SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

segunda-feira, 10 de junho de 2019

REINALDO AZEVEDO DEFENDE DEMISSÃO DE SÉRGIO MORO


Jornalista Reinaldo Azevedo defende, em artigo publicado no Portal UOL,  a demissão imediata de Sergio Moro, que a seu ver forjou uma acusação contra o ex-presidente Lula e, com isso, fraudou a eleição presidencial de 2018. "É evidente que Sérgio Moro, ministro da Justiça, tem de pedir demissão. De grande paladino do combate à corrupção, tornou-se hoje não um peso morto, mas um peso ativo, de fato, no governo Bolsonaro. Ele mais dificulta do que facilita o andamento da gestão, escreveu Reinaldo, que ficou conhecido no país pela sua aversão ao Partido dos Trabalhadores. Foi ele quem criou o termo petralha, hoje largamente utilizado pelos antipetistas.


Reinaldo Azevedo questionou: “Como é que se vai ter um superministro da Justiça depois do que se sabe — e do que se sabe até agora; vem mais coisa — de sua atuação como juiz? Quem vai confiar em Moro como interlocutor? Na condição de titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, ele não atuou com a imparcialidade de um juiz. Ele se associou ao Ministério Público para aparelhar o processo político e responde, sim, em grande parte, pela razia que aí está e pela crise política que vivemos".

AFASTAMENTO - Na Câmara Federal, o presidente da comissão especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), defendeu que o ministro da Justiça , Sergio Moro, deveria se afastar voluntariamente do cargo até que se esclareça a suposta colaboração entre o então juiz e procuradores da Lava Jato.

Para deputado, que é advogado e professor de Direito Constitucional, o afastamento de Moro não só seria a melhor atitude para não tumultuar ainda mais a discussão da reforma da Previdência, mas também garantiria "liberdade de investigação" à Polícia Federal, uma vez que o ministro controla a instituição.

A revelação das supostas conversas entre Moro e o coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, foi feita pelo site Intercept Brasil no domingo, com base no que diz ser arquivos recebidos de uma fonte anônima.

*Com informações da Reuters e UOL.

Um comentário:

  1. O melhor jornalista do país, Azevedo, neste caso específico, não se sabe lá porque carga d'água pisou na bola ou se equivocou. Tá parecendo mais que continua pulando um carnaval fora de época. Mesmo assim, por este particular erro grosseiro de opinião, não perde a patente do melhor jornalista político do Brasil e tem todas as credenciais para dar sua opinião, mesmo que totalmente errada.

    P.S1.: - QUEM DIRIA!!! Até pouco tempo atrás, o excelente Reinaldo Azevedo era o CAIM da extrema-esquerda e odiado de sangue a fogo pela putada petralha. Os cínicos e farsantes do PT, sempre tiveram ódio mortal ao ótimo jornalista.Eu VIVI PRA VER a putada venerando-o...

    P.S2.: - No Brasil de hoje, Sérgio Moro personifica a figura da ordem, do bom exemplo e, principalmente, da BOA JUSTIÇA. O ministro MORO simboliza uma nova geração, queiram ou não, ele é um exemplo para todo aquele brasileiro sensato e do bem.

    P.S3.: - O que há de concreto contra o correto MORO,nada, absolutamente nada!!!

    P.S4. É revoltante querer denegrir a moral de um brasileiro de grande valor e adorado por todos.

    P.S5: - Moro não deve perdoar esse BANDIDO VIADO, o gringo Gleen Greenwald(GG), casado com outro viado deputado do PSOL. Deve levá-lo às barras do tribunal.

    P.S6.: - Há uma citação na Bíblia do profeta Lucas que diz: "Pai, perdoa-lhes, porque eles não sabem o que fazem". MORO jamais deverá perdoar esse agressor viado, casado com outro viado, das agressões sofridas sob pretexto de que não sabe o que faz, JAMAIS!!!

    ResponderExcluir