Dia do Professor.

Cerca de 3.100 crianças da Educação Infantil e do 1° ao 5° ano do Ensino Fundamental participaram de diversas atividades nas escolas em vivência ao projeto “Crianças: desafio de educar respeitando sua infância”, cuja culminância aconteceu no Centro de Eventos com apresentações culturais e um parque de diversões montado exclusivamente para atender o público infantil.

No sábado, dia 18, os professores da rede municipal desfrutaram de um delicioso almoço em sua homenagem.

A festa foi ambientada no clima tropical hawaiano e animada por Djair e Banda. O Prefeito Armando Duarte prestigiou o evento, bem como a Secretária de Educação, Soraya Almeida (foto acima),  e demais convidados. Na ocasião, o gestor parabenizou os professores pelo seu dia e anunciou que este ano eles irão receber novamente o rateio, sendo aplaudido calorosamente pelo público presente. 
Almoço para os professores
Atividades para as Crianças

ZÉ LEZIN GRAVA APOIO A DILMA

Nairon Barreto, humorista conhecido nacionalmente como Zé Lezin da Paraíba, gravou um depoimento espontâneo sobre a atual disputa política. E pela primeira vez falou sério. Reconheceu as políticas sociais do PT, disse que os governos anteriores só fizeram filosofar e elogiou o trabalho do Samu e das escolas técnicas espalhadas por todo o Brasil. 

Confira no link abaixo:

https://www.facebook.com/video.php?v=719862078068171&fref=nf

AÉCIO ACUSA PT DE ATACAR EDUARDO

Agora atrás nas pesquisas eleitorais, o candidato Aécio Neves (PSDB) partiu para o ataque durante sua passagem pelo Pará, esta semana. Numa entrevista à imprensa daquele Estado, o tucano acusou o PT de realizar “ataques vis” ao ex-governador Eduardo Campos (PSB).

Aécio disse que sua adversária prefere sempre fazer uma comparação com o passado, esquecendo-se de que o passado são eles, que durante 12 anos jogaram fora algumas das nossas principais conquistas. “Talvez, por isso, prefira fazer a campanha da desconstrução, dos ataques vis a seus adversários. Como fizeram com Eduardo Campos, como tentaram fazer com a Marina. Agora, comigo. Só que comigo, não. Eu vou enfrentar e vou responder a todas as infâmias, a todas as calúnias lançadas sobre nós”, protestou.

ZECA BALEIRO DÁ APOIO CRÍTICO A DILMA

Zeca Baleiro, o conhecido cantor e compositor maranhense, usou o seu perfil no Facebook para declarar apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). O artista disse que será um crítico implacável do novo governo petista, caso Dilma seja reeleita. "É assim que entendo o que chamam de democracia. O resto é balela", justificou.

O cantor lembrou que na atual campanha política usam à exaustão o tema da corrupção.  “Não podemos nos enganar - todos os partidos, quando ocupam o poder, caem em tentação, para nossa desgraça. A diferença básica neste Fla-Flu de corruptos é que os do PSDB seguem impunes, os do PT nem tanto", afirmou.

Zeca Baleiro ainda usou seu espaço na net para criticar  a decisão de Marina Silva (PSB) em apoiar Aécio Neves (PSDB). 

Além do maranhense, já se posicionaram a favor da candidatura da petista neste segundo turno artistas como Chico Buarque, Gilberto Gil, Marina Lima, Emicida, Leci Brandão, além de intelectuais como Leonardo Boff, Frei Beto, Fernando Morais, o diretor de teatro José Celso Martinez, o cartunista e escritor Ziraldo, além dos atores Camila Pitanga e Gregório Duvivier.

Aécio Neves (PSDB) também tem artistas de peso ao seu lado. Merecem destaque Renato Teixeira, o cearense Fagner, Zé de Camargo, Chitãozinho e Chororó, o apresentador Luciano Huck, Alexandre Frota, o compositor Fernando Brant e o líder da Banda Jota Quest, Rogério Flausino.

PAULO CÂMARA PEDE ENGAJAMENTO PRÓ AÉCIO



Do Blog de Magno Martins:
O governador eleito Paulo Câmara reuniu cerca de 50 deputados estaduais e federais (entre atuais e eleitos) na noite de ontem para pedir engajamento e apoio total nesta reta final de campanha presidencial. Ao lado do prefeito do Recife, Geraldo Júlio, do senador eleito Fernando Bezerra Coelho, do vice-governador eleito Raul Henry e do presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, Paulo reforçou a necessidade de eleger Aécio Neves no próximo dia 26 de outubro. Encontro semelhante já foi realizado com prefeitos da Frente Popular de Pernambuco.

