ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

EDUARDO CAMPOS RECEBE UMA HOMENAGEM POR MÊS

Desde a morte do ex-governador Eduardo Campos, há um ano, Pernambuco tem tido em média uma obra batizada com o nome dele a cada mês no Estado. Levantamento feito pela reportagem do UOL mostra que ao menos 14 receberam o nome dele desde sua morte, em um acidente aéreo em Santos (a 72 km de São Paulo), em agosto de 2014. Outras 15 obras podem ganhar em breve o nome do ex-presidenciável.

Pouco menos de duas semanas após a morte de Campos, deputados estaduais começaram a propor os primeiros projetos de lei para colocar o nome do ex-governador em obras e honrarias.

Dez propostas se tornaram leis estaduais desde agosto do ano passado. A primeira delas foi a do Complexo Turístico Portuário, que passou a incluir "Governador Eduardo Campos" no título. O conjunto é formado por Porto do Recife, Terminal de Passageiros, Museu Cais do Sertão e Centro de Artesanato de Pernambuco.

Também integram a lista trechos de estradas, escolas, uma adutora, um teleférico e até órgãos do governo, como a empresa de turismo e o instituto de gestão pública. Muitas das obras ainda nem foram inauguradas.

A iniciativa de homenagear o ex-líder do Executivo estadual não partiu apenas dos membros do Legislativo estadual. Vereadores de cidades pernambucanas também deram sua contribuição. No último ano, ao menos quatro obras foram inauguradas e nomeadas "Governador Eduardo Campos": uma praça, um ginásio de esportes, um conjunto habitacional e uma Academia da Cidade. 

Mais homenagens em breve

E a referência a Campos não para por aí. Outras 15 obras podem ser batizadas em breve. Ao menos quatro já estão em construção no Estado: um conjunto habitacional, um Compaz (Centro Comunitário da Paz), uma creche-escola e uma Upinha 24 horas, unidade voltada para o atendimento de crianças, todos no Grande Recife.

O futuro Instituto de Oncologia do Imip (Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira), no Recife, ainda nem tem previsão para começar a ser construído, mas a unidade deve receber o nome de Eduardo Campos.

Além disso, 11 projetos de lei estão em tramitação atualmente --cinco na Alepe (Assembleia Legislativa do Pernambuco), um na Câmara Municipal do Recife e quatro na Câmara Federal-- ; todos fazem referência ao ex-governador. No Legislativo estadual, as propostas envolvem uma escola técnica, uma adutora, um parque industrial e até o Polo Automotivo de Goiana (a 64 km da capital). Na Câmara do Recife, o projeto quer colocar o nome de Campos em uma importante via da capital. 

Na Câmara Federal, tramitam propostas para batizar a ferrovia Transnordestina --que ligará os portos de Pecém (CE) e Suape (PE) a Eliseu Martins (PI)-- , e um trecho BR-428, entre Petrolina (PE) e Cabrobó (PE). As duas matérias foram aprovadas pela Comissão de Viação e Transporte e precisam ainda passar pelas comissões de Cultura e Constituição, Justiça e Cidadania para seguir para o plenário.

Giberto Freyre x Eduardo Campos - Outros dois projetos que estão em andamento na Casa têm causado polêmica: ambos propõem mudanças no nome do aeroporto da capital pernambucana.

Um deles sugere a retirada do nome do atual homenageado, o escritor recifense Gilberto Freyre (1900-1987), autor de "Casa-Grande e Senzala", para a inclusão de "Governador Eduardo Campos". O outro recomenda que o local passe a se chamar "Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre e Governador Eduardo Campos".

As sugestões geraram críticas nas redes sociais. Um abaixo-assinado que circula na internet quer impedir que o nome de Campos seja incluído no do aeroporto. "É preciso dar um basta no uso dos bens públicos para beneficiar a imagem de um partido ou grupo político", diz o texto do documento virtual. Até a manhã desta segunda-feira (31), 13,3 mil pessoas tinham assinado a petição.

