Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

PROPOSTAS DO NOVO GOVERNO: LIMITAR A VENDA DE BEBIDA ALCÓOLICA E ACABAR COM SESC, SESI E SENAC


Uma CPI para investigar o ex-motorista de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, ameaça gerar turbulências no futuro governo.
A proposta está para ser apresentada na Câmara Federal e se for instalada muita coisa poderá aparecer para complicar a vida do presidente eleito em outubro passado.
O governo ainda não começou, já está enrolado nesse tipo de história e as propostas apresentadas até agora pela equipe não são muito animadoras.
O futuro  ministro da Cidadania, Cultura, Esporte e Desenvolvimento Social, Osmar Terra,  propôs limite para venda de bebidas alcoólicas no Brasil.
A medida visa combater a violência, mas pode ser uma gota no oceano, num país em que mais de 60 mil homicídios são cometidos por ano.
Segundo o jornalista paulista Ricardo Kotscho,  quando a Lei Seca foi adotada nos Estados Unidos, no início do século passado, o que permitiu foi a ascensão de Al Capone, uma espécie de Rei do Crime dos states.
No Brasil também muitos poderiam ganhar com a limitação da venda das bebidas, indústrias iriam à falência e o desemprego aumentaria em determinados setores.
Já o super ministro Paulo Guedes, que vai comandar a  economia no novo governo, ameaçou cortar 30% dos recursos do Sistema S (Sesi, Sesc, Senai e Senac), podendo levar essas instituições à bancarrota.
De acordo com empresários e veículos da imprensa que noticiaram o fato, o corte significaria o fechamento de 1,1 milhão de vagas em cursos profissionalizantes, só do Senai, em 162 escolas do sistema.
Jornalista Reinaldo  Azevedo,  na  Folha de São Paulo, escreveu que o Sesi teria que fechar 468 mil vagas do ensino básico e de educação para jovens e adultos.
A insanidade também atingiria o Sesc de São Paulo, o maior polo cultural do país, que no ano passado investiu o equivalente a dois terços da despesa do Ministério da Cultura, extinto por decisão de Jair Bolsonaro.
Como o país vai sair do buraco limitando o uso de bebidas, acabando com o Sesc, Senac e o Sesi ainda não dá para saber. Vamos aguardar.
Deus queira que não inventem de imitar Fernando Collor, que também foi eleito como Salvador da Pátria (era o Caçador de Marajás) e iniciou o governo sequestrando o dinheiro da população, inclusive da poupança dos pobres.
Precisamos de uma boa reza. Ou que coloquem um pouco de juízo na cabeça de alguns ministros, como a senhora Damares Alves, que vai comandar a pasta de Direitos Humanos e que assombrou o mundo ao contar a história de que viu Jesus Cristo num pé de goiaba.
Pouca gente levou a sério dona Damares e teve gente até que brincou: Será que não foi num pé de manga ou numa jaqueira?
Como diz o José Simão, cada vez mais certo, o Brasil é “o país da piada pronta”.
*Na foto da Veja o futuro manda chuva da economia, Paulo Guedes, que numa conversa com empresário revelou a intenção de "passar a faca no Sistema S".

2 comentários:

  1. No que diz respeito ao seu ministério, RECRUTA ZERO, surpreendeu e botou pra arrombar a boca do balão!!! Começa pelo número que diminuiu de 39 no governo da Dilma Doida para apenas 22... Só tem testa de touro, a começar pelo trio: MORO, GUEDES e o excelente ministro da educação: RICARDO VÉLEZ RODRÍGUEZ. O gringo é um filósofo tampa de crush que conhece tudo e é um profundo estudioso do precário ensino fundamental na América Latina. E o que dizer do neto do maior economista que o país já teve: Roberto Campos. O Banco Central vai ser comandado por nada mais nada menos que ROBERTO CAMPOS NETO. E o presidente do BNDES, JOAQUIM LEVY(o homem que vai abrir a caixa preta). Tudo isso sem falar nos cérebros privilegiados do General Augusto Heleno e o astronauta Marcos Pontes...

    P.S.: - Agora, quem começou botando pra arrombar na tabaca de xolinha foi o CHANCELER ERNESTO ARAÚJO, que proibiu de imediato além de oficializá-los os ditadores comunistas da Nicarágua, Cuba e Venezuela. E na comunicação escreveu com todas as letras: se esses ditadores/terroristas “incarnados” invadirem o espaço aéreo brasileiro serão recebidos ou rechaçados à bala!!!

    ResponderExcluir
  2. Com a esculhambação de um governo que montou um ministério com 39 marginais, todos hão de convir que fomos governados por uma quadrilha que afolozou as finanças do país através da ladroagem desenfreada. Para quem teve que aturar 13 anos da mais fina flor da ignorância sindical e do peleguismo do pão com mortadela, além dos leilões das estatais para seus apaniguados, o governo da direitona escrota que vem por aí, é até um COLÍRIO para se ver um pais que pode ainda reencontrar o seu caminho mesmo com um palerma como o RECRUTA ZERO.

    Com o troglodita Bolsonaro, acontecerá o mesmo que acontece com o Trump, ele vai ter que matar um leão por dia, porque a esquerda/socialista/comunista “incarnada” vai tentar chacoalhar seu governo por todos os meios, mesmo que o TRUCULENTO CAPITÃO faça um bom governo, os deserdados das verbas públicas que perderam a mamatinha, jamais reconhecerão.

    Para os nazistacomunopetralha, o que vale mesmo, é a distribuição de dinheiro público por baixo do pano, para curtirem a vida no bem bom. Essa coisa de viver na pobreza, é para otário. Todo comunista caviar gosta mesmo é de viver bem. Socialista com TRÍPLEX na praia e SÍTIO no interior, já diz como é o socialismo dele.

    Porém, vamos aturar boa parte dos MINISTROS MILICOS, assim como nós aturamos os terroristas do MST, e se não gostarem, façam como nós fizemos e vão para as ruas e na próxima eleição provem que são honestos e ladrão mesmo é o capitão!!! Do contrário, quem faz parte da putada petralha, COMO SEMPRE, continua soprando a brasa viva, pra ver se pega fogo...

    P.S.: - Está chegando a hora... Um de um de 2019. A partir desta data, caberá ao RECRUTA ZERO reger essa orquestra ministerial com inteligência, prudência e determinação. Se precisar de ajuda socorra-se do equilibrado e sensato ministro, Sérgio Fernando Moro.

    ResponderExcluir