Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

terça-feira, 20 de março de 2012

ASSOCIAÇÃO DE PROMOTORES REPUDIA ATO DE PREFEITO

NOTA OFICIAL

A ASSOCIAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO, AMPPE, entidade que congrega os Promotores e Procuradores de Justiça do Estado, fundada em 17 de junho de 1946, com fundamento no art. 2º, alínea “a”, do seu Estatuto Social, diante de matéria hoje veiculada no Blog do Magno Martins, jornalista de respeitabilidade e com grande inserção na opinião pública pernambucana, que reproduz a fala do presidente da Associação Municipalista de Pernambuco, Sr. Antônio Dourado, durante entrevista radiofônica.

Ocasião em que, com menoscabo, lança ataques aos Membros do Ministério Público de Pernambuco, vem a público repudiar veemente o posicionamento do gestor citado, especialmente por entender que os resultados das ações institucionais desenvolvidas pelo Ministério Público de Pernambuco são reconhecidas e valoradas positivamente pela sociedade pernambucana e pelas instituições congêneres do resto do País.

Os quais constituem importante ferramenta na implementação da cidadania dos pernambucanos, especialmente dos mais pobres, que até poucos anos assistiam passivos, sem vez e voz, a inexistência de políticas pública efetivas sobretudo no âmbito dos municípios, cujas gestões, com exceções honrosas, eram marcadas pela ausência de transparência e total desrespeito aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, eficiência e ética no trato da coisa pública, extremamente violada pelo patrimonialismo.

Tais os males que são combatidos pela ação eficiente e dedicada dos Promotores de Justiça Pernambucanos, que, com sacrifícios vários, inclusive de ordem pessoal, têm servido com denodo à sociedade que os remunera, obtendo com isso o reconhecimento do trabalho realizado, em que pese as dificuldades estruturais existentes.

Logo, a AMPPE, ao tempo em que repudia a fala infeliz do gestor supracitado, reitera o compromisso dos seus associados com os valores republicanos por todos defendidos, bem como com a implementação da cidadania plena dos pernambucanos, mesmo porque acredita que apenas dois tipos de pessoas tentam desacreditar as ações institucionais do Ministério Público: os ignorantes, que não as conhecem; e os que, incomodados, são diretamente atingidos pelo atuar dos seus Membros.

Reafirme-se, por fim, que todas as medidas cabíveis serão adotadas para apurar as responsabilidades de quem de direito, ressalvando a certeza de que a fala combatida não reproduz o pensamento da maioria dos Prefeitos Municipais do Estado.

A Diretoria.

2 comentários:

  1. Roteiro do descaso
    Leitor atento do Blog de Jamildo denuncia desvio de verbas do Ministério do Turismo com festas do PTB pelo interior. Shows de Silvinho podem ser pinto

    O QUE NINGUÉM FALOU AINDA SOBRE A MÁFIA DO TURISMO EM PERNAMBUCO

    A Aciagam (Associação do comércio, da indústria e agroindustrial de Garanhuns) e o Centro de Profissionais e Geração de Empregos são entidades ligadas ao deputado estadual Izaías Régis (PTB). Ela vem recebendo repasses do Ministério do Turismo desde o ano de 2005. Até hoje, já são mais de 6 milhões de reais embolsados através de convênios para a realização de diversos tipos de festas.

    Um desses repasses feito para o Centro de Profissionais foi no valor de 200 mil reais para a realização de uma festa em homenagem a São Pedro, que aconteceria no distrito de São Pedro, mas nunca foi realizada.

    Outro repasse para a Aciagam no valor de R$ 270 mil reais foi para o município de Caetés (período junino).

    O ex-prefeito daquela cidade, Sampainho (PSB), entrou na justiça contra a Aciagam (do deputado Izaías), porque esse dinheiro nunca chegou lá.
    E AGORA ? COM A PALAVRA O MP. josmar1@bol.com

    ResponderExcluir
  2. ESSE É O HONESTO DE GARANHUNS MEU DEUS.

    ResponderExcluir