domingo, 26 de janeiro de 2014

BRUNO MARANHÃO MORRE NO SÁBADO, DIA 25

A morte do engenheiro mecânico Bruno Maranhão, dada de forma precipitada na quinta-feira, dia 23, por uma repórter de uma rádio da capital, aconteceu de fato no último sábado, dia 25, às 16h52. O militante político, um dos fundadores do PT de Pernambuco, na década de 80 foi sepultado neste domingo, no cemitério Morada da Paz, em Paulista.

Bruno, de 74 anos, foi amigo pessoal do ex-presidente Lula e sempre em toda sua vida militou politicamente no campo da esquerda, passando pelo movimento estudantil e amargando o exílio político durante o regime militar.

Em 2006,  Maranhão chamou a atenção por causa da invasão do Congresso Nacional com um grupo de sem-terra e ficou preso mais de um mês por conta de sua participação neste ato. Pertencente a uma tradicional família de usineiros do Estado, ele atualmente era um dos líderes do movimento dos sem teto no país.

O socialista disputou a prefeitura do Recife e o Governo do Estado pelo PT, mas nunca conseguiu nenhum mandato político. (Na foto do Diario de Pernambuco, Bruno durante a invasão do Congresso, em Brasília).

NOTA 

O Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco divulgou a seguinte nota de pesar pela morte de Bruno Maranhão:

O Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores de Pernambuco (PT-PE) manifesta profundo pesar pelo falecimento de um dos seus fundadores e dirigentes, o companheiro Bruno Maranhão.

Bruno deixou seu exemplo de militante político desde antes da fundação do PT, tanto em sua militância no movimento estudantil, quando na luta contra a ditadura militar.

De posições muito firmes, era conhecido pela convivência fraterna e respeitosa com divergentes, dentro e fora de sua legenda. Em toda sua trajetória política e de vida, Bruno manifestou vocação e desprendimento para ajudar o PT em tarefas árduas que contribuíram com a divulgação do projeto do partido. Foi líder e lutador dedicado às causas dos camponeses por reforma agrária, deixando o exemplo de determinação e compromisso.

Lamentamos a perda deste estimado companheiro, mas levamos conosco a certeza de que sua contribuição para os movimentos sociais, para o fortalecimento da democracia e para e crescimento e avanço político do Partido dos Trabalhadores nos servirá de exemplo. Nossa solidariedade aos familiares. Bruno Maranhão, presente!

Teresa Leitão

Presidenta do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário