SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO

O ESQUIZOFRÊNICO QUE ASSOMBROU GARANHUNS E O BRASIL

Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, 50 anos, é esquizofrênico. É uma doença séria que leva pessoas a ter alucinações, delírios, alterações de contato com a realidade. O esquizofrênico tem visões, pode sentir-se perseguido, acredita ser verdade a fantasia construída pela sua mente comprometida por processos químicos e orgânicos.

Jorge Negromonte sabia de sua doença e escreveu o livro "Diário de um Esquizofrênico", que registrou em cartório e distribuiu com algumas pessoas de Garanhuns.

Seus distúrbios, claro, vêm de longe. Morou em Recife, trabalhando numa Academia de Karatê, passou por Conde (PB), Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Gravatá. Já este ano veio se fixar na Suíça Pernambucana, num bairro pobre que tem um nome lindo: Jardim Petrópolis.

O esquizofrênico, como o psicopata, pode ser altamente inteligente. E é capaz, muitas vezes, de influenciar as pessoas próximas, que acreditam em sua loucura.

Foi o que Jorge conseguiu com Isabel Cristina e Bruna Oliveira (que se passava como Jessica), suas duas mulheres, que embarcaram totalmente em sua loucura.

Conforme a polícia apurou até agora, pelo menos sete mulheres já foram vítimas da esquizofrenia de Jorge e suas comparsas. Dentre elas está Gisa e Alexandra, as duas moças de Garanhuns. Como já se sabe foram mortas covardemente, esquartejadas, tiveram a carne cortada com lâmina e os pedaços foram comidos num processo macabro chamado por eles de "purificação".

Outros moradores da cidade podem ter consumido carne humana. A própria Isabel revelou que recheou as empadinhas que vendia pelas ruas de Garanhuns com pedaços de suas vítimas.

Jorge e suas duas mulheres fazem lembrar o Hannibal, de Silêncio dos Inocentes. Ele também matava e comia a carne das vítimas. Quem diria que a ficção um dia seria realidade nesta Garanhuns bucólica de lugares bonitos e clima agradável?

Infelizmente, esse louco saiu dos grandes centros para vir morar aqui e em curto espaço de tempo praticar suas maldades e pôr a cidade no noticiário nacional, de forma negativa.

Está todo mundo chocado, arrepiado, revoltado, meio como sem acreditar. Mas tudo aconteceu de fato, aqui, pertinho de nós. Foi filmado, fotografado, registrado pela polícia e pela imprensa.

Quem é de fato Jorge Beltrão Negromonte, o personagem de "Diário de um Esquizofrênico"?

O psiquiatra Feliciano Abdon de Araújo, que trabalha num hospital em Itamaracá, arriscou um palpite no Jornal do Commercio, mesmo sem ter contato com o doente. Sua opinião:

"É impossível traçar um diagnóstico sem ter contato com o paciente. No entanto, baseado nos dados revelados até então, suponho que se trata de um esquizofrênico com surtos psicóticos que acabou contaminando (o grifo é nosso) as duas mulheres. Elas embarcaram nas alucinações dele. É um caso onde o doente não tem a menor condição de convier em sociedade".

Dito isto pelo psiquiatra, vale registrar que Jorge Beltrão e Isabel Cristina chegaram a frequentar o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial)) de Garanhuns. Uma senhora que conversou com o repórter esteve com eles lá. Contou que uma vez, durante uma das reuniões ou sessões, o paciente se enfureceu na sala, por motivo banal e por pouco não agrediu os presentes. 

O germe já estava lá, a doença já estava lá. Jorge e Isabel já estavam prontos para matar inocentes, comer suas carnes e fazer de Garanhuns o cenário de um filme de terror. Pena que ninguém tenha percebido a tempo o perigo que esses loucos representavam (e representam) para a sociedade. (Na foto Jorge e Isabel. Olhe bem e veja como as aparências enganam. Nenhum dos dois, na imagem, parece capaz de cometer crimes tão absurdos).

13 comentários:

  1. inforção esta errada, eles não estão aqui a pouco tempo, pelo contrario faz cerca de dois anos que ele mora aqui e faz tratamento no caps ,trabalho la e conheço a dupla, são antigos no caps.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto não podia esta acontecendo eles merecem morre, mais isto é pouco acima do que ele fiseram com aquelas pessoas inocentes.
      Eu so queria colocar minhas mãos em algum deles pra ver como eles iriam ficar.

      Excluir
    2. Aprenda a escrever primeiro.

      Excluir
  2. E cada uma, meu DEUS como deixam um louco insano como essse matando pessoas. Porque esse homem não estava internado. Agora com essa desculda de ser doente ele não vai ter a pena que merecia. Ser jogado na rua para linxamento.

