SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

PADRE JÚNIOR VAI FAZER NOVA IGREJA NA COHAB II

Com apoio e orientação do bispo Dom Fernando Guimarães, o novo padre da Cohab II, Roberto Júnior, vai derrubar a igreja da Cohab II, da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, para construir um novo prédio no local, com capacidade de atender confortavelmente 800 pessoas. A obra já está projetada e será bancada inteiramente pelos fieis e a ajuda da Diocese. O sacerdote pretende realizar outras melhorias no terreno em volta da capela, melhorando a iluminação e a estrutura do salão paroquial.

Nas missas padre Júnior tem procurado conscientizar e mobilizar os moradores da Cohab, de modo que todos deem a mão e trabalhem pela concretização da obra. O religioso está mesmo disposto a transformar a realidade do bairro de Garanhuns, dotando a igreja em que prega a palavra de Deus de todas as condições. Com essa disposição o pároco começa a contagiar a comunidade católica e muitos estão dispostos a colaborar.

Nos mais de quatro anos que passou em Rainha Isabel, distrito de Bom Conselho, Júnior fez um trabalho dinâmico e deixou a igreja de lá totalmente organizada. Pretende repetir a dose agora em Garanhuns.

2 comentários:

  1. Agora sim Roberto Almeida, nossa Igreja vai sair do papel. A igreja precisa de Padres assim, dinâmicos, acolhedores e corajosos. Obrigado Bispo por se lembrar de nós na COHAB II. Pelo que já deu pra perceber o Padre Junior vai tocar fogo mesmo no nosso coração para sermos católicos praticantes. Deus dê a ele sabedoria e paciência pra guiar esse rebanho.

    ResponderExcluir
  2. Os irmãos protestantes já estão encomendados com o novo padre. Ele está enchendo a Igreja e os irmãos separados não estão nada satisfeitos com o início do seu trabalho. Domingo pela manhã eu fui abordado por um grupo na esquina da igreja que me disseram que eu não fosse para a Igreja não pois eu seria condenado ao inferno e que o Papa era a besta fera. Isso é covardia e jogo sujo. Nós nunca desrespeitamos eles e nunca impedimos ninguém de freqüentar seus cultos. Nós católicos exigimos respeito a nossa Fé Católica!

    ResponderExcluir