quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

DILMA OBTÉM VITÓRIA IMPORTANTE CONTRA CUNHA

Uma disputa que deveria ser de interesse restrito dos peemedebistas, terminou sendo transformada num duelo entre a presidenta da República, Dilma Rousseff (PT) e o dirigente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB).

A luta entre a petista e Cunha se deu em torno da escolha do líder da bancada do PMDB na Câmara, tendo o Palácio do Planalto apoiado a recondução do deputado federal Leonardo Picciani (RJ), enquanto o presidente da Câmara patrocinou a candidatura do paraibano Hugo Motta.

Apesar de todos os esforços de Eduardo Cunha, seu candidato foi derrotado, tendo obtido 30 votos contra 37 do seu oponente.


Segundo a análise dos jornalistas que atuam em Brasília a vitória de Dilma terá as seguintes consequências: 1) Enfraquece o movimento pelo impeachment da presidente da República; 2) Diminui a resistência aos projetos de ajustes fiscais do Governo; 3) E enfraquece a permanência de Eduardo Cunha na presidência da Câmara. O peemedebista, suspeito de diversos casos de corrupção, pode cair na próxima semana, quando o pedido de seu afastamento – feito pelo procurador Rodrigo Janot – será julgado no Supremo Tribunal Federal.

*Foto: Folha de São Paulo/Portal UOL

13 comentários:

  1. esse Picciani é um “mala”, metido a espertalhão, mas que, sei, vai bater com o nariz no chão. A manobra para elegê-lo foi nojenta. E ele sai com cara de justo! O Brasil não existe! Que nojo desse Picciani e dessa ala podre do PMDB!

    ResponderExcluir
  2. Mas isso é porque “o governo acabou”, “o PT morreu”, “Lula está enterrado”, Olha, se “morto” o PT continua ganhando TODAS as paradas quando há ameaça real de apeá-los do poder – uma votação aqui e ali no Congresso não quer dizer NADA se não ameaça com perda de poder – imagine se estivessem “vivos”, hein? Enquanto estiver com a chave do cofre nas mãos, o PT NÃO estará morto, porque sempre haverá uma multidão de gente venal disposta a vender seu voto, seja nas eleições, no Congresso ou no Poder Judiciário.

    ResponderExcluir
  3. Irresponsáveis, querem ver a hora em que a corda arrebentar.

    ResponderExcluir
  4. O Ministro da Saúde deixou o cargo por um dia para votar nesse meninho marginal é coisa de desavergonhado. Uma presidente de país prestar-se a um papel desses, é simplesmente inominável. Sabíamos dos problemas e deficiências de Dilma, mas nunca imaginei que fosse capaz de descer tanto. O que afinal espera com isso? Manter-se no poder à força, contrariando 90% dos brasileiros? Quanta falta de dignidade! Tomara que o Mosquito pique o Ex-Ministro da Saúde!!

    ResponderExcluir
  5. O PMDB divido meio a meio,37 votos a favor da vitória do líder contra 30.Apenas 7 votos.Esta foi uma briga interna do PMDB.

    Mas a pergunta é: qual é hoje o sentido de uma coligação nacional entre o PMDB e PT? Tem sentido isto? E por que Eduardo Cunha na sua Reforma Política não discutiu isto?

    Todos ou quase todos do PMDB falam em cargos.Quase todos já foram governos estaduais e Prefeitos.Quase todos eles já experimentaram as traições,as cooptações,as falsidades e a falta de fidelidade.

    Faço as perguntas para que possamos formar um juízo de valor.Tem sentido o ex-governador Jarbas Vasconcelos bater de frente no PMDB? Jarbas Vasconcelos hoje é contra Eduardo Cunha e Renan Calheiros presidentes da Câmara Federal e Senado Federal.

    E é a favor do Michel Temer insinuando o mesmo a trair a Presidente do Brasil.Isto é correto? Se ele fosse hoje governador de Pernambuco e Prefeito do Recife ele apoiaria que alguém tivesse cutucando para que o Presidentes da Assembleia Legislativa e o Presidente da Câmara Municipal de Recife traíssem o mesmo?

    Foi um gesto correto a ex-miss de PE e ex-esposa do Jarbas Vasconcelos posar nua na Playboy?

    ResponderExcluir
  6. Eu já fui PMDB,PSDB,PFL,DEMOCRATAS E HOJE SOU PSB.Uma grande parte desses Deputados Federais e Senadores fizeram uma tropa de choque da seiscentos diabos para derrotar o governo.

    Foi talvez a maior oposição nunca visto da História Republicana nos últimos 50 anos.Em torno de 220 deputados federais jogaram todas as fichas para destituírem do governo a Presidente Dilma e que atingia o PT.

    Todos sem exceção nenhuma receberam milhões e bilhões dos empresários para bancaram suas campanhas políticas.As denúncias foram feitos e somente hoje tomamos conhecimento de mega esquema que beneficiou a grande maioria dos Deputados Federais,Senadores,Governadores e Deputados Estaduais.

    E quem paga as contas é quem estar no governo.Não foi fácil desqualificar um HOMEM DE UM EDUARDO CUNHA,um dos maiores assaltadores dos cofres da Petrobras do Rio de Janeiro.

