terça-feira, 25 de agosto de 2015

PERGUNTE AO BISPO...


Por Altamir Pinheiro

A Diocese de Garanhuns preparou uma infraestrutura especial de logística e comunicação para a solenidade de posse do novo bispo diocesano, Dom Paulo Jackson, no domingo, na parte da tarde, 24 de agosto, na ampla praça da Esplanada Cultural Guadalajara no centro da cidade. Foi um encontro colossal que emocionou tanto os leigos como o próprio clero. Se fizeram presentes cerca de 40 mil pessoas ao evento que teve transmissão simultânea das rádios, blogs e todo o aparato de comunicação via INTERNET.

Todo o Agreste Meridional viveu a expectativa da chegada do Bispo Dom Paulo Jackson Nóbrega de Souza, de pouco mais de 40 anos, o décimo-primeiro a assumir a Diocese de Garanhuns, que possui quase 100 anos de existência. O novo prelado prometeu dedicação integral à vida missionária e muito sacrifício de sua parte. Afirmou que vai haver muito diálogo, além de procurar conhecer, conviver e fazer vistorias pastorais para melhor se relacionar com o clero como um todo. Dom Paulo, nem bem foi empossado, nem bem esquentou a poltrona e já vai fazer uma viagem, a Roma, donde, no Vaticano, irá se encontrar com o Papa Francisco no próximo dia 10 de setembro.

Alguém já disse que a igreja é acima de tudo um hospital de almas e não um teatro. Pois bem!!! Nos primeiros contatos que mantivemos com o novo bispo de Garanhuns, passou-nos uma impressão ou expressão de, a tolerância é a melhor religião. Não é à toa que, SEU LEMA, para esse novo episcopado, traduz-se em: IN VERBO TUO(latim). Ou seja, aportuguesado fica mais ou menos assim: FUNDAMENTADO NA TUA PALAVRA... Já o BRASÃO do seu bispado fundamenta-se nos desenhos ou imagens de uma manjedoura a cruz e um altar, tendo logo abaixo a bíblia sagrada.

À primeira vista, Dom Paulo, demonstra ser possuidor de um sorriso doce, profundo conhecedor do que está ao seu redor (principalmente no mundo das comunicações, louvando-se aí, a INTERNET), além de exibir ou aparentar um coração-manteiga e, consequentemente, uma alma bondosa. Daí, aproveitando a deixa e imitando ou reproduzindo o que disse o Papa Bento XVI, conclama-se a todos os católicos do Agreste Meridional que, amem seu bispo, amem seus padres. Apesar de suas fraquezas, eles são uma presença para ser apreciada na vida.


Finalmente, deixamos uma mensagem de otimismo ao novo prelado na jurisdição do Agreste Meridional dessa ordem mística, cristã e religiosa, e que tenha muitos anos de vida e de episcopado. Afinal de contas, por ser um bispo relativamente jovem, com apenas 46 anos, tem muito chão pela frente. Quem sabe, Dom Paulo Jackson, nascido em São José de Espinhara, alto sertão paraibano, passará conosco preciosos 29 anos, até completar 75, quando se despedirá ou se afastará do cargo por limite de idade. Que Deus diga amém!!!

Um comentário: