ALEPE

ALEPE
ALEPE

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

EMPRESÁRIO CULPA PREFEITA POR PRISÕES EM JUPI

O blog publicou esta semana o caso dos comerciantes de Jupi presos por venda ilegal de gás de cozinha.

Muita polêmica em torno do assunto e segundo um morador da cidade escreveu no espaço de comentários a denúncia não teve relação com nenhuma mulher traída, como foi informado a princípio.

Hoje o empresário Ramiro Inácio, um dos pré-candidatos à Prefeitura de Jupi, pela oposição, responsabilizou a prefeita Celina Brito (PDT) pelas prisões que ocorreram.

Confiram o texto divulgado por Ramiro, inclusive nas redes sociais:

Meus amigos de Jupi, não poderia ficar sem externar minha solidariedade aos meus amigos comerciantes que passaram por momentos tristes, que ficarão marcados pra sempre.

Quando soube do ocorrido pedi para meu amigo Vereador Fernando de Aprígio - PSD para requerer documentação necessária para descobrirmos o responsável por tal ato constrangedor.

Infelizmente é triste quando descobrimos que foi tudo culpa da prefeita.

NEGLIGÊNCIA com as famílias de Jupi;

Pois conforme cópia do documento acima do Ministério Público de Pernambuco é dever da PREFEITA EXERCER PAPEL DE POLÍCIA, OU SEJA FISCALIZADORA.

Esta Determinação do MPPE é do dia 11 de setembro, e covardemente a prefeita ignorou, desrespeitou aqueles amigos que trabalham honestamente, certo que a mercadoria era ilegal, mais como um amigo me disse: "Eu não sabia que era proibido vender Gás Ramiro".

Aí questiono, se a Prefeitura tivesse tomado providencias será que haveria acontecido tal acontecimento?

Claro que não.


Está aí mais uma prova da consequência de um mau VOTO.

Um comentário:

  1. José Fernandes Costa19 de dezembro de 2015 11:38

    Vale frisar que o poder de polícia que é atribuído aos prefeitos, é, também, incumbência dos vereadores! - Cada qual na sua função tem esse alegado poder de polícia (Executivo e Legislativo). - Isto é, de zelar pelo cumprimento das leis; fiscalizar desmandos em quaisquer áreas na esfera do município. - 2. A cantilena do dito "empresário" acima, com essa de "meus amigos" isso e aquilo, já demonstra todo o interesse dele de acusar a prefeita, com fins eleitoreiros. Tanto que ele já se apresenta como pré-candidato! - Por que esse pretenso empresário não diz que os vereadores também têm culpa pela prisão dos criminosos?! E o vereador "amigo" dele, por que não fiscalizou os atos da prefeita. Se assim ele fizesse, estaria cuidando da comunidade de Jupi, que o elegeu. – Se houvesse feito sua obrigação, no caso de a prefeita ser omissa, esse vereador cumpriria com o dever, para o qual foi eleito pelo voto! Ainda que muitos desses votos tenham sido COMPRADOS, por meia dúzia de bananas! – NOTEM, ainda, que o Ministério Público encaminhou cópia da RECOMENDAÇÃO para a Câmara Municipal. - 3. Outra: o próprio suposto empresário, diz que o negócio era ILEGAL. – 4. E mais: LEMBRO a esse "empresário" que NÃO conhece leis, que: "O desconhecimento da lei ou da ILICITUDE, NÃO isenta o criminoso pela prática do crime.” – 5. NO CASO PRESENTE, QUEM, DE FATO, EXERCEU O PAPEL DE POLÍCIA, FOI A POLÍCIA QUE PRENDEU OS QUE FAZIAM COMÉRCIO ILEGAL. - Aí, então, o PODER DE POLÍCIA FOI EXERCIDO POR QUEM TEM MAIS PODER DE POLÍCIA. - QUE É a própria POLÍCIA. – Qual seja: DE INVESTIGAR E MANDAR PRA CADEIA QUEM DESCUMPRE AS LEIS. /.

    ResponderExcluir