Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

AS LIÇÕES DE CHICO BUARQUE DE HOLANDA


Do jornalista Paulo Moreira Leite
Entre humanos que relincham e outros capazes de zunir, num comportamento próprio de quadrúpedes morais, mais uma vez Chico Buarque de Holanda assegurou seu lugar na história do Brasil e dos brasileiros.
A cena vista e gravada num fim de noite no Rio de Janeiro é apenas a confirmação recente de que Chico é um artista que sabe qual é seu lugar em cada momento de nossa história.
Comporta-se dessa maneira há meio século, seja através da música, dos versos de gênio, de uma literatura cada vez mais apurada e espetacular. Age assim pela postura política de quem recusa o lugar de artista-mercadoria e sabe responder aos percalços e tragédias da conjuntura histórica com clareza, com valentia e uma auto ironia que o acompanha tanto nas horas agradáveis como nas mais difíceis, como se descobre pelo depoimento de um de seus amigos de “ Chico: um artista brasileiro”, documentário que é uma obra prima obrigatória para todo brasileiro preocupado em entender o seu país em 2015.
Mais do que um poeta, um grande escritor recém confirmado, Chico Buarque é uma das raras consciências da nação.   Ajudou e ajuda os brasileiros a entender o país em que vivem. Por qualquer meio utilizado, seus enredos convergem para a defesa das grandes maiorias, a solidariedade diante dos explorados e excluídos.
Sempre denunciou o regime militar, combateu a censura,  a brutalidade covarde da ditadura e o empobrecimento dos anos 1960 e 1970.  Antes e depois da democratização, atuou para defender a primazia dos direitos e interesses dos que não tem direito à palavra, o que explica a importância do pobre, do negro, do explorado, em sua música, na literatura, no engajamento político direto, num tratamento frequentemente solidário e até carinhoso em alguns momentos. Entendeu o ponto de vista mulher, muito antes que se tornasse moda. Defendeu -- como o filme mostra num depoimento surpreendente do início da carreira - os direitos de homossexuais quando palavras como veado e bicha eram parte do vocabulário familiar.   
Acima de tudo recusou as clássicas tentativas de acomodação com os interesses do alto, o que se reflete num comportamento que rejeita as vulgaridades típicas que a sociedade contemporânea reservas aos artistas de sucesso – a começar pelo inevitável beija-mão dos ricos e poderosos, entre eles a TV Globo.
Mostrando que aquilo que parece inevitável pode ser evitado, Chico mostrou uma força moral surpreendente no país da dialética da malandragem. Tem compromissos claros. Nunca deixou de ter um lado e sabemos muito bem que lado é este – e é isso, mais do que qualquer outro fator, que explica vários momentos de sua carreira, inclusive a agressão de anteontem.   
 Atacado, cercado, naqueles movimentos tensos que podem descambar para uma situação fora de controle, Chico soube enfrentar com sorrisos e ironias uma provocação tipicamente fascista. Ouviu expressões inaceitáveis de ódio (“você é um merda, quem apoia o PT é um merda”) e ressentimento (“para quem mora em Paris é fácil”).
 Manteve a postura adequada ao dizer que cada um tem direito a liberdade de sua opinião (“eu acho o PSDB bandido. E aí?”). No dia seguinte, ao postar a música " Vai trabalhar, vagabundo", lembrou a matriz moral de uma elite que jamais aceitou pegar no pesado. Três séculos e meio de escravidão nos contemplam. Seu nome é o desprezo pela democracia, a vontade indomável de recuperar privilégio, o desprezo pelos de baixo.
Meses depois da filósofa Marcia Tiburi escrever “Como conversar com um fascista”, Chico Buarque saiu da teoria para o terreno áspero da prática.
A experiência ensina que a bestialidade fascista costuma ser uma ação preparatória para atos de violência física, aberta e escancarada. É uma faísca a espera de uma chama capaz de produzir uma catarse.
