Festival Viva Dominguinhos

Festival Viva Dominguinhos
A valorização da música regional

quinta-feira, 20 de abril de 2017

ROBERTO FAZ 76 ANOS E LANÇA TRÊS CANÇÕES INÉDITAS

Natural de Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, o cantor Roberto Carlos completou ontem, Dia do Índio, 76 anos de idade.
O artista nasceu no outono de 1941, filho do relojoeiro Robertino Braga e da costureira Laura Moreira.
Sua primeira apresentação em rádio aconteceu com apenas 9 anos de idade, na emissora da cidade natal, com o incentivo da mãe.
Ao chegar a adolescência Roberto foi morar com uma tia, no Rio de Janeiro e começou a se apresentar em bares e boates da então cidade maravilhosa.
“Ralou” muito para lançar seus primeiros discos, dois compactos e um LP, que não fizeram muito sucesso no início.
Começou a aparecer com a música “Parei na Contramão”, ficou mais conhecido ainda com “O Calhambeque”, que é uma versão e virou fenômeno com a música “Quero que vá tudo pra o inferno”, que tocou seis meses sem parar em todas as rádios do Brasil.
A partir daí virou ídolo de um movimento chamado “Jovem Guarda”, com direito a programa semanal na TV Record de São Paulo.
Ao longo da carreira compôs, a maioria em parceria com Erasmo Carlos, mais de 600 canções.
Alguns dos seus maiores sucessos: Quero que vá tudo para o inferno, Detalhes, Cavalgada, Jesus Cristo, Como é Grande o Meu Amor por Você, Caminhoneiro, A Distância, Amor Sem Limites, Emoções, O Portão e Mulher de 40.
Em 2012, já setentão, emplacou o hit “Esse Cara Sou Eu”, tema de um personagem na novela Salve Jorge, da TV Globo.
Do final do ano passado para cá lançou três músicas inéditas: Chegaste, gravada em dueto com Jennifer Lopez,  Vou Chegar Mais Tarde em Casa e Sereia, está última feita para mais uma novela da Globo.

Um CD com quatro músicas, incluindo "Esse Cara Sou Eu", vendeu mais de um milhão de cópias num tempo em que a indústria de disco já estava em decadência.

O áudio no YouTube com o dueto de Roberto com Jennifer Lopez já está com mais de 10 milhões de visualizações.
Roberto Carlos é alienado da política, se repete na maioria das canções, a maioria falando de amor, mas não se pode deixar de reconhecer que é um bom intérprete, tem uma voz agradável e fez algumas das melhores canções românticas do Brasil, em mais de 50 anos de carreira.

Está velho mais ainda é tido por muitos como o Rei da Música Brasileira.

Um comentário:

  1. EM QUE PESE A IDADE DO CARA: EU, SERGIO ENDRIGO E GIULIANO GEMMA ADORAMOS ESTA MÚSICA: La festa è appena cominciata / È già finita...

    ResponderExcluir