“Nossos eleitores precisam saber que o voto agora é no 45. Logo, cada uma de nós, deve percorrer os municípios possíveis levando a mensagem de apoio a Aécio. Precisamos transferir nossos votos para a candidatura que representa a mudança e que está comprometida com o povo de Pernambuco e do Nordeste”, ressaltou o governador eleito. Paulo ainda destacou a importância do estado nestas eleições, alertando que Pernambuco terá papel de destaque neste segundo turno. 

O prefeito Geraldo Júlio também convocou os deputados a tomarem as ruas nestes últimos dias de campanha. “Devemos nos empenhar ao máximo, unir forças e intensificar o trabalho de disseminar o nome de Aécio. Vamos mostrar que a Frente Popular está unida em torno deste projeto de governo que vai mudar o Brasil e que vai ajudar o governo de Paulo a transformar a vida dos pernambucanos”, disse.

AGENDA - Além de receber Aécio em um grande ato no Recife e em Sirinhaém, município da Zona da Mata Sul, Paulo já realizou eventos em Petrolina e Caruaru, e amanhã comandará uma grande carreata em Arcoverde. Ao longo da semana, outros atos de campanha deverão contar com a presença do governador eleito.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

DATAFOLHA CONFIRMA VIRADA DO PT

 
Pesquisa do Datafolha divulgada no início da noite no site da Folha de São Paulo, Portal UOL e Jornal Nacional da TV Globo, confirmou a virada da candidata Dilma Rousseff sobre Aécio Neves, antecipada de manhã pelo Instituto MDA.

De acordo com o Instituto paulista, Dilma está com 52% dos votos válidos, enquanto Aécio Neves ficou com 48%. Por conta da margem de erro a diferença de quatro pontos a favor da petista não configura vitória e a situação ainda é de empate técnico.

Incluídos votos brancos e nulos Dilma somou 46% no Datafolha e Aécio 43%.
Cinco por cento dos eleitores pretendem votar em branco ou anular o voto e outros 6% ainda estão indecisos.

A pesquisa também procurou saber como está a avaliação do Governo Dilma Rousseff. Para 42% dos entrevistados a gestão é ótima ou boa; outros 37% consideram a administração petista regular e 20% classificaram o Governo como ruim ou péssimo.

Outro dado importante revelado pelo Datafolha: Pela primeira vez a rejeição de Aécio é maior do que a de Dilma, embora a diferença seja mínima. Dos entrevistados, 40% disseram que não votam no tucano de jeito nenhum, enquanto 39% em nenhuma hipótese acompanham a petista.

A pesquisa do Datafolha foi realizada hoje e foram entrevistados 4.389 eleitores por todo o país.

No levantamento do CNT/MDA, que divulgamos logo cedo, a petista tinha apenas um ponto de vantagem sobre o seu oponente. (Ilustração: Jornal Folha de São Paulo/Portal UOL)

DILMA ULTRAPASSA AÉCIO NA PESQUISA CNT/MDA

Pela primeira vez neste segundo turno a presidenta Dilma aparece numericamente à frente de Aécio Neves (PSDB). Pesquisa divulgada hoje pela CNT/MDA aponta a petista com 50,5% da preferência dos votos, contra 49,5% do tucano. Os dois continuam tecnicamente empatados, mas agora é ela que tem um ponto de vantagem.
O Instituto MDA realizou 2.002 entrevistas em 137 municípios de 25 estados no sábado 18 e no domingo 19, portanto antes do terceiro debate presidencial, exibido pela TV Record na noite deste domingo.
Ainda esta semana serão divulgadas pesquisas do Vox Populi, Ibope e Datafolha, quando poderemos saber se existe mesmo uma tendência de crescimento da candidatura governista.
A Pesquisa encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes mexeu com o mercado financeiro, fazendo as bolsas caírem, principalmente as ações da Petrobrás.
Os principais analistas políticos do país acham que Aécio perdeu mais do que Dilma com a troca de ataques no debate do SBT, semana passada. Também avaliam que a desconstrução da imagem do ex-governador de Minas Gerais, nas redes sociais, tem feito estragos a sua candidatura. 
A construção do aeroporto na cidade de Cláudio, a recusa de se submeter ao bafômetro a e a fama de ser violento com as mulheres estão ameaçando o favoritismo do representante do PSDB, presente nas primeiras pesquisas da campanha do segundo turno.

