ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

sexta-feira, 21 de junho de 2013

PROTESTO NÃO É MODISMO



As manifestações que estão ocorrendo no Brasil são legítimas e canalizam as insatisfações da população com a classe política e os governos. Pelo que se vê nas ruas e de acordo com pesquisas realizadas pelo Instituto Datafolha, os brasileiros de todas as regiões do país estão descrentes com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Até a Igreja Católica, antes uma unanimidade nacional, sofre com o sentimento de desesperança do povo, tendo obtido meros 34% de credibilidade na avaliação dos moradores de São Paulo.
A “Geração Facebook”, que está indo às ruas convocada pela internet, mostra uma força capaz de desnortear as autoridades, deixando tontos tanto os líderes políticos à direita e à esquerda, quanto a polícia que teoricamente deve manter a ordem e a segurança.
Os protestos são gigantescos em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Brasília e dezenas ou centenas de cidades do Sudeste, Sul, Centro Oeste, Norte e Nordeste. A onda de manifestações chega até aos municípios de porte pequeno e médio, que sempre viveram como que anestesiados pela falta de motivações maiores para agitações.
Garanhuns, uma cidade tradicionalmente conservadora, que historicamente nunca arrastou multidões às ruas, mesmo nos maiores movimentos da história nacional, acordou junto com o restante do Brasil e promoveu uma manifestação forte, com a presença de mais de cinco mil jovens no centro da cidade. Um movimento organizado, bonito, pacífico, com pessoas de todas as idades reivindicando melhor transporte público, mais saúde, educação de qualidade e menos impostos.
Infelizmente, no meio do turbilhão, alguns fatos preocupam. Grupos minoritários no meio da multidão já tentaram invadir a prefeitura de São Paulo, promoveram a invasão da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, depredaram agências bancárias e casas comerciais.
Em São Paulo incendiaram um veículo da Rede Record e no Rio fizeram o mesmo com um carro do SBT.
Ora, a imprensa, mesmo com suas limitações e falhas está fazendo a cobertura do que está acontecendo e prestando serviço à população.
Mesmo a Globo, tradicionalmente avessa a movimentos e reivindicações sociais, deu uma guinada na cobertura e se no início de tudo criminalizava os manifestantes, agora é acusada de transformar os protestos numa espécie de “desfiles de escolas de samba”, para não fugir aos objetivos de promover sempre o “estado de espetáculo”.
Se o movimento avança, se os governantes recuam, se alguns políticos conseguem ficar sintonizados com o sentimento da massa, por que depredar, incendiar, afrontar, tentar invadir ou tocar fogo no prédio do Itamaraty, uma das jóias do comunista e grande brasileiro Oscar Niemeyer?
Todo movimento político – e queiram ou não essa é uma grande ação política – precisa de planejamento, objetivos, ideias, propostas e estratégias para o que se quer alcançar.
Não podemos transformar manifestações dessa magnitude numa luta de rebeldes sem causas. Não se pode destituir a autoridade sem alternativas à frente, porque senão virá o vácuo ou, muito pior, o caos.
Lógico que temos tido mais acertos do que erros. Mas esses embora em menor número,  podem estragar tudo e dar espaço a retrocessos, liquidando todos os avanços dos primeiros dias.
Em Garanhuns um recado de um jovem na camisa chamou a atenção: “Vote nulo, não vamos alimentar esses parasitas”. Era mais ou menos isso o que estava escrito.
Meus caros leitores,
Sem o voto não tem democracia. Os políticos que estão aí – vereadores, prefeitos, deputados, senadores, governadores, presidente – foram escolhidos pelo povo, são reflexos do atraso, da educação de baixa qualidade, da falta de cultura, da miséria física e espiritual de muitos brasileiros.
Temos de melhorar a situação do país elegendo melhores representantes, reivindicando nossos direitos, cobrando antes e após eleições, nos organizando e procurando estar cada vez mais informados.
As Câmaras de Vereadores têm representantes grotescos, as assembléias legislativas vivem do faz de conta e de mordomias, o Congresso Nacional é podre. Mas vamos acabar com eles, abrir mão da democracia? Não. O que precisa é escolher cada vez melhor e trocar os picaretas, os espertos, os demagogos por pessoas de boa índole.
Você já deve ter reparado: quando tem eleição, seja a nível municipal, estadual ou federal, normalmente os homens de bens não têm vez. Os eleitores preferem eleger os bandidos.
Então o exemplo tem de começar dentro de casa, na sociedade, nos locais de trabalho, nos partidos, nos sindicatos, nas igrejas, na cabeça da gente.
Vamos canalizar os protestos para a direção certa, ocupar as ruas com responsabilidade, sem “carnavalizar” as manifestações.
Protesto não é modismo, passeata não é divertimento. Reivindicar, mudar, revolucionar é coisa muito séria, que exige informação e discernimento.
O grito já foi dado. Os governos foram avisados. “Não estamos satisfeitos”.
Esses senhores que estão no poder não são malucos, não vão querer perder os anéis e muito menos os dedos.
Com a força mostrada nas ruas, que se negocie, dialogue, de modo a avançar e proporcionar conquistas.
Não é possível perder o foco, se desviar dos objetivos, sob o risco de chegar a lugar nenhum ou piorar ainda mais as coisas.
Bom senso e inteligência nunca são de menos.