Ao contrário de uma briga de rua, dos conflitos entre gangues adolescentes e mesmo guerras por ponto de tráfico, que se equivalem num mesmo universo entre interesses idênticos e apenas concorrentes, a violência fascista pretende assumir sempre um caráter político punitivo. É aí, pela pancadaria sem freios, até selvagem, que tenta produzir um espetáculo para sua ideia de superioridade com direito a prevalecer com base na força bruta.
Simula um discurso de redenção num universo que – de seu ponto de vista aloprado -- se tornou incapaz de aceitar indispensáveis remédios civilizatórios. Tenta acobertar a própria brutalidade, de caráter criminoso, a partir de um discurso que busca apontar supostas falhas morais, incorrigíveis, inaceitáveis e vergonhosas, no Outro. Seu discurso tem como destino a morte, numa agressão animalesca que quer fingir que não se trata de pura bestialidade doentia, tentando justificar-se pelas falhas e faltas do Outro. É pura barbárie mas pretende ser castigo. Quer dar uma lição.
Num flerte que nasceu pela ilusão suicida de que os movimentos fascistas podem ser úteis a um negócio que eu sempre imaginei que precisava da liberdade de expressão para sobreviver, nossos meios de comunicação fizeram um papel vergonhoso. Numa clássica banalização do mal, pois precisam das bestas-feras para alimentar um golpe de Estado disfarçado de impeachment, editaram um noticiário com verbos e palavras que invertem os papéis, transformando a vítima em agressor. É preocupante, quando se recorda a estatura cultural de Chico Buarque de Holanda. Nem ele precisa poupado, ensina-se. Vale-tudo -- essa foi a mensagem no dia seguinte.
Quem deu a boa lição foi Chico e isso não surpreende, para quem já assistiu “Chico: um artista brasileiro”. Não vou lembrar, aqui, as inúmeras passagens maravilhosas e diversas cenas pouco conhecidas da biografia de Chico Buarque. Só isso já vale o filme – mas o documentário tem mais. Tem ideias, reflexões.
Fico na principal, que tem a ver com o Brasil de hoje. Num depoimento sobre um país envolvido com um ambiente de desencanto e inconformismo com a economia, a política, a cultura, Chico Buarque formula uma visão indispensável.
Diz que a situação “piorou porque melhorou”.
Você entendeu: as mudanças e progressos ocorridos num período recente, quando as maiorias conquistaram direitos e garantias impensáveis em qualquer época, mudaram o país de alto abaixo. Mas essas mudanças trouxeram contrapartidas que, do ponto de vista de quem já se encontrava do outro lado da nossa imensa avenida social, nem sempre são confortáveis, muito menos bem vindas. Muitas podiam ser corretas, mas sequer ocorreram como se tinha imaginado. E agora? pergunta o filme.
Falando dos anos de sua juventude, em boas escolas, numa família com vida confortável, Chico responde. Lembra da bossa nova, dizendo que, para seu gosto pessoal, era uma música muito mais agradável do que a fase atual da música brasileira. Admite, contudo, que fala de um ponto de vista de uma determinada elite, com uma certa formação e hábitos próprios de quem habita determinados patamares da pirâmide social.
Deixa claro, com sinceridade, que prefere viver num país onde todos possam expressar a música a seu gosto e a seu estilo – mesmo que isso não seja o mais agradável a seus ouvidos. Essa é a opção.
Você sai do cinema convencido de que, como a maioria das pessoas, Chico tem muitas críticas ao que ocorre no país de hoje. Nem por isso, contudo, perdeu as referências de sua história nem os valores que nos ensinou a preservar – mesmo quando eram impronunciáveis e até malditos. Essa é sua força, seu lugar.
Recusa-se a negociar princípios democráticos em nome do gosto pessoal.  