GARANHUNS É A BOLA DA VEZ

Em menos de dois anos de Governo Izaías Régis conseguiu melhorar e muito a infraestrutura urbana de Garanhuns. As obras de pavimentação, saneamento ou de escoamento das águas servidas chegam a todos os bairros.

A Prefeitura já levou o calçamento e o asfalto a quase uma centenas de ruas da Cohab II, Indiano, João da Mata, Aluízio Pinto, Boa Vista, Magano e outras áreas da cidade.

Na Brasília o Governo Municipal praticamente construiu um novo bairro, asfaltando dezenas de ruas, desde as proximidades da UPE até as imediações do Colégio Diocesano e já nas proximidades da Avenida Sátiro Ivo.

O mesmo está sendo feito agora na Boa Vista. A Secretaria de Obras já iniciou o asfalto da Avenida Sul (a obra vai das proximidades da Sorveteria Doce Mel até o trevo da Cohab II) e da Carmerina Vieira de Melo, além de várias outras no mesmo bairro. São pavimentações importantes, pois irão desafogar a Rua São Miguel, hoje a pior via pública de se trafegar em Garanhuns.

Após a conclusão desse conjunto de obras, a São Miguel será mão única e o acesso ao subúrbio será feito pela Avenida Sul. O asfalto da Carmerina Vieira possibilitará a ligação direta com Heliópolis, de modo que os motoristas ficaram livres dos engarrafamentos e das irritantes lombadas da antiga Rua do Correntes.

O Secretário de Obras do Município, engenheiro Hélio Faustino, garante que até novembro o Binário da Boa Vista estará concluído.

No Magano, comemora o auxiliar do prefeito Izaías Régis, já estão praticamente concluídas as obras de calçamento de 21 ruas que viviam em total estado de abandono.

Outro bairro lembrado pela Prefeitura é a Várzea, onde começaram a ser pavimentadas oito ruas de uma vez (leia texto abaixo).

Em Garanhuns, dos anos 70 para cá, tivemos dois grandes tocadores de obras: Ivo Amaral, que apenas no seu segundo governo levou calçamento a mais de 200 ruas e Silvino Duarte, que também tirou centenas de ruas da lama e da poeira com ações nas Cohabs, no Indiano, Magano, Boa Vista e outros bairros.

Com obras de infraestrutura por todos os bairros, água em abundância (graças a Barragem do Cajueiro, construída na gestão de Eduardo Campos) e novas empresas se instalando na cidade, além do boom universitário, Garanhuns vai saindo do atraso e tem tudo para deslanchar de vez em termos econômicos e sociais.

No primeiro semestre de 2015 deve chegar mais uma grande empresa na cidade. Há esperança de que o Shopping finalmente irá começar a sair do papel e o novo presidente da República – seja Dilma ou Aécio – terá a obrigação de levar adiante o projeto de duplicação da BR-423.

Com uma eficiente gestão no município e boa vontade por parte dos governos estadual e federal não tem porque Garanhuns não avançar. Está na hora de ser a “bola da vez”.

PREFEITURA PAVIMENTA MAIS 8 RUAS DAS VÁRZEA

A prefeitura de Garanhuns, por meio da Secretaria de Serviços Públicos e Obras, iniciou os serviços de pavimentação em paralelepípedo na comunidade Várzea. E as obras não param, serão oito ruas comtempladas, são elas: rua Leandro Correia Maciel, rua das Pedrinhas, rua Evaldo Braga, rua José Natanael da Silva, rua Luiz Souto Dourado, rua Pedro Maia, rua Amadeus Tavares e travessa Souto Dourado.

As máquinas e equipamentos da GL Empreendimentos LTDA estão a todo vapor, o que anima os moradores da localidade, como é o caso da aposentada Leonila Maria da Conceição, 84 anos de idade, que há dez anos reside na rua Leandro Correia Maciel e já não aguentava mais conviver com tanta lama e muriçocas. “Aqui não prestava não, era muito mato e a muriçoca, agora tá ficando bom, porque vai ficar uma joinha (sic). Deus dê muitas bênçãos e anos de vida para quem está construindo isso aqui”, comentou entusiasmada, a aposentada.