    ResponderExcluir
  3. Como é que um entidade pública,como o CAPS, especializada e com profissionais qualificados na área, conhecendo os pacientes a mais de dois anos e, não conseguiram traçar um perfil psicologico dessas pessoas, despois de demostrar em sessão, alto grau de agressividade, e não procurar acompanhar essas pessoas de perto. mim perdoe a sinceridade, mais uma vez essa administração falha com o povo de Garanhuns, se hover um culpado pre tudo isso, é o pessoal do CAPS. Henrique Boa Vista.

    ResponderExcluir
  4. Que pena que puseram foto nesta casa sem os três meliantes dentro!

    ResponderExcluir
  5. Henrique eu não sei que culpa voce fala! mas um coisa eu vou lhe dizer,não faça esse tipo de comentário não!voce imagina o que se passa na mente humana? seja paciente CAPS ou não,a mente do ser humano é fantastica ela é capaz de tudo,imagine a sua agora lendo meu texto,culpar os profissionais do CAPS isso não tem sentido!se for assim a fabrica de bebida de teor alcólico será culpada pelas mortes de transitos,etc...motos,aviões,pense se toda vez que ouver tragedia eu culpar o profissional da area que ocorreu a tragédia,niguém fazia nada,infelizmente aconteceu! e foi aqui em Garanhuns,pessoas surtam em todos os lugares,vc nunca vi discurção em grupos de pessoas sã , que depois vai e mata o outro,então se soubersemos a hora que ia acontecer com certeza evitariamos, o perfil do trio amoroso segundo noticiários era de imaginar que mataria e comia as vitimas e ainda recheava as empadinhas e as vendia,meu caro tinha que ser um vidente e dos bons,NÃO ACUSE NIGUEM SEM CONHECER AS CAUSAS E SEUS EFEITOS,esse momento e de dor e solidariedade com os familiares das vitimas o caminho é esse Henrique.

    ResponderExcluir
  6. Concordo! Não há como prever o que se passa na mente humana, se houvesse, inexistiriam as mentiras.
    Porém, considerando o perfil psicótico das figuras, acho ke no minimo, deveriam ser acompanhadas de mais perto, com visitas domiciliares, e acompanhamento da criança que convivia com eles.
    Moro em uma pequena cidade de São Paulo, e vejo profissionais fazendo esse tipo de acompanhamento domiciliar de pessoas e familias.
    Acredito que houve certa negligencia sim, porém, não vai trzer as vitimas de volta culpar mais pessoas. A solução é qualificar melhor os profissionais que atendem o público e dar condições reais de trabalho para os mesmos, afim de evitar manchetes em rede mundial.

    ResponderExcluir
  7. Nao podemos culpar nem generalizar quem tem essa doença , vemos todos os dias tragédias desse tipo e agora vem esse senhor dizer que e culpa dos profissionais da saúde ... eu trabalho na area e nao vejo essa relação ser culpa dos profissionais

    ResponderExcluir
  8. Bom dia!!! acho que deveria haver um jeito de acabar com essas pessoas,ja na primeira vez que foi detectado esses diturbios. pois esses sáo muito perigoso para viver em sociedade. eu sou a favor do exterminio.

    ResponderExcluir
  9. Gstaria de comentar a declaracoes feitas po Alvaro Fernandes que comentou sobre canibais e entrou em assuntos que vem de encontro com o que aconteceu.Quero aqui refrescar a memoria dele,que se achando homem publico,mais antes é cidadao comum,que a igreja catolica nunca apoiou pedofilia,pois a mesma esta inserida na solciedade.Vale lembrar que na igreja dele alem de existir pedófilos,como o pastor que estrupou um menino em salvador e queimou ele vivo,tem Grethen,a feiticeira, Mara Maravilha,Carla Perez,Lesbicas,e ainda vendem o nome de JESUS para construir patrimonios com dinheiro dos otários.Quero lembrar para este cidadao que ele tire primeiro o cisco do olho dele para poder olhar o dos outros.Estas atirzes e cantoras citadas acima confimar legalmente que pertecem a igreja dele,e nenhum pastor atéagora foi a midia falar que nao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pastor na mídia.

      Grehen - NÃO é e nunca foi convertida ao evangelho.
      A Feiticeira, na verdade JOANA PRADO que é esposa do VITOR BELFORT são pessoas comprometidas com o evangelho.
      Mara Maravilha é crente e séria.
      Carla Perez não tem compromisso nenhum.

      Quanto ao caso em Salvador, do Lucas Terra devemos lembrar que a UNIVERSAL é uma empresa. Não podemos chamar aquilo de Igreja.E peço desculpa à senhora pela atitude do Alvaro.

      Excluir
  10. JOANA PRADO DEVERIA SER CANONIZADA AINDA EM VIDA PELOS EVANGÉLICOS.SERIA UMA BOA .ME DIGAM QUAIS INSTITUIÇÕES BENEFICENTES ELAS CRIARAM COMO O AIRTON SENA E OUTROS.

    ResponderExcluir