Essa é a lição que se deve aprender.
----------------------------------------------
“O fascismo é fascinante, deixa a gente ignorante e fascinada”

Engenheiros do Hawaii

17 comentários:

  1. José Fernandes Costa24 de dezembro de 2015 11:50

    Do compositor e escritor Chico Buarque de Holanda, NÃO se poderia esperar mais do que a civilidade, a educação! - Foi isso que Chico mostrou, ao atravessar a rua, armado de sorrisos, para conversar com fascistas fascinados e ignorantes! - Deu prova de coragem e de civilidade. NÃO se mostrou acuado, diante de idiotas. - Fosse outro qualquer, teria entrado no carro e saído rapidinho. - Chico foi lá, mesmo diante das afrontas de imbecis. - E, entre irônico e sorridente, disse: “Eu acho o PSDB bandido; e daí? - Quis ele dizer que o direito dos que acham que o PT é bandido, é o mesmo direito que ele tem de achar o PSDB bandido”! - 2. Sobre o jornalista Paulo Moreira Leite, sou acostumado a ler o que ele escreve; assim como, a ouvir o que ele fala nas emissoras de rádio, para todo o país. - Eu só poderia e só posso esperar isso mesmo do Paulo Moreira Leite! - É ISSO. /.

    ResponderExcluir
  2. As lições de chico Buarque de Holanda.

    1º Faça umas musiquinhas falando mal do governo.
    2º Apoie os opositores do Governo.
    3º Quando o governo se desgastar e entrarem seus amigos no governo, dê um jeito de conseguir uma boquinha ganhando milhões sem trabalhar.
    4º Fuja para Paris e vá gastar o dinheiro dos otários que trabalham no Brasil numa cidade Chique charmosa.

    ResponderExcluir
  3. PENSANDO BEM, CHICO JABUTI NÃO PODE SER TRATADO COMO UM MERDA. MERDA MESMO É O LULA QUE NÃO TEM AUTORIDADE PARA CHAMAR NINGUÉM DE ANALFABETO QUANDO DEFENDEU CHICO JABUTI E ESSE JORNALISTA CHAPA BRANCA, PAULO MOREIRA LEITE, QUE PERTENCE AO BLOG MAIS IMUNDO DOS BLOGS SUJOS QUE VIVEM PENDURADOS NAS TETAS DO BANCO DO BRASIL, CAIXA ECONÔMICA, PETROBRAS E BNDES, QUE É O BRASIL 247, PERTENCENTE AO LADRÃO ZÉ DIRCEU E O COMEDOR DE TOCO LEONARDO ATTUCH. É LAMENTÁVEL QUE A ESMAGADORA MAIORIA DA IMPRENSA PETISTA QUE, CLARO, ESTÁ RIDICULAMENTE SAINDO EM DEFESA DESSE LETRISTA DEFENSOR DE BANDIDOS E DITADORES SANGUINÁRIOS. CHICO BUARQUE QUER DEFENDER AS CAUSAS MAIS ESTÚPIDAS, VIOLENTAS E ANTIPOPULARES, MAS ACHA UM ABSURDO QUE POSSA SER COBRADO POR ISSO.

    POIS BEM!!! O DADO MAIS ENCANTADOR DOS NOSSOS ARTISTAS “PROGRESSISTAS” É SUA ALASTRANTE IGNORÂNCIA. ACHAM QUE PODEM SE POSICIONAR SOBRE QUALQUER ASSUNTO QUE DIGA RESPEITO À SOCIEDADE, EXPELIR REGRAS, POSICIONAR-SE, ENTRAR NA RINHA POLÍTICA, MAS SE NEGAM A SER COBRADOS. QUANDO ISSO ACONTECE, AGEM COMO CHICO BUARQUE: “SEU MERDA!”. OU, PIOR AINDA DO QUE ISSO, APELAM AO FAMOSO “SABEM COM QUEM ESTÁ FALANDO?”. OU NÃO FOI ISSO O QUE CHICO FEZ, MAS DE MODO ESPELHADO: “QUERO SABER COM QUEM ESTOU FALANDO…”?!?!?!

