SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

domingo, 29 de abril de 2012

O ALTEMAR DUTRA DO AGRESTE

São Bento do Una sempre foi uma terra de artistas. O escritor Gilvan Lemos e o cantor Alceu Valença ficaram mais conhecidos, famosos, tiveram seus talentos reconhecidos no Brasil e no mundo. Muitos outros, no entanto, naturais da Terra do Bom Jesus, fazem belos trabalhos nas artes plásticas, na música, na literatura, na história e no campo da cultura de maneira geral.

Lembro que padre Aldo Mariano, antes de ser prefeito de São Bento, todos os anos me enviava um CD intitulado Recordando São Bento, lançado sempre na Festa de Reis, com músicas de qualidades feitas e interpretadas por artistas da terra. E, mais importante: "cantando a sua aldeia", como aconselha o poeta Fernando Pessoa.

Através de Gleidson e Marcos Manso, passo a conhecer mais um artista de São Bento do Una. O nome dele é curioso, Erasmo Roberto, parece que os pais quiseram juntar numa só pessoa dois dos artistas nacionais mais famosos: Roberto e Erasmo Carlos, o Rei e o Tremendão.

Esse Erasmo de São Bento, porém, está mais para ser "o Altemar Dutra do Agreste", do que para os rocks e baladas da dupla de compositores mais bem sucedida do país.

Erasmo Roberto lembra o velho e bom Altemar na maneira de cantar e gosta do repertório do seresteiro que deixou saudades.

No dia 26 de maio, no Sport Clube de São Bento do Una, Erasmo estará lançando um CD ao vivo, reunindo algumas pérolas da música popular brasileira.

A Pretendida, O Velho, Sentimental, Que Queres Tu de Mim, O Que é Feito Afinal, Serra da Boa Esperança... Todas essas canções fazem parte do trabalho e são muito bem interpretadas pelo Erasmo, que está bem acompanhado por Machinho no baixo, na guitarra e no violão.

Erasmo foi funcionário do Banco do Brasil, está aposentado e agora pode se dedicar mais ao ato de cantar. É um prazer ouvi-lo; um artista simples e despojado, capaz de nos trazer de volta os bons tempos do velho Trovador, que saiu da pequena Aimorés, em Minas Gerais, para ganhar o mundo.

Parabéns ao Erasmo e a São Bento do Una, terra de muitos artistas...

Um comentário: