Governo de Pernambuco

Governo de Pernambuco
Festival de Inverno

Alepe

Alepe
Alepe

quinta-feira, 25 de julho de 2013

LAMENTO SERTANEJO

Ao saber da morte de Dominguinhos, o prefeito Izaías Régis resolveu enviar uma proposta à Câmara mudando o nome da Esplanada Guadalajara para Mestre Dominguinhos. No Legislativo o vereador Sivaldo Albino (PPS) se antecipou e apresentou projeto de mesmo teor, rebatizando a praça com o nome do cantor, natural de Garanhuns. Sem se identificar, uma pessoa escreve ao blog e acusa o prefeito de afrontar a Lei, por estar querendo “dar nome a um logradouro público”. O anônimo defende que isso é atribuição da Câmara Municipal.

Política às vezes é como um câncer. Não respeita nem os vivos nem os mortos.

Que importa se o projeto é do Executivo ou do Legislativo? Que importa quem é “o pai da criança”?

Dominguinhos expressou em vida o seu desejo de se enterrar em Garanhuns. Mas a briga entre os filhos, a desunião da família, fez com que Recife fosse a escolhida para receber o corpo do compositor.

Se não bastasse esse desentendimento familiar, vêm agora o Legislativo querer impedir o Executivo de propor a homenagem ao Mestre.

Na verdade quem primeiro propôs que a Guadalajara, que não tem nada a ver com Garanhuns, recebesse o nome de Dominguinhos foi meu compadre Ronaldo César. Tá lá no seu blog, pra todo mundo conferir. Quando ele teve essa ideia o artista ainda estava vivo, no hospital.

Deixemos as vaidades e o interesse pelos votos para 2014. Vamos homenagear Dominguinhos e pronto, que ele merece. Aquela praça, com esse nome fresco de Esplanada (coisa pra Brasília de Niemeyer, não é mesmo?), inventado na gestão de Silvino Andrade, só tem a ganhar com o novo nome. Principalmente se contratarem um artista plástico renomado para fazer um busto ou estátua capaz de expressar o valor do cantor, compositor e sanfoneiro nascido entre as sete colinas.

Izaías Régis como prefeito eleito com 37 mil votos dos garanhuenses tem sim o direito de propor a mudança de nome da praça. Não foi Amílcar, gestor no passado, quem batizou a Guadalajara?

Se não puder diretamente, por conta de algum empecilho legal, faz através de base, de Audálio ou da diretora Nelma. O próprio Sivaldo, por que não?

O essencial é haver o entendimento, para que Garanhuns não dê a impressão de estar brigando pelo cadáver de Dominguinhos.

O título da postagem,  Lamento Sertanejo, faz referência a uma das melhores composições de José Domingo de Morais. Uma canção de inspiração socrática magicamente interpretada pelo garanhuense e também por Gilberto Gil.

A letra é uma lição de humildade. Uma grande qualidade do ser humano, mas que muita gente esquece. Ate mesmo os que se dizem cristãos.

Por ser de lá
Do sertão, lá do cerrado
Lá do interior do mato
Da caatinga e do roçado
Eu quase não saio
Eu quase não tenho amigo
Eu quase que não consigo
Ficar na cidade sem viver contrariado
Por ser de lá
Na certa, por isso mesmo
Não gosto de cama mole
Não sei comer sem torresmo
Eu quase não falo
Eu quase não sei de nada
Sou como rês desgarrada
Nessa multidão, boiada caminhando a esmo. (Lamento Sertanejo - Dominguinhos).

8 comentários:

  1. Caro Roberto, como diz o poeta, '' venha de onde vier,chegue de onde chegar'' o mais importante neste momento é a homenagem que se deseja prestar ao nosso grande Domiguinhos.
    Apenas para relembrar e refrescar a memória, o nome de praça Guadalajara, foi de iniciativa do então prefeito Souto Dourado, homem integro e de saudosa memória, em homenagem a conquista do campeonato mundial de futebol pelos nossos valorosos atletas no ano de 1970.
    Do seu leitor e sempre admirador do seu trabalho,Solon Gomes.