    SE ELE ME TIVESSE FEITO ESTA INDAGAÇÃO A MINHA PESSOA: “QUERO SABER COM QUEM ESTOU FALANDO…”?!?!?! RESPONDER-LHE-IA: VOCÊ ESTÁ FALANDO COM ALTAMIR PINHEIRO, “Um cara milionário, que foi ídolo como compositor da geração das pessoas que em geral tem entre 50 e 60 anos, que não é um pão com mortadela ignorante que teve chance de enriquecer através do PT, nem é politico psicopata, não tem explicação racional para se tornar um cara que ignora o povo sofredor, que o PT fez de Geni e joga pedras todo dia. Um cara milionário que não precisaria da grana do PT para se sujeitar a jogar a sua biografia no lixo, ao contrario dos políticos e pão com mortadela e empresários amigos do BNDES que não tem biografia”. E DIZIA MAIS: CHICO, É PRECISO QUE EU LHE DIGA QUE, A REGINA DUARTE TEM QUE SER INDENIZADA COMO PERSEGUIDA POLITICA QUANDO DISSE QUE TINHA MEDO DO LULA, E ATÉ AS PORTAS NA GLOBO SE FECHARAM PARA ELA.
    SABE-SE MUITO BEM QUE O CHICO MAMA NAS TETAS DE UM PARTIDO QUE SEGUNDO A POLÍCIA FEDERAL, JUIZ SÉRGIO MORO E O NEGÃO QUINCAS, DEU UM PREJUÍZO DE MAIS DE 88 BILHÕES SÓ NA PETROBRÁS, UM TAL PARTIDO QUE APOIA UM REGIME POLÍTICO DESGRAÇADO, MEDÍOCRE E CRIMINOSO QUE É A DITADURA CUBANA E VENEZUELANA, UM PARTIDO QUE TEM EX TESOUREIROS E EX MINISTROS PRESOS POR ROUBO, TEM DEPUTADOS, SENADORES E EX PRESIDENTE ENVOLVIDO COM CORRUPÇÃO, UM PARTIDO QUE GOVERNA UM PAÍS QUE TEM MAIS DE 50 MILHÕES DE PESSOAS VIVENDO EM EXTREMA POBREZA E ANALFABETISMO TOTAL E, SAFADAMENTE FICAM “TAPIANDO” COM UMA TAL DE BOLSA ESMOLA QUE N~]AO LEVA A LUGAR NENHUM. ALIÁS CHICO, VOCÊ SABE O QUE É VIVER ENTRE EXTREMA POBREZA? NÃO SABE, VOU EXPLICAR :EXTREMA POBREZA É O CIDADÃO VIVER COM MENOS DE 77 REAIS MÊS, VOCÊ CONSEGUIRIA VIVER COM 77 REAIS MENSAIS Ô CHICO? ENTÃO CHICO NÓS CIDADÃO SABEMOS MUITO BEM COM QUEM ESTAMOS FALANDO E SABEMOS TAMBÉM QUAIS IDEOLOGIAS VOCÊ DEFENDE, É TRISTE VER O BRASIL VIRADO DE CABEÇA PRA BAIXO, COM UM PARTIDO NO PODER ENVOLVIDO COM TODA ESSA CANALHICE, QUE FOI REBAIXADO PELAS PRINCIPAIS AGÊNCIAS DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCOS DO MUNDO QUE OS PETRALHAS E O TAL DE CHICO ACHAM QUE TÁ TUDO CERTO E QUE O QUE ESTÁ ACONTECENDO É UM COMPLÔ PARA SUJAR O NOME DO PT COMO AFIRMOU RUI FALCÃO. POIS, SIM, CHICO, SEI COM QUEM ESTOU FALANDO!!!

    ResponderExcluir
  4. Como tem gente desinformada!!! Chico Buarque mora no Leblon no Rio de Janeiro. É só poder passar alguns dias pelas ruas do Leblon, que com certeza você poderá ver Chico Buarque andando pelas ruas do bairro. Agora, ele possui um apartamento em Paris, cidade que certamente ele tem uma ligação afetiva. Pois, foi Paris que ele foi morar quando a ditadura militar o exilou. E será que depois de tanto tempo ganhando a vida como cantor, compositor, escritor e dramaturgo de uma vasta obra como artista e pode ter um apartamento em Paris e viajar pra lá quando quiser. Quanto ódio democrático desses analfabetos políticos e de história.

    ResponderExcluir
  5. Na verdade petista não sai mais na rua.

    ResponderExcluir
  6. É PRECISO QUE SE RECONHEÇA QUE O CHICO ARTISTA COMO UM BOM COMPOSITOR ERA UM GRANDE VISIONÁRIO. QUANDO DIZIA QUE APESAR DE VOCÊ AMANHÃ HÁ DE SER OUTRO DIA, JÁ ADIVINHAVA O QUE DIRÍAMOS AO SEBOSO E O POSTE. QUANDO DIZIA DA PÁGINA INFELIZ DA NOSSA HISTÓRIA... E DA PÁTRIA DISTRAÍDA SEM PERCEBER QUE ERA SUBTRAÍDA EM TENEBROSAS TRANSAÇÕES, JÁ ANTECIPAVA OS 13 ANOS DE ROUBALHEIRA DA SOFISTICADA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA. AQUELA FOTO BEIJANDO A MÃO DA DILMA É DE DAR NOJO.

