Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 21 de abril de 2017

O FILME PROIBIDO DA APRESENTADORA XUXA MENEGHEL

Em 1982 o Brasil ainda vivia uma ditadura militar e as obras artísticas – no cinema, no teatro, na literatura ou na música – precisavam antes de chegar ao público passar pela censura.
Naquele ano, em que muitos trabalhos foram impedidos de chegar às telas, livrarias ou palcos, por decisão dos empregados do governo arbitrário, o cineasta Walter Hugo Khouri realizou o polêmico “Amor Estranho Amor”, com cenas ousadas de nudez, mulheres assediando sexualmente um menino de 10 anos e até uma relação incestuosa entre mãe e filho.
O filme tem no elenco belas atrizes como Vera Fischer, quando esta era possivelmente a mulher mais bonita do Brasil (está deslumbrante nesta produção), Íris Bruzzi e Xuxa Meneghel, então uma desconhecida, que participou das filmagens com apenas 16 anos, além de Tarcísio Meira que era o grande galã da época no Brasil e o bom ator Otávio Augusto, ainda hoje atuante, principalmente nas novelas da TV Globo.
Walter Hugo Khouri (foto acima) era um diretor intimista, fã do sueco Ingmar Bergman, que nos seus filmes explorava muito os dramas humanos, com uma pequena dosagem de análise psicológica e muito sexo. Ele sempre trabalhou com mulheres bonitas e foi o primeiro a revelar Xuxa no cinema.
"Amor Estranho Amor" passou pela censura, teve algum impacto perante a crítica e o público, mas passou a chamar atenção mesmo, anos depois, quando foi proibido por Xuxa, que tinha virado a "Rainha dos Baixinhos" e não queria mais seu nome associado a uma produção de conteúdo pornográfico.
Xuxa, no filme, vive um dos principais personagens, uma mulher de 18 anos que tem uma relação sexual com um menino na faixa dos 10 anos de idade.
O garoto é interpretado por Marcelo Ribeiro, que depois virou mesmo ator de filme pornô, trabalhando numa famosa série de gênero, intitulada de "Brasileirinhas".
A censura não proibiu "Amor Estranho Amor", mas a Xuxa, já com o Brasil vivendo uma democracia, conseguiu a retirada das cópias das locadoras e o longa também não pode mais ser exibido no cinema.
Interessante é que por esses dias foi postada uma cópia bastante sofrível (em termos de qualidade) do filme de Khouri no YouTube.
Vale a pena ver, apesar da imagem ruim, por conta das atuações impecáveis de Vera Fischer (foto ao lado), Tarcísio Meira e de outros atores. E também da Xuxa, que apesar de não estar ainda tão bonita como veio a ficar quando chegou aos 20 anos, exibe já um corpo de mulher bastante atraente, uma visão que realmente não é de se desprezar.
"Amor Estranho Amor" não é só safadeza, como alguém poderia imaginar. O longa trata de prostituição na alta sociedade, envolvendo políticos e grandes figurões.
As cenas de amor, mesmo que envolvem o menino, não são gratuitas e nem grosseiras, pois o diretor do filme era um cineasta refinado, com pretensões intelectuais.
Talvez ainda hoje "Amor Estranho Amor" seja capaz de chocar, principalmente quando mãe e filho vão para a cama, numa das cenas mais ousadas do cinema nacional.
Não dá para entender como este filme está à disposição dos cinéfilos pelo YouTube. Talvez a Xuxa ainda não saiba ou não veja mais razão para continuar proibindo a obra cinematográfica. 
Produtores ligados ao longa de 1982 lutaram na justiça tentando sua liberação, mas não existe informação até agora de que tenham conseguido suspender a proibição.
*Walter Hugo Khouri morreu em 2003, aos 73 anos de idade. "Noite Vazia", de 1964 é considerado pela crítica como sua obra prima no cinema.

Um comentário:

  1. HOJE MAIS DO QUE NUNCA DEVERIA VOLTAR A CENSURA! DADA A QUANTIDADE DE MERDA QUE TEM NA TV!

    A INTERNET NÃO PRECISA DE CENSURA, POIS CADA UM VER O QUE QUER, JÁ NA TV, HOJE EM DIA O POVO MAIS POBRE QUE NÃO TEM ACESSO À INTERNET SÓ RECEBE ESSE AMONTOADO DE MERDA DA TV GLOBO!

    OS JOVENS NÃO TÊM ACESSO A UM BOM DOCUMENTÁRIO NO FIM DA TARDE COMO EU TINHA QUANDO CRIANÇA NA TV CULTURA, QUANDO CHEGAVA DA ESCOLA E IA ASSISTIR À ENCICLOPÉDIA ELETRÔNICA E AO XTUDO...

    HOJE OS JOVENS SÓ TEM ACESSO À PUTARIA, IMORALIDADE, MAU CARATISMO NA MALHAÇÃO E DEMAIS NOVELAS E EM PROGRAMAS DE TV! O GOVERNO DEVERIA CAÇAR A CONCESSÃO DE TODOS ESSES CANAIS DE TV!!

    ResponderExcluir