    ResponderExcluir
  2. Vai mudar o nome mas o povo vai continuar chamando a Praça de Guadalajara...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AMOSTRAMENTO DAS "AUTORIDADES".Quando se esta vivo nossas autoridades não dão a mínima importância. Agora quando se morre ai "vamos fazer Homenagem". Deve-se honrar e valorizar as pessoas enquanto estão vivas, mas depois que morre não vale de nada. Nossas autoridades são muito ingratas, agora Dominguinhos morreu ai querem homenageá-los mudando o nome da praça. Dominguinhos merece ser homenageado SIM, mas não se deve mudar o nome porque esta praça é uma homenagem ao tricampeonato da seleção brasileira e mudando o nome da praça é uma forma da prefeitura pegar dinheiro para reforma-la e gastar dinheiro à vontade. Uma sugestão seria colocar o nome de Dominguinhos na BR que liga Garanhuns a São Caetano (RODOVIA MESTRE DOMINGUINHOS).
      Jonathas.

      Excluir
  3. É uma pena que os familiares de Dominguinho ter lhe tirado do direito de seu ultimo desejo, que de ser sepultado em sua terra natal, e a oportunidade de seus conterrâneos e admiradores de lhe prestar a ultima homenagem. Todos sabemos que onde você estiver, está triste por esta decisão, contra a sua própria vontade. O nosso prefeito se esforço muita para que a sua vontade, mas nestas horas, a decisão dos familiares é soberana. O filho velho de Dominguinho, que por sinal parece muito com ele, chegou a conceder uma entrevista no velório em São Paulo, que seu pai seria sepultado em sua terra natal. É isto mesmo, existe uma expressão popular que diz: "Manda quem pode, e obedece quem tem juízo". Dominguinho, saiba que você mesmo em outra dimensão, continuará vivo no coração do povo de Garanhuns.
    Sales/Garanhuns

    ResponderExcluir
  4. CARO Roberto Almeida apesar do nosso prefeito divulgar em uma Radio da cidade que a Prefeitura de nossa cidade estava de portas abertas para receber e fazer o sepultamento do nosso Eterno Forrozeiro Dominguinhos ele esqueceu que nassa Cidade não Dispõe de um Cemitério para estes tipos de sepultamentos primeiro nosso cemitério São Miguel esta super lotado já estão enterrando um em cima do outro o outro Cemitério São Cristóvão já faz muitos anos que não tem espaço para Sepultamentos já o Cemitério Particular de Nossa Cidade que fica localizado nas proximidades do Sitio Flamengo nesta Epoca só passa de trator ou de Avião muito rui o acesso mais e bom que isto aconteça para que os nossos politicos tome providencia e faça o mais rapido possivel o Cemitério de procedência em nossa Cidade URGENTE esta na hora de GARANHUNS ACORDA SOBRE ESTE PROBLEMA como o nosso coterranio vinha ser Sepultado em Nossa Cidade sem ter condições pra ser Sepultado com DEGUINIDADE esta certo a Família ou melhor sua EX esposa e muito fácil querer vaze politica com a desgraça dos outros e mostra que e o tal por que ele não foi la e conversou com a família e pediu para ter vindo de São Paulo Direto pra Garanhuns ter passado pelo menos meio dia em Garanhuns para a População de nossa querida e sofrida Garanhuns presta sua Ultima Homenagem ao nosso Príncipe da Sanfona isto ninguém lembrou Garanto que se levaste esta ideia para senhora Guadalupe ela teria aceitado mais ninguém pensa assim mais fica nossas eternas saudades ou nosso Grande forrozeiro DOMINGUINHOS . FICA NOSSO RECADO AO NOSSO PREFEITO DE GARANHUNS.

    ResponderExcluir
  5. É isso aí, Roberto. Ainda temos de lutar muito para extirpar certos vícios culturais que a gente, mesmo sem perceber, vai adquirindo. Não podemos ficar observando a moldura da janela quando o importante é o panorama que a janela descerra. Pensamos igual. Parabens Ivan Rodrigues

    ResponderExcluir
  6. QUEM DEU O NOME A PRAÇA GUADALAJARA FOI O PREFEITO DA ÉPOCA,LUIZ SOUTO DOURADO.A PRAÇA, O TEATRO E A REVITALIZAÇÃO DA AV CARUARU E DO PARQUE EUCLIDES DOURADO.

    ResponderExcluir
  7. Existe algumas especulações que o municipio irá construir um memorial ou museu, para o Mestre sanfoneiro, como sugestão: este museu deveria ser construído no terreno onde durante muitos anos foi o antigo castelinho, por trás da praça da bíblia, ao lado do colégio quinze, aquele terreno, poderia ser adquirido pela prefeitura e, seria ideal, devido a boa localização e por ser uma área nobre, daria um belo prédio moderno e com estacionamento para visitantes.
    E se tornaria um novo ponto turístico de Garanhuns.
    Brandão.

    ResponderExcluir