5 comentários:

  1. Meu caro Roberto Almeida, é oportuna esta postagem, pois de nada adiantará os protestos se, nas próximas eleições, essa mesma turma votar nos corruptos que aí estão. Não é deixando de votar que mudaremos a situação; ao contrário: na ausência da democracia, o absolutiosmo costuma imperar.
    Devemos refletir imensamente antes de votar, cobrar dos partidos políticos que apresentem candidatos com ficha limpa, probos; devemos cobrar do judiciário mais rigor com os corruptos, os prevaricadores, os sanguessugas do poder.
    Mas, antes de tudo, devemos cobrar de nós mesmos.Não devemos deixar que essa indignação seja aplacada por falsas promessas nem por ganhos políticos e pessoais.
    Continuemos com nossos protestos com paz, sem violência, sem banditismos. Não nos deixemos cair na tentação de fisiologismos político-partidários.
    Sejamos, enfim, brasileiros com muito orgulho e muito amos a essa Pátria chamada BRASIL!

    ResponderExcluir
  2. ESPERA-SE, OU PELO MENOS VAMOS TORCER QUE ESSA MANIFESTAÇÃO TRADUZA-SE EM GRANDES DEMONSTRAÇÕES DE MUDANÇAS QUE SEMPRE VÊM DEPOIS DO CAOS, CAOS ESTE, DIGA-SE DE PASSAGEM, DE RESPONSABILIDADE DOS POLÍTICOS DA BASE ALIADA(ALUGADA) E MUITO BEM ADUBADA E INCENTIVADA PELO PT DO PRESIDENTE DE FATO, LULA, E DA PRESIDENTE DE “DIREITO”, DILMA. QUE OS DEUSES ABENÇOEM, E O PROTESTO DAS RUAS CHEGUE ÀS URNAS EM 2014...


    OS.: - Nessa espontânea passeata da GERAÇÃO INTERNET, toda a classe política saiu derrotada, com exceção dos presidenciáveis DUDU OI DE GATO e MARINA SILVA. Quanto ao PT, está rastejando na lama da corrupção e do desgoverno. Saiu dessa batalha ingrata, mais baixo do que poleiro de pato. Em 2014, o povo quer inovar. Lula, Dilma e Aécio Neves representa o velho. DUDU OI DE GATO e MARINA SILVA, não!!!

    ResponderExcluir
  3. Com licença do palavrão,esta porra poderia estar bem melhor,se o SOCIÓLOGO Fernando Henrique Cardoso não tivesse criado O INSTITUTO DA REELEIÇÃO sem regra nenhuma contribuindo assim para as grandes corrupções e se o OPERÁRIO Luiz Inácio Lula da Silva não tivesse encobertado tantos salafrários da política brasileira jogando -as no no lixo as verdadeiras REFORMAS (Previdenciária,administrativa,Tributária e Política) sendo a REFORMA POLÍTICA a principal causadora das grandes desgraças deste país provocando uma sangria nunca vista nos cofres públicos do Brasil em geral.Belíssimo comentário feito pelo Jornalista Roberto Almeida.Bem sintético e esclarecedor somente trazendo as verdades dos fatos.

    ResponderExcluir
  4. Oportuno artigo uma vez que as coisa desandaram; muitas pessoas e incluo no meio amigas minhas estão simplesmente seguindo a onda; quando a Globo suspende suas novelas e passa quase um dia inteiro transmitindo ao vivo manifestações de rua deve-se perceber que tem algo estranho no ar; muitos dos revolucionários ou revolucionárias do momento pensam estar num jogo de videogame ou exercendo sua intelectualidade facebookiana nas ruas; como dizia minha avó cuidado e cancha de galinha não fazem mal a ninguém.

    ResponderExcluir
  5. esta manifestaçao aqui em garanhuns foi uma verdadeira palhaçada .o povo deveria ter feito o que aqueles dez corajosos fizeram eles sim estao de parabens porque agiram com prudencia fazendo o que aqueles milhares de palhaços que sairam na rua nao fizeram,deveriam ter todo mundo ido pra o portao da empresa sao cristovao impedir a saida dos onibus e ficar la durante todo o dia ai sim seria um protesto com efeito porque nao so teria baichado dez centavos e sim o que nos pedissemos por exemplo cinquenta centavos,nos teriamos ganho porque protesto nao e sair nas ruas e se contentar com dez centavos de desconto que por sinal nao sairam nem dos cofres da prefeitura e muito menos da empresa este valor insignficante saiu dos impostos do governo.entao deichem de serem burros e aprendam fazer protesto seus cavalos. jose antonio.

    ResponderExcluir