O prefeito Izaías Régis acompanha de perto todas as obras que estão sendo realizadas no município e comenta sobre a importância desses serviços. “A prefeitura tem a obrigação de levar mais mobilidade e qualidade de vida para todos os munícipes, e para isso estamos, tentando fazer o melhor”, finaliza o gestor.

Texto e fotos: Luanny Porto
Edição de texto: Cloves Teodorico

DILMA E AÉCIO FAZEM DEBATE MENOS TRUCULENTO

Depois de dois debates marcados por ataques de um lado e do outro, Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), resolveram ontem à noite, na TV Record, se comportar de modo mais civilizado. Dessa vez o tucano e a petista privilegiaram as propostas e discutiram os problemas do país sem afrontas ou críticas mais pessoais. Alguns temas levantados na Bandeirantes e no SBT foram repetidos.

Foi o caso dos problemas na Petrobrás, a questão da segurança pública no Brasil, o baixo crescimento da economia, o papel do bancos públicos na gestão do Governo Federal e programas sociais como o Bolsa Família

Numa das suas perguntas, Aécio cutucou a adversária: "A senhora reconhece agora que houve desvios. Aquele que é denunciado, para recebimento dessa propina, o tesoureiro João Vacari Neto, continuará como presidente do partido e continuará também como membro do Conselho de Itaipu. A senhora confia nele, candidata?", perguntou.
Em sua resposta, Dilma devolveu a pergunta ao tucano. "O senhor confia em todos aqueles que segundo as mesmas fontes que acusam o Vaccari dizem que o seu partido, o presidente dele, que lamentavelmente está morto (Sérgio Guerra), recebeu recursos para acabar com a CPI? O senhor acredita, candidato?", questionou a presidente.
Aécio acusou a presidente de fazer "terrorismo eleitoral" com os funcionários de Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).
Dilma respondeu dizendo que quem faz "terrorismo eleitoral é o seu candidato a ministro da Fazenda (Armínio Fraga), que diz que os bancos públicos terão seu papel reduzido. Eu, se fosse funcionária de um desses bancos, iria ficar com três pulgas atrás da orelha com o senhor".
Empatados tecnicamente nas pesquisas eleitorais, Dilma e Aécio resolveram “poupar munição” e evitar desgastes a menos de uma semana da eleição. Se algum deles tiver alguma “carta na manga” deixou para o último debate antes do pleito, que será na próxima sexta-feira, dia 24 na TV Globo.
Mas o debate foi mais "morno", menos "truculento" do que os anteriores, como o leitor pode conferir no link abaixo:

FEMINISTA LANÇA CARTA ABERTA CONTRA AÉCIO

Carta aberta de Maria das Neves ao candidato Aécio Neves:

Caro candidato, tamanha é minha indignação como jovem, mulher e feminista que não poderia deixar de escrever essas linhas.

Sua candidatura tem servido para estimular o ódio contra as mulheres e reforçar a cultura machista que tanto temos lutado para combater.

Muito tem me incomodado e a milhares de brasileiras a forma como você tem se referido as mulheres. Para você o Brasil ainda se divide entre “donas de casas” e “trabalhadores”. A velha divisão sexual do trabalho.  Parece que você não sabe, mas as donas de casa também são trabalhadoras. E, as mulheres tem ocupado entre tantas funções, aquelas que no passado eram apenas masculinas. Hoje, temos mais oportunidades, alto-estima e direitos conquistados. Somos o Brasil da seleção hexacampeã da Copa América de futebol feminino, golaço! As mulheres hoje são bandeirinhas, empresárias, engenheiras. Batem um bolão dentro e fora de campo. E, imagine só, chegamos até a Presidência da República.

Como se não bastasse o caso de agressão contra sua namorada, publicamente divulgado nas redes sociais e demais meios de comunicação, são frequentes os ataques de ódio e incitação à violência contra as mulheres através de seus correligionários e apoiadores. No último debate, seus assessores receberam a Presidenta da República aos gritos de: Vaca!  Enquanto isso o Pastor Malafaia, em seu twitter fazia piada com a violência doméstica e a Lei Maria da Penha, direito conquistado com muita luta pelas mulheres brasileiras.  Piadas sem graça, xingamentos machistas.  Ofendem não apenas a Presidenta Dilma. Mas, a todas as brasileiras que nos últimos anos escreveram uma nova página na história desse país. Quanto as propostas para as mulheres a resposta foi: nenhuma. Essa é a proposta de sua campanha para as mulheres? Mais violência, menos respeito?

