ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

domingo, 29 de abril de 2012

REFLEXÃO SOBRE O DIA DA EDUCAÇÃO

“Para saber, para fazer, para ser ou para conviver.
Todos os dias misturamos a vida com a educação”.
(Carlos Brandão)


Assim como todas as datas significativas, tem um dia especial para a educação: 28 de abril. Mas é importante começar refletindo que todo dia é dia da educação, pois são todos aqueles que fazem parte da vida do ser humano.

A primeira coisa que devemos fazer é separar educação de escola, e separar formação de conhecimento. Escola, família, igreja, sociedade, comunidade e todos os grupos sociais têm papéis educativos importantes na formação do ser humano e no processo de cidadania.

Quando um desses elementos falha, o resultado se reflete no comportamento social do indivíduo e no próprio meio social em que ele vive. E aí não adianta buscar culpados, a única maneira de achar fácil esses culpados é ir para diante do espelho.

Mas, voltando a refletir sobre esse tema, sempre e cada vez mais atual, precisamos compreender que a educação é um ato constante e durante toda a vida. Ocorre na criança e no adulto, diariamente.

Educação passa de geração para geração e tem o papel de valorizar a cultura das gerações. Educamos e somos educados a cada dia, a cada momento e a cada atitude, e o mais grave: deseducamos com essas mesmas atitudes. Por isso na geração da tecnologia, onde tudo é rápido, na velocidade dos “bits”, mas do que nunca, se faz necessária uma compreensão objetiva do mundo em que vivemos, porque uma coisa deve ficar bem clara, principalmente para a sociedade atual, educação não para e não dá passos para trás.
Falando agora da educação formal, de escola, de conhecimento e de transmissão de conteúdos, pois transmissão de valores é outra coisa, precisamos refletir três pontos simples sobre a educação/ensino da atualidade:

Precisamos ser mais ágil, o mundo anda na velocidade da luz, os jovens estão ávidos por saber, a sociedade se moderniza ou se modifica a cada geração e exige um novo olhar sobre a educação atual.
Os alunos precisam ser mais cuidadosos, a família precisa acompanhar mais, a juventude precisa ter mais consciência da necessidade de uma boa educação para um futuro melhor.

Por fim, uma reflexão sobre nós educadores, nesse Dia da Educação. Precisamos acompanhar o tempo sem perder valores. Precisamos lutar por respeito a nossa missão. Não educador/professor como categoria ou classe.

Vejo como profissional altamente especializado que tem um grande compromisso com o futuro, e vou mais longe, compromisso de fazer o futuro, pois todas as outras pessoas passam pelas mãos dos professores. A sociedade precisa valorizar esses profissionais, pois um dia poderão sentir falta dos mesmos e a perda será irreparável.

Pois bem, nesse Dia da Educação, reflitamos sobre o compromisso de todos, pois é essa a atitude colocada em prática, que fará o diferencial no futuro da atual sociedade, e que todos os dias sejam sempre, DIA DA EDUCAÇÃO.

Prof. Albérico Fernandes
Diretor do Colégio Diocesano de Garanhuns
Membro da Academia Pernambucana de Educação

2 comentários:

  1. Concordo com o professor quando fala sobre a necessidade da valorização do Educador/Professor. Infelizmente hoje poucas são as pessoas que os valorizam, passando mesmo pela própria classe, pois é comum ouvirmos professores dizerem que só estão nessa profissão até arranjarem "coisa"melhor. Enquanto a Educação for vista como coisa, não como verdadeira missão, e os educadores como vocacionados, dignos de respeito e apoio das famílias e da sociedade, o tão sonhado futuro melhor continuará distante. Jaqueline Dantas

    ResponderExcluir
  2. Sábias palavras, Professor Albérico.

    O compromisso é de todos: professores, família, sociedade, Poder Público.... se um elo for quebrado nessa corrente, não podemos culpar apenas os professores - uma das categorias mais injustiçadas desse país.

    Parabéns pela mensagem.

    ResponderExcluir