SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

SOLDADO REVELA QUE O CORPO É MESMO DE EDELSON

Uma policial que está de serviço no 9º BPM conversou há pouco com um funcionário da Rádio Jornal e disse que o corpo encontrado no Sítio Castainho, já na direção do cemitério Parque das Rosas, é mesmo o do professor de educação física Edelson Lima, funcionário do Serviço Social do Comércio SESC. Tentamos conversar pelo telefone com a delegada Débora Tenório, que está no local com agentes da Civil e PMs, mas o telefone dá fora de área.

De toda maneira após este telefonema da soldada à emissora garanhuense tudo indica que o pior se confirmou e o corpo já em decomposição é o de Edelson. Os próprios familiares teriam reconhecido, principalmente pelas vestes.  A vítima teria sido amarrada e esfaqueada.

No Facebook os moradores da cidade e região se manifestam a cada segundo, a maioria lamentando a notícia e muitos fazendo orações ou invocando o nome de Deus.

Ainda esta noite a delegada deve confirmar ou não esta versão da policial. Infelizmente se caminha para um desfecho trágico. Garanhuns está em estado de comoção e alguns ainda esperam um milagre.

Conheço Edelson desde 1995, quando tinha uma locadora nas proximidades do SESC e ele era um cliente assíduo. Excelente figura humana, com bom gosto para filmes, música e as artes de modo geral.

Se alguém fez mal a este homem trabalhador, querido pelos garanhuenses, deve ser descoberto e punido exemplarmente.

Caso tenham matado o professor que o crime não fique impune, como aconteceu no caso da menina Joana Beatriz.

ESCLARECIMENTO - Pelo que conheço da geografia de Garanhuns o Sítio Castainho fica longe do cemitério Parque das Rosas. No entanto a fonte que me informou desde às 19h28 que um corpo tinha sido encontrado na zona rural de Garanhuns usou o nome da comunidade quilombola. No segundo contato, quando me disse a localização estranhei e perguntei: "Mas esse cemitério não fica já para o lado da Mãe Rainha?". A pessoa deu a entender, no entanto, que o Sitio citado no post vai até perto dessa outra área da cidade. De toda maneira, esses detalhes geográficos não mudam nada. Edelson sumiu e seu carro foi encontrado na zona rural de Angelim. Depois o corpo do professor foi descoberto na área rural de Garanhuns. Lamentável! É esperar agora que a Justiça seja feita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário