CONTEXTO

CONTEXTO
Pesquisas Eleitorais

PROCURADOR AGRIDE TRABALHADORA E TREINADOR É PRESO POR RACISMO

Hugo Duarte
Suellen


O Brasil parece "enlouquecido" nos últimos anos.

Certo que crimes de todo tipo sempre aconteceram, mas não com a frequência que temos visto ultimamente.

E envolvem todo tipo de gente, das classes menos favorecidas aos mais abastados.

Chamam a atenção os casos envolvendo violência policial e pastores, esses, que deviam dar o bom exemplo, sendo denunciados e presos por casos de assédio sexual e estupro.

Esta semana dois casos chamaram a atenção.

Na Bahia o técnico de futebol Hugo Duarte, da equipe feminina do Amazonas, foi preso em flagrante por atitude racista.

Ao final do jogo de sua equipe contra o adversário da Boa Terra, o treinador chamou a jogadora Suellen, do Bahia, de macaca.

Hugo já teve a liberdade provisória garantida apela justiça, mas ficou atrás das grades pelo caso de "injúria racial". Lamentável a atitude deste desportista.

Em Minas Gerais o procurador Bruno Resende, que recebe um salário de R$ 32 mil mensais, agrediu uma humilde funcionária de um cinema.

O homem, enfurecido, cuspiu na mulher e tentou dar uns murros nela.

Tudo isso porque ela "atrasou" a entrega de um saco de pipoca ao cliente. Na verdade nem era obrigação dela.

A polícia foi chamada pela gerência do cinema e o valentão, como bom covarde fugiu.

Mas vai ter de prestar contas pelo seu ato insano, registrado pelas câmeras de segurança.


A imagem da câmera registra 
o procurador enfurecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA
FINANCIAMENTO PARA CASA PRÓPRIA