FUNDO PARTIDÁRIO LEVA CANDIDATOS A FAZER RECLAMAÇÕES

O critério de distribuição do dinheiro do fundo partidário no Solidariedade está levantando questionamentos no partido.

Um deputado estadual que disputa a reeleição anda se queixando em conversas com jornalistas da capital.  

Segundo ele,  com mandato ou não foram informados que só receberiam R$ 100 mil do dinheiro do fundo. 

Heloísa Ferreira, porém,  que é candidata também a estadual teria sido contemplada com R$ 980 mil.

O parlamentar (infelizmente não foi revelado o nome)  questionou se o dinheiro vem sendo distribuído por foto ou amizade e pediu explicações a direção do partido.

Os que estão reclamando, já que não é apenas uma pessoa, reclamam que "a desigualdade é gritante". 

Deputada Fabíola Cabral, candidata a federal teria recebido uma bolada de R$ 2,7 milhões e a candidata a deputada estadual Delegada Beatriz Gibson,  que não tem mandato, teria sido contemplada com R$ 500 mil. Outra,  Elisangela Vieira  teve direito a R$ 200 mil,  enquanto um determinado candidato a deputado federal não recebeu nada.  

Com a palavra a direção do Solidariedade para responder a essas reclamações.

Têm sido comuns os desentendimentos por conta da distribuição de verbas do fundo partidário. Isso acontece em praticamente todas as legendas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA
FINANCIAMENTO PARA CASA PRÓPRIA