    O maior exemplo veio do Rio de Janeiro quando o Prefeito e o Governador trabalharam por Cunha antes e agora todos trabalham contra ele.Este é o maior exemplo vivo da trairagem do EDUARDO CUNHA.

    Esses 220 deputados federais que formam o baixo clero dentro da Câmara Federal falam em Lei da Responsabilidade Fiscal, mas aprovaram umas pautas-bomba da besta fera pra dentro capaz de detonar toda a nossa economia brasileira.

    temos sim uma mulher guerreira,capaz,humilde e paciente para aguentar esses marmanjos nas costelas dela. Como é verdadeiro que o homem foi feito de uma costela da mulher. E é mesmo,somente vocês mulheres têm o prazer e a felicidade de ter um filho.

    O Brasil precisa de equilíbrio,de postura,de rever os seus erros que todos eles cometeram com as finanças públicas de dezembro de 2010.

    De lá para cá foram 164,84% de aumentos para os meus queridinhos deputados federais e senadores.

    Professores salário médio R$ 2.135,64 e um Deputado Federal R$ 33.763,00.Seria muito bom que nós ganhássemos R$ 3.763,00.Trinta mil reais a menos que os nossos ilustrados e amáveis Deputados Federais.

    ResponderExcluir
  7. Dilma ganha perdendo. Por vaidade, ela lutou para que seu protegido vencesse a eleição para a liderança do PMDB, mas o eleito teve 30 votos contrários. O carioca Picciani, de Dilma, ganhou do paraibano Hugo Mota, de Eduardo Cunha, por 37 x 30. Pois bem, os 30 votos será o tamanho a oposição a Dilma dentro daquele partido. Aos 30 deve-se somar dois ausentes que votam contra tudo.
    Quer dizer: Dilma, a "louca", conseguiu rachar o maior aliado de seu partido. Significa que agora ela conta apenas com pouco mais da metade da legenda peemedebista.
    E olha que a bancada toda não é lá essas coisas em termos de fidelidade.

    ResponderExcluir
  8. Onde é que esse doido aí de cima recebe o piso salarial de professor? Esse anônimo doido devia ter o pai como professor pra saber o que é ganhar R$ 1.200,00 p/mês e não R$ 2.135,00. Deve ser mais um doido, além disso anônimo que frequenta esse Blog.

    ResponderExcluir
  9. ATÉ PARA FALAR DE UM CALHORDA COMO ESSE, A CÃINZADA ESCONDE-SE NA ESCURIDÃO DO ANONIMATO. Ô POVINHO MEDÍOCRE É ESSE NOSSO, NÉ MESMO!!! USA DA TUA CIDADANIA CAMBADA DE “FI DUMA ÉGUA!!!”...




    ResponderExcluir
  10. 0 Exm° Sr. EDUARDO CUNHA,quebrou a cara ao lado de uma oposição raivosa.Foram 36 projetos de leis aprovados na Câmara Federal e mais de 28 deles a DILMA vetou.

    Dois deles foram cruciais para arrombar com o Brasil: o fator previdenciário e o aumento dos servidores da justiça em 78%.

    O VETO da Presidente às doações empresariais aos partidos e aos políticos foi uma decisão acertada.Graças aos votos dos 8 juízes federais contra 3 a ADI da OAB foi aprovada e assim todas as doações dos empresários aos partidos e aos políticos fora proibido.As oposições bateram tanto nas organizações criminosas e na falta de ética e na corrupção como se eles e elas não tivessem recebido dinheiro dessas organizações criminosas.Cada dia que passa o Brasil toma conhecimento dos dois lados da moeda,cara e coroa.O pau que dá em Chico também tem que dá em Francisco.

    ResponderExcluir
  11. Como diz o comentarista lá em cima, mesmo o Eduardo Cunha ser um calhorda, ele veio a se tornar no melhor e mais produtivo presidente de câmara que apareceu desde a redemocratização do país, em 1989, com a eleição de Collor. Poucas pessoas se deram conta que a presidente Dilma, até final de 2018, ela ainda ia promover mais 5 ministros do TSE. Eduardo Cunha proibiu e isso foi bom para o Brasil. Eu vejo pelo o ângulo de 90% dos atos praticados como presidente da câmara foram cruciais para o melhoramento para tirar o país do atoleiro em que se encontra. E temos certeza que ainda vai demorar muito para a gente sair desse mar de lama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero parabenizar o Eduardo Cunha por ter aprovado uma PEC legalizando todas as doações empresariais aos partidos e aos políticos.Os empresários tem e que dar dinheiro mesmo aos políticos para comprar o povo.Parabéns ao Eduardo Cunha por se locupletar dos recursos da Petrobras no Rio de Janeiro.Parabéns, baixo clero,vocês ganham muito pouco.Ao invés de ganhar essa mixaria de trinta e três mil deveriam ganhar uns R$ 150.000,00.A pobreza do Brasil precisa trabalhar muito mais para mandar esse dinheiro para nós do congresso nacional.O povo que se exploda...

      Excluir
  12. #DilmaFica Fora fascista e golpista

    ResponderExcluir