SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sábado, 16 de outubro de 2010

NE E HOMENS GARANTEM VANTAGEM DE DILMA

Se a eleição fosse decidida só entre as mulheres e sem a participação do Nordeste, a candidata Dilma Roussef estava frita. A petista perde no Sul do País por cerca de oito pontos, está levemente atrás no Sudeste, Norte e Centro Oeste e empata entre as eleitoras do Brasil como um todo. Na região nordestina, embora já tenha tido índices melhores, ainda tem o dobro do seu adversário. Entre os homens está quase 10 pontos à frente. Se a ex-ministra conseguir manter a dianteira até o dia 31, vai ter de olhar de uma forma especial para Pernambuco, Bahia, Ceará e outros Estados dessa parte antes esquecida da Federação. Terá ainda de ser grata aos homens e mudar a cabeça de muitas representantes do sexo feminino que não acreditam em si próprias.

FOLHA DE SP PUBLICA REPORTAGEM
SOBRE O ABORTO DE MÔNICA SERRA

O jornal Folha de São Paulo deste sábado publica uma reportagem, assinada pela jornalista Mônica Bérgamo, sobre o aborto feito por Mônica Serra (mulher do candidato do PSDB à presidência da República) em 1992. O assunto foi tratado aqui com muito cuidado e alguns leitores apoiaram, enquanto outros imaginaram ser "achismo", coisa da campanha. Como a Grande Imprensa enfim tratou do assunto, pode ser que levem o assunto mais a sério. Num dos comentários desta postagem, a leitora Flávia Monteiro dá maiores detalhes sobre a matéria do jornal paulista.

4 comentários:

  1. Monica Serra contou ter feito aborto, diz ex-aluna

    16 de outubro de 2010 • 09h01 • atualizado às 09h06 Comentários

    Notícia
    ReduzirNormalAumentarImprimirGilberto Nascimento
    Direto de São Paulo

    O jornal Folha de S.Paulo publica neste sábado (16) reportagem intitulada "Monica Serra contou ter feito aborto, diz ex aluna." O texto assinado pela colunista Monica Bergamo ocupa a metade inferior da página 10. A ex-aluna é Sheila Canevacci Ribeiro, de 37 anos, que teve Monica Serra como professora de dança na Universidade de Campinas (Unicamp).

    A reportagem de Monica Bergamo descreve, a princípio, frases que Sheila postou em seu Facebook um dia depois do debate na TV Bandeirantes. Na segunda-feira, 11, Sheila dizia em seu perfil no Facebook que escrevia para "deixar minha indignação pelo posicionamento escorregadio de José Serra" em relação ao tema aborto.

    Sheila escreveu, relata a Folha de S.Paulo, que Serra não respeitava "tantas mulheres começando pela sua própria mulher. Sim, Mônica Serra já fez um aborto", relatou a ex-aluna em texto republicado por sites e blogs ao longo da semana e que agora teve sua veracidade de autoria confirmada pela Folha.

    A colunista Monica Bergamo relata ter conversado não apenas com Sheila, mas também com outra das ex-alunas de Mônica Serra que ouviram o relato da então professora sobre o aborto. À Folha, está dito na reportagem, "a bailarina diz que confirma 'cem por cento' tudo que escreveu" em seu Faceboook.

    À colunista Monica Bergamo, Sheila confirmou um dos principais trechos escritos em seu Facebook. Nele, a ex-aluna de Monica Serra desabafa:

    "Com todo respeito que devo a essa minha professora, gostaria de revelar publicamente que muitas de nossas aulas foram regadas a discussões sobre seu aborto traumático".

    Em seguida, indagou a ex-aluna de Monica Serra em seu Faceboook e reproduziu a Folha: "Devemos prender Monica Serra caso seu marido fosse (sic) eleito presidente?".

    A reportagem da Folha de S.Paulo tem, logo ao lado direito do texto, uma reprodução de santinhos que o candidato José Serra tem distribuído para eleitores. Com a foto do tucano, o santinho é encimado pela citação "Jesus é a verdade e a justiça".