Somos mais 52% da população e do eleitorado brasileiro, somos a maioria nas universidades, a maioria no PRONATEC. Somos as mais beneficiadas com o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida. Somos 67% da população economicamente ativa com carteira assinada. E, ao contrário do que o candidato disse no debate da Band não queremos um salário “mais próximo do que tem os homens”. Queremos um salário igual ao dos homens. Essa é uma luta histórica dos movimentos feministas e centrais sindicais: salário igual para trabalho igual!

É candidato, saiba que essa geração de mulheres, que nascem e crescem num país governado por mulher e as que lutaram para chegarmos até aqui, não toleram o “dedo em riste”, não são “levianas”, nem “mentirosas”, muito menos “ignorantes”! Enquanto você saía de Minas para passear. Dilma saiu de Minas Gerais perseguida por lutar por liberdade e democracia.

Dilma, representada todas nós, mulheres, jovens, idosas, brancas, negras, indígenas, quilombolas, ciganas, trabalhadoras do campo e da cidade, casadas, solteiras, héteros, lésbicas, bi e transexuais que lutam ainda hoje para nos libertar das correntes do patriarcado. Lutamos para ocupar mais espaços de poder e ajudar a decidir os rumos do país que ajudamos a construir. Por isso, lutamos por uma reforma política que aprofunde e consolide a democracia brasileira empoderando as mulheres.

Por muito tempo o machismo tentou nos calar e afastar da política. Dilma, representa a força e a voz das brasileiras que tem coração valente!  Há apenas 82 anos conquistamos o direito de votar e sermos votadas. Depois da conquista do voto feminismo a eleição de Dilma, é a principal conquista das mulheres brasileiras.

Lugar de mulher é na política, candidato. Não nascemos para ser apenas primeira- damas, mais para governar ao lado dos homens. Independente do peso, da cor da pele, do cabelo, do tamanho. Nossa beleza não tem padrão! E, não é critério para participação na política como afirmam as declarações machistas de seus apoiadores nas redes sociais que chegam à exaltá-lo como “herói” ao apresentar suas ex-namoradas como “troféu”.

Para você as mulheres ainda são “donas de casas”. No Brasil de Dilma as mulheres podem sonham em ser Presidentas da República. No Brasil que você defende violência contra a mulher é piada. No Brasil de Dilma, a violência doméstica é crime. O Governo da primeira mulher Presidenta da República fez pelas mulheres o que nenhum outro governo fez. Não vamos retroceder! Lugar de agressor de mulher é na cadeia, candidato. E não na Presidência da República!

No próximo dia 26 as mulheres votarão contra o desemprego, contra o neoliberalismo, contra o machismo, pelo fim da impunidade e da violência contra as mulheres.

Não voto em homem que bate em mulher!

* Maria das Neves é Diretora Nacional de Jovens Feministas da União da Juventude Socialista (Fonte: Site Viomundo).

