GARANHUNS - SUÍÇA PERNAMBUCANA

 

Por Cristina Moraes

Só posso comparar Garanhuns a uma bela mulher que traz em seu arcabouço, um corpo perfeito, cheio de belas curvas e bem delineado, cabeça pensante e membros desenvolvidos e precisos.

Se imaginarmos a cabeça de uma mulher com uma

linda cabeleira, aqui representada por suas maravilhosas fontes de águas minerais, que se espalham e se aninham e correm por entre seus córregos.

O lindo corpo que se esgueira por entre as sete colinas, se fortalecendo e dando o suporte a tão linda cidade, sendo delimitada e muito bem distribuída por toda a extensão de nossa cidade.

E os membros se simbolizam por seus canais de entretenimento, lazer, cultura, por seus eventos sazonais(Festival Viva Dominguinhos, FIG e a Magia do Natal), pontos turísticos, rede hoteleira, nossa rica gastronomia e o povo maravilhoso, educado, gentil e acolhedor.

Uma linda cidade, uma mulher que aqui defino como uma mulher perfeita,  que tem além desses atributos que a faz pujante e forte, é dona de uma das mais belas bandeiras de Pernambuco.

Tremulando em seu mastro, mostrando a nossa história, grafada com a frase “ad altiora tendere”(ter tendência às alturas), idealizada pelo beneditino Dom Paulo.

Foi oficializada pela Lei 457/58, de 05 de março de 1958, sancionada pelo prefeito Francisco Simão dos Santos Figueira.

E o nosso belo hino garanhuense, de autoria do poeta e escritor João Marques, filho de Garanhuns, retrata muito a nossa Garanhuns com lindos versos e rimas.

E a cada execução nos emociona e nos enche de muito orgulho, com o seu lindo estribilho “colina!

Nos anais, "Florescente e garbosa

Garanhuns", fostes sempre assim.

A elegância, a beleza da rosa,

as paisagens, estesias sem fim...”

Descrever minha linda Garanhuns é o que mais amo fazer, pois esse é meu pedacinho de céu, aqui nasci, aqui me criei e aqui estou acompanhando o seu desenvolvimento e lutando por uma cidade sempre melhor.

E nesta linda construção de amor e fidelidade, vamos enriquecendo os nossos conhecimentos para entender até os títulos a ela dedicados:

“Cidade das flores”, “cidade da garoa”, “cidade dos festivais”, entre tantos outros.

Assim como: “Suíça Pernambucana”, esse me chama bastante atenção, pois define Garanhuns, por sua altitude de 896 metros acima do nível do mar, e seus morros, traduzindo de fato o clima frio de montanha, numa baixa temperatura que se assemelha com o clima da Suissa, país.

Linda Garanhuns, que tem em seu bojo também os quilombolas que aqui ainda habitam e foram peças fundamentais para a história de Garanhuns e estão nas comunidades Timbó e Castainho.

Um povo que fez a faz a nossa história e merecem o nosso respeito e atenção, por sua luta e resistência, uma linda história que começou lá atrás em 1671, que merece todas as homenagens de todos os garanhuenses, independente de raça, ideologia ou classe social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA
FINANCIAMENTO PARA CASA PRÓPRIA