SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

HÁ SEIS ANOS SIVALDO PREVIU A QUEBRA DA PREVIDÊNCIA


Em abril de 2013, no primeiro mandato do prefeito Izaías Régis, foi enviado à Câmara Municipal um projeto do Executivo reestruturando a Previdências do Servidores Público de Garanhuns. Na época houve polêmica, porque a proposta repassava ao Instituto a obrigação de pagar 300 servidores aposentados e pensionistas que nunca contribuíram com o órgão municipal da previdência.

Apenas dois vereadores votaram contra o projeto: Sivaldo Albino e Gersinho Filho.

Sivaldo, hoje deputado, explicou na época que sua posição contrária ao aumento de despesas no Instituto, se deu porque a medida representaria no futuro a quebra da Previdência Municipal, com sérios prejuízos para os trabalhadores que contribuíram toda uma vida e não iam ter depois como receber os seus proventos.

O assunto foi amplamente debatido na Câmara, nas rádios, no blog de Ronaldo César e toda imprensa local. O prefeito, com maioria no Legislativo, conseguiu impor sua vontade.

Numa entrevista à Rádio Jornal Recife, ontem pela manhã, o próprio prefeito Izaías Régis reconheceu que a Previdência de Garanhuns está “quebrada”.

Segundo deu a entender o gestor, essa realidade é por conta dos graves problemas econômicos nacionais. O município todo está numa situação muito ruim, disse o prefeito ao radialista Geraldo Freire.

Resta saber se essa situação decorre somente da conjunta econômica do Brasil ou se tudo começou com o projeto criticado por Sivaldo como vereador.
Afinal de contas, o hoje deputado estadual acertou: anunciou que o Instituto iria quebrar e isso aconteceu. E quem está dizendo isso agora é o próprio prefeito de Garanhuns.

Nenhum comentário:

Postar um comentário