    P.S.: - Beijar a mão de Dilma mostra muito bem o caráter aproveitador e oportunista de Chico Buarque. Deve estar acostumado a cheirar merda... Daí, não se controla em beijar uma mão cagada de mentiras. Ladroagem, pedaladas e embromação. Eu duvidaria que esse mesmo Chico tivesse a humildade de beijar a mão de Cristo, DU-VI-DE-Ó-DÓ!!! Vai pra Cuba cortar cana, comuna caviar!!!

    ResponderExcluir

  7. TEMOS QUE RECONHECER QUE O PT BANDIDO TEM UMA ESTRATÉGIA DE AÇÃO BEM ORQUESTRADA. ESSE PAPO DE INTOLERÂNCIA E ÓDIO FOI BOLADO PROVAVELMENTE PELO MARQUETEIRO DO PARTIDO E É USADO POR TODA A MILITÂNCIA LACAIA E COITEIRA SEMPRE QUE RECEBE UMA CRITICA. É UMA FORMA DE TENTAR INIBIR AS PESSOAS DE CRITICAR, PARA NÃO SER TAXADO DE INTOLERANTE, DE DISSEMINAR O ÓDIO…. PURA ESTRATÉGIA DESSA CORJA. DA presidANTA, DO SEBOSO, DOS “INTELECTUAIS”, E DA IMPRENSA CHAPA BRANCA, INCLUINDO AÍ, OS BLOGS SUJOS E OS JORNALISTAS GRUDENTOS, ALÉM DOS ARTICULISTAS DITOS “NEUTROS”, TODOS TEM O MESMO DISCURSO: VÃO INSISTINDO EM UMA MENTIRA NA ESPERANÇA DE QUE VIRE UMA VERDADE…


    JÁ DIZIA MILLÔR FERNANDES QUE, “deve-se desconfiar de todo idealista que lucra com o seu ideal” (POR ISSO LEVOU UMA ESCARRADA, CUSPARADA DO PRÓPRIO CHICO EM UM BAR DO LEBLON). POIS, NÃO É À TOA QUE, EM ÉPOCAS TENEBROSAS, ESCURAS E NUVENS NEGRAS, CHICO BUARQUE GANHAVA RIOS DE DINHEIRO COM QUALQUER MÚSICA CONTRA A DITADURA. MAIS RECENTEMENTE, NA ÉPOCA DO GOVERNO FêHáCê, LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO TINHA SEMPRE LIVROS ENTRE OS MAIS VENDIDOS, MESMO QUE FOSSEM PORCARIAS, SÓ PORQUE ERA CONTRA E FAZIA ALGAZARRAS E TIRINHAS NO GOVERNO DO PILANTRÃO FêHáCê. NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS, NAS REDAÇÕES DE JORNAIS PODRES E FEDIDOS COM DINHEIRO DE ESTATAIS(COMO É O CASO DO BLOG SUJO BRASIL/247) E NA TURMA QUE USUFRUI DOS INCENTIVOS CULTURAIS DA LEI ROUANET É MUITO CHIC SER DE ESQUERDA, POIS MOSTRA ALTRUÍSMO E RENDE MUITO CHARME ENTRE OS ALUNOS TOLOS E INGÊNUOS. ROLA MUITA SEDUÇÃO E AMANTES, TAMBÉM. É UMA TURMA JURÁSSICA, MAS SAFADA E ESCROTA, PORQUE O QUE SABEM DA POBREZA E DO DESESPERO DOS POBRES DO BOLSA ESMOLA ELES APRENDERAM NAS FOTOS DO GRANDE FOTÓGRAFO, DOCUMENTARISTA E ANDARILHO DO MUNDO QUE É O BRASILEIRO SEBASTIÃO SALGADO.