A proposta que sugere a substituição de nomes foi rejeitada pelos deputados da Comissão de Viação e Transportes, que votaram pela aprovação do projeto que pede a inclusão do nome do ex-governador. A matéria ainda precisa passar pelas comissões de Cultura, Constituição e Justiça e Cidadania para só então ser votada em plenário. (Fonte: Portal UOL).

5 comentários:

  1. ASSISTENCIA SOCIAL, TEM UM RAPAZ DEITADO NA PRAÇA AO LADO DA BARRACA O REI DOS CARTÕES A VARIOS DIAS PROVALVELMENTE DONTE, E AS PESSOAS LEVANDO PÃO PARA AS SUAS REFEIÇÕES.

    ResponderExcluir
  2. que tal mudarmos o nome de Pernambuco para Eduardolandia.

    ResponderExcluir
  3. Quem mais imortalizou o ex-governador de Pernambuco foi o outro ex-governador de Pernambuco Jarbas Vasconcelos que passou de 1990 a 2010 taxando-o de corrupto e ladrão e por ter quebrado o estado de Pernambuco e hoje vive batendo no PT e na Dilma e no Eduardo Cunha, aliás, o Jarbas é assim gosta de bater nos Eduardos da vida.

    A mesa coisa são os hipócritas e os escribas pularam nos ombros do Lula e da Dilma elegeram-se governadores e senadores e se reelegeram no caso do senador mineiro e hoje vive no ódio da cigana querendo derrubar o mandato de uma mulher que se reelegeu porque o partido dele e ele mesmo votou a favor da reeleição quando o ex-presidente e a atual deram a carga construindo obras e mais obras em seus estados.

    ResponderExcluir
  4. Quase todos os políticos do Brasil mentem e usam a lei de talião dente por dente.Sobem no palanque e falam bobagens atacando os seus concorrentes jogando as famílias contra as famílias no linguajar bufunfa como se eles ou elas não fossem reproduzido pelo sistema que os pariu.Todos ou quase todos adoram a compra de votos e torcem pela pobreza defendendo as bolsas famílias nos palanques,mas agora que o dinheiro fiou curto para eles ficam torcendo pelo quanto pior melhor.São os hipócritas da política brasileira.

    ResponderExcluir
  5. Eu não sei como se comportaria hoje,caso estivesse vivo entre nós, o ex-governador de PE,Dr Eduardo Campos,com todas essas denúncias contra ele,Sérgio Guerra e o próprio Jarbas Vasconcelos que bate feito a gota serena no PT,no Lula e na Dilma,quando, também recebeu milhões do caixa 2 tanto denunciado por ele contra Dr. Joaquim Francisco em 1990 e tanto combatido por ele mesmo contra o Dr. Eduardo Campos, chamando -o de "REI DOS PRECATÓRIOS" e,depois vem o Jarbas Vasconcelos e fuma o cachimbo da paz. E os eleitores como ficam? Envergonhados. Então, quer dizer que ontem o ex-governador era o satanás em pessoa e hoje é glorificado? São estas coisas que o povo brasileiro se envergonha dos homens públicos brasileiro. Tenham vergonha na cara, companheiros!

    Todos foram medíocres,todos receberam dinheiro dos delatores em maior ou menor escala,mas receberam sim. Dr. Eduardo Campos praticou a mesma política que o Lula e FHC fez bem como o próprio Jarbas Vasconcelos quando esqueceram suas bases e subiram no palanque dos inimigos deixando os seus a ver navio. Todos foram e ainda continuam sendo picaretas e achacadores meus diletos e prezados eleitores brasileiro.

    Não existem consideração a ninguém. Todos os prefeitos e governadores precisam da Presidenta Dilma para conseguir dinheiro,mas quase todos concordam que apertem as cunhas contra a presidente lá no congresso nacional .É muito cara de pau.Assopram e mordem,PMDB-PSDB-PSB-PT-PTB-PSD-PROS-PP-PV-PDT e os demais.

    ResponderExcluir