sábado, 23 de janeiro de 2010

DEMOCRACIA FAVORECE POETAS POPULARES

Democracia é uma coisa realmente boa. Está aí um exemplo aparentemente bobo, mas significativo: Graças a um projeto do deputado André de Paula (foto), do DEM, os cantadores de viola, cordelistas e repentistas têm agora uma profissão, reconhecida por lei, sancionada pelo presidente da República petista. Há muito tempo que esses artistas, sábios poetas populares, mereciam a valorização profissional. Vivemos num país em que muita gente ainda só respeita os médicos, os advogados, os engenheiros e os muito ricos. Todos os outros trabalhadores - professores, jornalistas, empregadas domésticas, poetas, comerciários, bancários, farmacêuticos, funcionários públicos em geral - são assim uma espécie de "profissional de segunda classe". Ora, todo trabalho é digno e na minha opinião o feio mesmo, o errado, é mentir, roubar, matar, passar por cima dos outros para subir na vida.
Tenho orgulho da minha profissão de jornalista, não importa se rende dinheiro ou não. Sei que faço as coisas com gosto, prazer, satisfação.
Assim também devem se sentir os cantadores de viola, cordelistas e repentistas. Parabéns ao deputado André de Paula e ao presidente Lula por reconhecerem a profissão desses homens que embelezam um pouco mais o mundo com sua criatividade e poesia. (Saiba mais sobre a aprovação do projeto na Agenda Garanhuns).

Nenhum comentário:

Postar um comentário