    É PRECISO QUE O BRASIL CONHEÇA MELHOR O TAL DO CHICO, QUE ELE NÃO ESSA BOLA CHEIA TODA QUE OS ESQUERDISTAS AMANTES DO PT E DO COMUNISMO DE FIDEL, APREGOA POR AÍ. CHICO É UM COMUNISTA DE “ARAQUE”, BEM NASCIDO QUE GOSTA DAS MORDOMIAS QUE A VIDA ABASTARDA LHE PROPORCIONA. QUANTO ÀS COMPOSIÇÕES DE SUA “AUTORIA”, NÃO É BEM ASSIM QUE A BANDA TOCA. DIZEM AS MÁS LÍNGUAS QUE, QUEM É CARIOCA E FREQUENTOU OS REDUTOS DO SAMBA ENTRE OS ANOS 60 E 70 SABE QUE MUITOS SUCESSOS EM TESE. COMPOSTOS POR RENOMADOS COMPOSITORES, NA VERDADE SÃO COMPOSIÇÕES COMPRADAS DOS GENUÍNOS SAMBISTAS POBRES E GENIAIS OS QUAIS NÃO TINHAM CONDIÇÕES DE ACESSO AS GRAVADORAS, ALÉM DE QUE PRECISAVAM DE GRANA PARA SUSTENTAR A FAMÍLIA. PORTANTO, CHICO NÃO É UM “BOLA CHEIA” COMO MUITOS IMAGINAM, SENDO QUE O SEU PRÓPRIO PAI DEIXOU REGISTRADO NOS ANAIS DA HISTÓRIA O CONSIDERAVA UM MEDÍOCRE, QUEM SABE SEJA DAÍ QUE SAIU O REFRÃO: VAI TRABALHAR, VAGABUNDO!!!. NOS DIAS DE HOJE, CHICO NÃO PASSA DE UM BOLA MURCHA, BEBUM ARROGANTE, QUE VAGA PELO LEBLON QUANDO NÃO ESTÁ EM PARIS OU ENTÃO EM BRASÍLIA PARA “BUTAR” NO PÉ DO CIPA GRANA ESCROTA VINDO DOS PORÕES DA LEI DE CULTURA EU SE CHAMA LEI...

    P.S1.: - Vocês já perceberam: quando o PT ataca é democracia, quando é atacado é intolerância e ódio...

    P.S2.: - Vocês já perceberam que Chico não é mais um mercado. Isso ele já foi. Hoje é apenas um subproduto…

    P.S3.: - Eu já percebi e digo sem a mínima contestação ou consternação de minha parte: esse rapaz, muito me iludiu com suas palavras musicalizadas e enganadoras. Hoje, com a máscara no chão, recebe o meu maior repúdio e cuspo em sua podre memória...

    ResponderExcluir
  8. OS JORNALISTAS PICARETAS DO PT, USARAM UMA CONVERSA BESTA ENTRE MARMANJOS QUE SERVIU PARA O PT SE QUEIXAR DA INTOLERÂNCIA, E SE FAZER DE VÍTIMA. ASSUNTO PARA A IMPRENSA CHAPA BRANCA, VAZIA QUE É DE CONTEÚDO. INTOLERÂNCIA CULTIVADA PELO PRÓPRIO PARTIDO E QUE SERVIU DE MOTE NA PROPAGANDA ELEITORAL FRAUDULENTA, QUANDO A CANDIDATA DILMA CHAFURDAVA A VIDA DE MARINA AO DIZER QUE ERA AMIGA DE UMA BANQUEIRA E HERDEIRA DO BANCO ITAÚ E QUE TIRAR COMIDA DAS MESAS DOS BRASILEIROS. DEPOIS DE TER MENTIDO E TER COMPRADO A ELEIÇÃO COM DINHEIRO MELADO DE GRAXA DA PETROBRAS, A ANTA, COLOCOU NO MINISTÉRIO DA FAZENDA UM DIRETOR DO BANCO BRADESCO. AINDA BEM QUE NÃO FOI DO ITAÚ... O QUE SERÁ QUE SERÁ QUE A ANTA BIRUTA PENSA TÃO MAL DO ITAÚ E NÃO DO BRADESCO, HEIN?!?!?!