    Segundo a ex-estudante, continua a Folha de S. Paulo, "as pessoas compartilhavam suas histórias, algo comum em uma aula de psicologia. Nesse contexto, afirmou, Monica (Serra) compartilhou sua história com o grupo de alunas. Disse ter feito o aborto por causa da ditadura", informa a Folha.

    Prossegue o relato na Folha de S.Paulo:

    Ainda de acordo com a ex-aluna, Monica disse Depois do golpe militar no Brasil, Serra se


    Militante feminista, Majô, a mãe de Sheila, foi candidata derrotada a vereadora e a vice-prefeita em Osasco. Pelo PSDB.

    À Folha a socióloga disse estar "preocupada" com a filha, mas afirma - é o relato no jornal - que a criou para "ser uma mulher livre" e que ela "agiu como cidadã".

    Sheila é casada com o antropólogo italiano Massimo Canevacci, que foi professor de antropologia cultural na Universidade La Sapienza, em Roma, e hoje dirige pesquisas no Brasil.

    A Folha informa ainda que a assessoria de Monica Serra "não respondeu aos questionamentos feitos pelo jornal "a respeito do relato de suas ex-alunas".

    Diz ainda que o jornal procurou Monica Serra pela primeira vez na manhã de anteontem (A quinta-feira, 14): "Segundo sua assessoria, ela havia viajado para o Chile e não seria possível localizá-la naquele momento".

    Por fim, conta colunista Monica Bergamo, "entre quinta-feira e ontem (sexta-feira, 15) a reportagem telefonou seis vezes e enviou cinco e-mails para a assessoria. Recebeu uma mensagem com a seguinte afirmação: "Não há como responder".

    ResponderExcluir
  2. Amigo Roberto Almeida,

    Os movimentos feministas, não apenas em Pernambuco, mas, Brasil afora, ainda tem muito o que fazer.
    As mulheres são as figuras mais machistas.
    Relutam em votar numa própria mulher e quebrar um tabu de 500 anos, colocando uma mulher, a Doce Guerreira do Povo Brasileiro, Dilma 13, no comando do Palácio do Planalto.
    As mulheres do Brasil, as mulheres de Pernambuco, as mulheres do Nordeste tem em suas mãos uma oportunidade única,elegendo Dilma no próximo dia 31 de outubro.
    Abram os olhos, mulheres do meu Brasil.
    Mesmo porque, Serra é a criatura mais repugnante do autoritarismo na política, é mais raivoso e perverso do que é o Ex-Jarbas. Além de ser um tremendo cara-de-pau, mais mentiroso do que Pinóquio.
    Para acreditar nas mirabolantes promessas de José Serra, só mesmo quem acredita no papai noel.
    Nós, nordestinos escanteados durante esses 500 anos da história brasileira, temos que homenagear Luiz Inácio Lula da Silva e votarmos, maciçamente, em Dilma 13.
    Vamos dar um banho nesse paulista metido a merda, a ser o dono da verdade, e garantir a vitória do único governo que olhou, pra valer, para esta banda do nosso Brasil.
    Vamos ocupar as ruas e mostrar a força de Lula e de Dilma.
    Viva, Dilma 13!

    Ruy Sarinho
    Olinda/PE
    Agora

    ResponderExcluir
  3. Caro Roberto,

    Eu estava tirando o arroz do fogo, quando meu marido chamou e me mostrou sua postagem. Normalmente, no fim de semana me dedico à família, mas quando vi os números citados por você e principalmente a nota sobre o aborto de Mônica Serra, eu corri para o computador. ...

    Infelizmente, Roberto quando fui publicar meu comentário, devido a minha prolixidade conhecida, ele não foi aceito e não é culpa sua. Agora vou pedir a meus pares no Blog da CIT, para publicá-lo, se conseguir eu aviso aqui...

    Lucinha Peixoto (Blog da CIT)

    ResponderExcluir
  4. Como prometi, e agradeço ao Diretor Presidente que está de plantão hoje no Blog (coitado), já está publicado o comentário de que falo acima. Pode se acessado pelo link no meu nome. Obrigada

    Lucinha Peixoto (Blog da CIT)

    ResponderExcluir