SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

A DESIGUALDADE SOCIAL E A INTERNET


Muito do acesso à internet ainda se dá através de lan houses como essa da foto
Desigualdades regionais também são observadas no acesso à internet. As regiões Sudeste (40,3%), Centro-Oeste (39,4%) e Sul (38,7%) apresentam os maiores percentuais de uso, enquanto o Norte (27,5%) e o Nordeste (25,1%) estão em patamar inferior. O acesso atingiu o maior percentual no Distrito Federal (56,1%) e o menor, no Piauí (17,8%).Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que o pernambucano está mais conectado à internet. Em três anos, o aumento do número de internautas chegou a quase 100%. Os jovens é que são os maiores navegadores da rede.

De acordo com os dados, nos últimos três anos o percentual de usuários quase dobrou em Pernambuco. O aumento foi de 97,7%, o que representa um crescimento maior que o do próprio Brasil, que teve um índice de 75,3%.

A pesquisa do IBGE aponta que o jovens são os que mais usam a rede mundial, principalmente na faixa dos 15 aos 17 anos.

Os pesquisadores também constataram que o acesso à internet é proporcional à escolaridade e à renda familiar. Entre as pessoas que recebem mais de cinco salários mínimos, quase 76% acessam a internet, enquanto que entre as que ganham até 1/4 do salário mínimo, apenas 13% entram na rede mundial de computadores.

E mais da metade dos usuários pernambucanos, 63,7%, moram na Região Metropolitana do Recife.

Nenhum comentário:

Postar um comentário