    P.S.: - O que será que será que lhe dá para um petralha defender quem não tem decência, nem nunca terá!!! quem não tem vergonha, nem nunca terá!!! quem não tem limite...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Altamir, além de burrice, você carrega muito ódio dentro de si. Sugiro que ingresse nas fileiras do Estado Islâmico. Vai ser aceito e se dar muito bem por lá.

      Excluir
  9. Para mim… hoje, ele é a Geni… Eu bem que dizia… um dia a Geni há de se vingar...

    ResponderExcluir
  10. O PT de Chico Buarque de Holanda será cassado pelo o Lava Jato. Mas ele já se extinguiu sozinho

    ResponderExcluir
  11. Para mim, o Chic Buarque, não vale a merda que atiraram na Geni. Nunca valeu. Chic, vai trabalhar vagabundo, larga a Rouanet. Ser comuna com a grana dos outros é molezinha.

    ResponderExcluir
  12. Respondendo ao anônimo viadinho Zé Furico(17:33),

    VADIA!!! SE VOCÊ ESTIVER PRECISANDO EU POSSO AJUDÁ-LA: EMPURRANDO-A GOELA ABAIXO E RETO ACIMA... AGORA, PRECISO LHE PREVENIR QUE: VOCÊ PODE ACHAR QUE ISSO É BALELA, MAS SEM CUSPE OU SEM VASELINA VOCÊ PENSA QUE NÃO, MAS QUEIMA, DOE E SAI SANGUE...

    ResponderExcluir
  13. Chico, perdoe se minha admiração não é irrestrita. Você apoia quem rouba, quem roubou e quem tem roubado, não tem discussão. De Paris, você não se importa em ver a Pátria Mãe, tão distraída, ser subtraída em tenebrosas transações. Afasta de ti esse cálice, Chico! O que será que lhe dá pra defender quem não tem decência, nem nunca terá, quem não tem vergonha, nem nunca terá, quem não tem limite? Cantei cada uma de suas canções como se fosse a última! Olhos nos olhos, dói ver o que você faz ao defender quem corrompe, engana e mente demais. Não é por estar na sua presença, mas você vai mal. Vai mal demais. Eu te vejo sumir por aí, arruinando sua biografia, que se arrasta no chão, cúmplice de malandro com aparato de malandro oficial, malandro investigado na Polícia Federal. É, Chico, você tá diferente, já não te conheço mais. Quem te viu, quem te vê! Trocando em miúdos, pode guardar as sobras de tudo que não conseguirem roubar. Apesar de você e do PT, amanhã há de ser outro dia.

    ResponderExcluir
  14. Será que os crimes da juventude do Chico, roubo e depredação de carros, já prescreveram? Não dá para ir na linha de pensamento deste cara!

    ResponderExcluir
  15. Essa história de que Chico Buarque foi "agredido" por antipetistas é ridícula. Como figura pública e notório defensor do PT, ele foi abordado por jovens que questionaram a sua posição política, algo perfeitamente natural. Pode não ter sido educado, de acordo com as regras de etiqueta da Madame Poças Leitão, mas foi longe de ser uma "agressão". Agressão foi a que Chico Buarque cometeu, há longos anos, contra Millôr Fernandes, que não era exatamente um fã de Chico Buarque. Chico Buarque encontrou Millôr Fernandes num bar no Leblon e perguntou à queima-roupa: "O que você tem contra mim?" Millôr Fernandes permaneceu em silêncio, para a raiva de Chico Buarque, que lhe deu uma cusparada. Millôr Fernandes, então, atirou o que tinha pela frente em Chico Buarque. Millôr Fernandes, sim, foi agredido por Chico Buarque.

    ResponderExcluir
  16. Ao ser hostilizado no Leblon, Chico disse que quem lê a Veja não vai muito longe... Ele foi arrogante e generalista; colocou leitores da revista numa condição alienante e questionou a credibilidade de um veículo de comunicação só por exercer o papel de trazer a público os podres de Lula, Dilma e PT. Quando Veja fez matéria de capa com José Dirceu (2003), colocando-o como herói nacional, criou um factoide?

    ResponderExcluir