CAMELO REJEITA AÉCIO E DILMA

Do dirigente do PSOL em Garanhuns, Paulo Camelo:
Estamos diante de um falso dilema entre à Direita Autêntica, ora representada pelo candidato a Presidente, Aécio Neves, do PSDB, e a Falsa Esquerda, ora representada pela candidata  a Presidente, Dilma Rousseff, do PT.
A campanha pelo voto útil em Dilma Rousseff, aumenta de intensidade sobre os militantes e eleitores da esquerda anti-capitalista. Sob  pressão de uma vitória eleitoral incerta, a direção do PT assumiu um discurso apelativo no melhor estilo da Direita Juramentada.
Nas relações interpessoais a ingenuidade é uma forma de desafogar  o estresse e levar a vida com mais leveza. Mas, na política a ingenuidade é fatal.  Em Garanhuns, a ingenuidade de parcela considerável dos eleitores, os leva a sempre votarem  na Legião Estrangeira, perdendo representação política nos parlamentos estadual e federal, como também no governo municipal. 
NÃO É VERDADE QUE A ÚNICA FORMA DE LUTAR CONTRA AÉCIO E O PSDB, É VOTANDO EM DILMA, DO PT.
Dilma não corre o risco de ser derrotada pela posição de anulação do voto da oposição de esquerda. Dilma corre o risco de ser derrotada por si mesma, ou melhor, pelo que fez, e por aquilo que o PT não fez nos últimos doze anos.
Não nos enganemos. A verdade nua e crua é que há vários pontos em comum nos Programas de Dilma, do PT,  e de Aécio, do PSDB. As políticas sociais compensatórias, as quais foram iniciadas no governo FHC, do PSDB, através do Programa Comunidade Solidária (Bolsa Escola; Vale Gás; etc), foram aprimoradas no governo do PT através da Bolsa Família. Considerando o enorme lucro dos Bancos no governo do PT, comenta-se popularmente a criação, não oficial, da “Bolsa Banqueiro”.
Não é a toa que os juros estão alto e que há indicativo  de aplicação de medidas de ajuste fiscal para combater a inflação, com redução de gastos e superávit fiscal ainda maior.
O alarmismo disparado pelo PT,  tenta nos fazer  acreditar  que Aécio seria do mal, Dilma seria do bem. Aí de nós, se não votarmos no mal menor. Essa campanha de dramatização é despolitizante. O apelo emocional ao voto útil é muito eficaz, mas diminui o significado da disputa política. Na Democracia Burguesa, sempre assistimos a este espetáculo bizarro, cuidadosamente encenado pelos atores da Burguesia, PT e PSDB, em que se cria um clima político irracional, em que a esquerda é convidada a regredir a uma infantilização política. Portanto, a encenação procura transformar a disputa eleitoral como se fosse um “Pastoril”, ou seja, numa disputa entre o cordão azul e o vermelho, para animar a população.
O normal seria o PSDB de Aécio, fazer da dramatização sua arma política, mas o que assistimos é o contrário, ou seja, o PT, de Dilma, outrora de esquerda, fazer toda essa dramatização e despolitização.
Aécio, não é um candidato comprometido com a transformação da sociedade brasileira. Mas, o PT, também não faz por onde representar essa transformação por uma Sociedade mais Justa, Igualitária e Socialista. 
O segundo turno é um aprendizado. É preciso saber lutar e diagnosticar a conjuntura política nacional. A crítica deve ser política, demonstrando quais são os interesses de classe que Aécio e Dilma, defendem. Ambos são porta-vozes das reivindicações do capital: por isso a exigência de menos impostos e o silêncio diante da proposta de taxação das grandes fortunas. O PT  e o PSDB, governam  em colaboração com as Classes Dominantes do país.
Nesses últimos doze anos, o PT que outrora defendia os interesses dos trabalhadores, foi mais eficaz na defesa do Capital, do que o próprio PSDB. Esse foi o papel lamentável dos governos liderados pelo PT nos últimos doze anos. Por isso Lula se transformou em uma coqueluche mundial e recebeu o apoio dos governos mais reacionários do planeta. Porque foi o governo que garantiu a estabilidade social no país que foi, nos anos oitenta, o campeão mundial de horas de greve.
Não podemos cometer o erro de escolhermos o carrasco menos cruel, ora imposto pela Democracia Burguesa.
Eleitoralmente, as massas se mobilizam no terreno das ilusões. Por isso o voto em Lula em 1989, e em 2002, tinha uma função de aprendizado e de dialogar com a população no terreno das ilusões. Mas, agora a ilusão passou, porque o PT não rompeu com o programa neoliberal de ajuste dos governos de Fernando Henrique Cardoso.
Depois de doze anos, nossa responsabilidade nos impede de votar novamente no PT. Afinal, o PT é aliado de carteirinha de Renan, Maluf e Sarney. Afinal, o capitalismo brasileiro não tem porque temer o PT.
Esta eleição não é uma disputa entre o capital e o trabalho. São dois projetos idênticos de gestão do capitalismo, os quais um será vencedor em 26 de outubro de 2014.
O papel dos socialistas é combater a perigosa ilusão de que é possível regular o capitalismo. A história vem demonstrando de maneira trágica que não é possível. Os mercados não aceitam ser limitados pela via da negociação.
A população de esquerda que decidir  votar  em Dilma, mesmo que na forma de voto crítico, para derrotar Aécio, deve se perguntar como vai se sentir quando for anunciado o primeiro pacote de ajuste fiscal em 2015. Vai se arrepender e, infelizmente, ficar  frustrado. A frustração tem um custo alto para a esquerda. Portanto:
NEM O PASSADO COMO ERA, NEM O PRESENTE COMO ESTÁ.
SÓ A LUTA NOS LEVA AS CONQUISTAS.