SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sábado, 21 de julho de 2018

HÁ 50 ANOS O NÁUTICO CONQUISTAVA O HEXACAMPEONATO


Exatamente 50 anos atrás, no dia 21 de julho de 1968, o Náutico chegava a sua maior conquista no futebol: o título de hexacampeão pernambucano, feito até hoje não igualado pelos rivais Sport e Santa Cruz.

Tanto o Leão estiveram perto do sexto título consecutivo, mas o Timbu conseguiu evitar. Daí que surgiu o slogan “hexa é luxo”, que ameniza o sofrimento alvirrubro nos últimos anos e irrita os torcedores dos outros dois grandes clubes do estado.

O Náutico foi campeão de 63 a 68, com um time muito superior ao dos adversários nos primeiros cinco anos.

Chegar ao hexa, no entanto, não foi fácil. Em 68 o Sport tinha um time tão bom quanto o do Timbu e o campeonato foi disputadíssimo. Como cada clube ganhou um turno o título foi decidido numa melhor de três partidas.

Na primeira deu Náutico 1 x 0, nos Aflitos. No segundo jogo o Sport deu o troco e venceu por 3 x 2.

No terceiro e último jogo foi preciso uma prorrogação para se chegar ao vencedor e o Náutico foi hexacampeão graças a um gol do venezuelano Ramos, nos 30 minutos de acréscimo.

A TV Asa Branca e a Globo Nordeste exibiram hoje uma reportagem muito bem produzida, sobre a conquista de meio século atrás. No Portal G1 você pode conferir a matéria jornalística.

Foram entrevistados alguns ex-jogadores que participaram do campeonato de 68, como Ivan Brondi, torcedores e até o juiz que apitou a final.

Márcio Goiano, técnico atual do Náutico usou até o tema do hexa para motivar o elenco Timbu, que enfrenta o Juazeirense, hoje à tarde, na Arena Pernambuco.

Uma vitória praticamente garante a classificação do alvirrubro na segunda fase do Campeonato Brasileiro da série C e seria o maior presente à torcida, no dia em que o Náutico relembra sua maior glória.

O “Hexa é Luxo” ganha força a cada ano, até porque até a seleção brasileira persegue o sexto título mundial há 16 anos, sem conseguir até agora chegar lá.

*Fotos disponíveis no site do Náutico: 1) O time do hexa, em 1968; 2) A festa com a conquista do estadual de 2018, depois de um jejum de 14 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário