Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quarta-feira, 21 de julho de 2010

LULA AVALIA QUE SERRA PERDEU O RUMO

O presidente Lula, que estará em Garanhuns na próxima sexta-feira, está mais otimista com a campanha de Dilma Roussef. No entender do petista, Serra perdeu o rumo da campanha e por isso vai sofrer prejuízos eleitorais.

Confiram algumas considerações feitas pelo jornalista Josias de Souza, da Folha de São Paulo:

Lula acha que, ao vincular o PT ao narcotráfico, o vice de Serra, Índio da Costa (DEM), empurrou o rival tucano para uma radicalização que o prejudica.

O presidente andava incomodado com Serra. Enxergava o discurso acomodatício do adversário de Dilma como uma “jogada inteligente”.

Além de poupá-lo de críticas, Serra vinha escorando a campanha na promessa de manter e ampliar os programas que funcionam no governo.

Depois do “efeito Índio”, imagina Lula, ficou mais difícil para Serra dissimular a condição de candidato de oposição.

Tomado pelo que disse nas últimas horas, o presidente planeja realçar a presença do DEM na chapa de Serra. Quer que o PT faça o mesmo.

Para Lula, ao sair da sombra, Índio, "um vice despreparado", grudou na imagem “progressista” que Serra tenta passar o contraponto conservador do “PFL”.

O presidente só se refere ao partido aliado de Serra pelo nome antigo. Recusa-se a chamar o ex-PFL de DEM.

O petista repete um mantra que ouve dos marqueteiros desde 2002, quando ainda era assessorado por Duda Mendonça: baixaria não dá votos, tira.

Viu nas últimas declarações de Dilma –“Não vou rebaixar o nível”— um acerto.

Mantém a ideia de avocar para si a tarefa de “desconstruir” o discurso continuísta de Serra.

Algo que pretende fazer, sobretudo, na propaganda de televisão. Vai ao ar a partir de 17 de agosto. Mas Lula já começou a gravar.

O presidente repete entre quatro paredes algo que dissera a José Sarney há duas semanas. Ele soa convencido de que é grande a chance de Dilma prevalecer no primeiro turno.

Um comentário:

  1. Serra, que vem lutando para ser Presidente da República, Homem sério, tem experiência como administrador, foi um excelente Ministro da Saúde, realizou um bom governo em São Paulo, vai aos poucos vende suas chances de assumir o Palácio do Planalto indo de água a baixo. A sua campanha está emperrando no seu vice que além de ser uma pessoa intragavel não tem expressão política e fala pelos cotovelos.
    A situação de Serra fica cada vez mais difícil pois além de enfrentar o favoritísmo de Lula, mesmo que sua candidata também não seja la essas coisas, ainda coloca como companheiro de chapa um político sem preparo, sem prestígio e sem voto, parte mais importante de uma eleição. Saber escolher um vice é importante pois é ele o subistituto imediato do governante. Já pensou se o Serra ganha a eleição e por um motivo qualquer é impedido de assumir e o Brasil passar a ser governado por """INDIO DA COSTA""" Mas, me respondam: Quem é indio da Costa? Nos merecemos.
    Em uma certa eleição, em Garanhuns, quando o então candidato a prefeito foi a imprensa e disse: meu vice prefeito é o empresário fulano de tal, um vereador, da época, de oposição e o candidato a prefeito festejaram a vitoria antecipada e não deu outra: venceram a eleição. Mau escolha de um vice. Quando Serra divulgou o nome do seu vice, perdeu meu voto. Não é grande coisa, é apenas um voto mas se outras pessoas comungarem da minha idéia?
    Está cada vez mais fácil para Lula eleger "seu poste" e pelo andar da carroagem ainda no primeiro turno.
    É LULA e mulher da bunda grande: nunca ví ter tanta sorte!

    ResponderExcluir