Festival Viva Dominguinhos

Festival Viva Dominguinhos
A valorização da música regional

segunda-feira, 6 de março de 2017

KIARA RIBEIRO POR INTEIRO

Com apenas sete anos de carreira, Kiara Ribeiro, natural de Garanhuns, é uma das cantoras que mais vem se destacando na cena musical da cidade e região, nos últimos tempos.

Admirada por pessoas de diferentes classes sociais, a artista desde criança sentiu a inclinação pela música.  Cantava em casa, em família, para “si mesma”, sem imaginar no começo que iria se profissionalizar e viver do seu dom, do seu talento.

“Apesar de não ter cantores dentro de casa - embora tenha primos que cantam - desde cedo fui envolvida com arte, dança, moda, TV... Eu gravava comercial, desfilava, no entanto eu não achava que seria cantora, porque apesar de consumirmos muita música em casa, de ter meus ídolos musicais na infância, eu cantava de maneira despretensiosa, atendendo a mim mesma, como costumamos dizer. A música foi, porém, foi me possuindo de tal maneira que sem ter havido um momento que se possa definir como crucial,  de repente eu já era cantora,  naturalmente”, disse Kiara para o blog, de uma maneira muito sincera. 

Ela é a caçula de três irmãos e foi conduzida pela primeira vez ao palco pelo conterrâneo Dominguinhos, fato marcante em sua trajetória.

A vocação veio desde cedo e a cantora revela que não tem na memória, desde criança até chegar à fase adulta de ter desejado outra coisa na vida que não fosse o palco.  “Eu sempre quis ser artista com toda convicção, isso é unânime entre toda família e amigos, e eu buscava isso como um plano de realização para minha vida”, salienta.

Kiara Ribeiro se formou  em  Administração e Marketing, pois o curso superior era como uma exigência da família. Ela, no entanto, nunca exerceu a profissão, porque logo após terminar a faculdade já buscava aulas de música, iniciava o caminho da profissionalização,  fazia alguns trabalhos até como hobby, participava do show de amigos, fazia backing para o “amigo irmão” Cezzinha do Acordeon.  “Até que um dia ele me levou pra conhecer Dominguinhos e músico famoso ficou extremamente feliz e emocionado em saber que eu era da terra dele”, completou.

Dominguinhos a convidou para seu show, a apresentou ao público e  abriu espaço para que ela pudesse cantar, como que se apegando à conterrânea,  a quem deu conselhos profissionais

“A partir daí  eu não parei mais, logo fui empresariada e comecei a fazer shows profissionalmente,  dentro e fora de Pernambuco. Posso dizer que minha carreira começou aí e  já são sete anos desse trabalho e nesse período já tive o prazer de dividir o palco com grandes artistas,  ídolos como Daniela Mercury e vários outros nomes importantes da música popular brasileira..

Segundo Kiara, existe uma especulação muito grande em torno da sua identidade musical autoral, uma vez que ela já cantou diversos ritmos, trilhando o caminho de 99% dos artistas. A garanhuense encara esse percurso como uma viagem pelo universo da música, de maneira a se conhecer mais, descobrir onde quer chegar.

No carnaval fez música baiana de trio, nos festivais interpretou MPB, no São João cantou o nosso forró e este ano pretende definir o seu trabalho autoral, voltando-se mais para o samba.

Há seis anos, confessa,  teve um encontro com o samba,  quando introduziu o ritmo dentro do seu repertório,  simplesmente por intuição.  “Mas o samba engoliu a minha apresentação e se sobressaiu de tal maneira que se tornou uma constante, foi uma comoção geral por parte do público, diante disso eu fui calmamente mergulhando, estudando e me envolvendo e me encontrando dentro do samba. Em dezembro de 2016 realizei o meu primeiro show totalmente à base do samba, e foi a minha melhor e mais realizadora apresentação”, ressaltou.

Após todas essas experiências, que considera enriquecedoras, a artista afirma com muita clareza e tranquilidade que é uma cantora de samba. “Samba é o que o público pode esperar de mim, seja o samba do recôncavo, seja o samba reggae e seus ancestrais, o samba carioca... Mas sim,  o samba é a minha casa agora”, sintetizou. 

O ritmo a escolheu, acredita, e diz que é uma coisa forte, intensa, realizadora, abrasadora e energética. “O público sente e eu amo”, acrescenta, com paixão.

Kiara revela que teve muitas influências no meio artístico, confessa ser uma apaixonada por música, respeitando todos os gêneros.

A seu ver a melhor cantora do Brasil é Maria Bethânia, contudo gosta muito também de Alcione, Alceu Valença, Roberta Sá e Diogo Nogueira, que a inspira muito.

Existe uma artista que a garanhuense  faria tudo para conhecer, pois a ama intensamente, mas infelizmente isso não será mais possível, pois Clara Nunes, um dos grandes nomes da MPB não está mais entre nós, nos deixou muito cedo.

Finalizando o seu depoimento ao editor do blog, Kiara Ribeiro disse que “o público pode aguardar em 2017 um trabalho 100% autoral, conceitual, com a minha cara a minha essência, sonoridade, feito de todo coração e originalidade, porque é isso que o artista deve aos seus seguidores:  respeito e verdade no que se propõe”.

 Abaixo, alguns prêmios e participações importantes de Kiara na cena musical pernambucana: 

GANHADORA DO TROFÉU ACINPE 2013 PELA VOTAÇÃO DOS CRÍTICOS - MELHOR ÁLBUM CATEGORIA MPB
FESTIVAL DE INVERNO 2011
FESTIVAL DE INVERNO 2013
FESTIVAL D INVERNO 2014
FESTIVAL DE INVERNO 2015
FESTIVAL DE INVERNO 2016
FESTIVAL DA JOVEM GUARDA 2013
GALO DA MADRUGADA 2013
BLOCO DAS VIRGENS 2012
BLOCO DAS VIRGENS 2013
BLOCO DAS VIRGENS 2015
BLOCO DAS VIRGENS 2017
FESTIVAL VIVA  DOMINGUINHOS 2014
FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS 2015
FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS 2016

Além de se apresentar regularmente em Garanhuns, a cantora já fez diversos shows em cidades de Alagoas, de Sergipe, da Bahia e Paraíba.


Com sua beleza, simpatia, talento e energia, Kiara Ribeiro tem tudo para ir mais longe e se tornar uma estrela cada vez maior no universo da Música Popular Brasileira.

*Nas fotos, disponibilizadas pela própria Kiara, alguns momentos marcantes da trajetória da cantora garanhuense.

Um comentário:

  1. ate hoje nao compos nem uma música so canta musica dos outros aqui em garanhuns e regiao tem muitas melhores.

    ResponderExcluir