PREFEITURA MUNICIPAL DE GARANHUNS

PREFEITURA MUNICIPAL DE GARANHUNS
GOVERNO MUNICIPAL

CONTEXTO

CONTEXTO
Pesquisas Eleitorais

MULHERES PODEM AUMENTAR REPRESENTAÇÃO FEMINININA NA CÂMARA

Delegada Débora Tenório
Vereadora Nelma


Garanhuns tem 17 vereadores. Na verdade 12, porque cinco são vereadoras.

Luzia da Saúde, Nelma Carvalho, Fany Bernal, Magda Alves e Darliane de Natalício representam as mulheres no Legislativo Municipal e devem tentar a reeleição, na disputa deste ano.

Não tenho bola de cristal e nem arrisco previsão se elas voltam à Câmara, no próximo ano.

Diria que todas têm potencial. Três ou até mesmo quatro possuem grandes chances de renovar o mandato.

E mesmo que todas as atuais vereadoras não tenham êxito, a representação feminina pode até crescer, a partir de 2025.

É que teremos outros nomes fortes no páreo, que atualmente não estão na Casa Raimundo de Moraes.

Ainda não estão definidas todas as pré-candidatas da chapa proporcional, tanto pelo governo quanto pela oposição.

Mas alguns nomes, que estão sendo cogitados, são bem significativos.

Mulheres respeitadas, conhecidas, com serviços prestados ao povo de Garanhuns.

Vou citar poucos nomes, mas na frente poderemos voltar ao assunto e mencionar outras pessoas representativas do universo feminino.

No momento, vejo com densidade eleitoral e que por isso estarão na briga por uma vaga na Câmara,  pré-candidatas como Betânia Monteiro, atual Secretária da Mulher no município.

Foi vereadora, desempenhou bem seu mandato e se conseguir ampliar os apoios na cidade poderá retornar e continuar o trabalho que foi interrompido.

Outra mulher que vejo com muito potencial é a Delegada Débora.

Há quase uma década e meia realiza um trabalho importante como policial em Garanhuns, atuando principalmente na defesa das mulheres.

Se todos que tiveram a acolhida de Débora, no momento de grande necessidade, se derem as mãos, ela poderá se consagrar como uma das vitoriosas do PSB, na disputa de outubro deste ano.

Da mesma maneira que a Delegada, Adriana Bezerra, do Conselho Tutelar, é uma pré-candidata que deve ter votação expressiva.

Ela foi reeleita para o Conselho com mais de três mil votos.

Se tiver metade desses votos para a Câmara provavelmente já estará garantida.

Alguém irá argumentar que a eleição para o Poder Legislativo Municipal é totalmente diferente daquela realizada visando uma vaga no Conselho Tutelar.

E é mesmo. Mas Adriana certamente sabe disso. E pelo que sei ela está preparada, com estrutura para disputar o cargo. Então, a princípio é um nome forte.

Acredito que minha amiga Cristina Moraes, cronista atuante, cheia de amor por Garanhuns, pode tentar mais uma vez chegar à Câmara.

Com a experiência da campanha de quatro anos,  atrás ela poderá aumentar sua votação e entrar na briga.

É, sem dúvida um bom quadro político do universo feminino, uma pessoa de princípios, que faz política com ética e realmente se importa com as pessoas e a cidade.

Tenho poucas informações sobre outros dois nomes que vou citar, mas acredito que elas também têm serviços prestados e são conhecidas em determinadas áreas do município.

Estou me referindo a Fabiana Zobi, esposa de Alfredo Goes, que trabalha na área de educação. Uma pessoa do governo hoje me informou que ela é pré-candidata.

Ela tem voo próprio e um esposo que sabe tudo da política de Garanhuns. Então, se entrar no jogo, é porque tem chances de chegar lá.

Por último menciono Lúcia Quilombola. Representa comunidades importantes, com história, da zona rural de Garanhuns.

Mulher de luta, que se posiciona ao lado dos necessitados e do lado certo da história.

Como escrevi acima, outros nomes vão surgir. Por enquanto a discussão está aberta. Deixo aqui a minha saudação as mulheres guerreiras que se dispõem a participar da atividade política.

Secretária Betânia Monteiro
Vereadora Fany Bernal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA
FINANCIAMENTO PARA CASA PRÓPRIA