QUEM VAI DISPUTAR O SEGUNDO TURNO DA ELEIÇÃO DE PERNAMBUCO?

Faltando pouco mais de 50 dias para a eleição de 2 de outubro, são grandes as chances da eleição de Pernambuco ser definida apenas num segundo turno.

Para alguns, a deputada Marília Arraes já está definida na segunda etapa do processo, mas pessoalmente acho que ninguém se garantiu ainda.

Temos cinco candidatos competitivos e a meu ver todos têm possibilidades de estar num eventual segundo turno.

Logicamente, por estar liderando as pesquisas desde março, com uma boa vantagem em cima dos concorrentes, à candidata do Solidariedade basta administrar bem sua campanha de agora por diante para chegar no dia 2 na frente dos concorrentes.

E no caso de Marília se garantir no segundo turno quem irá disputar com ela?

Todos têm chances. Vamos analisar cada candidatura.

Raquel Lyra (PSDB) começou na frente, depois da entrada de Marília ficou em segundo lugar e segurou até recentemente.

Uma das pesquisas divulgada esta semana mostrou ela saindo da vice-liderança.

É natural a queda de Raquel. Ela perdeu apoios importantes, agregou poucos prefeitos e deputados ao seu projeto e a falta de um palanque nacional também a está prejudicando.

A ex-prefeita de Caruaru terá pouco tempo na propaganda eleitoral de rádio e televisão, o que pode ser o tiro de misericórdia, caso seu marketing seja inferior ao dos adversários.

Anderson Ferreira (PL) é o único candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro em Pernambuco e está se beneficiando deste fator.

Como o atual dirigente do país aparece nas pesquisas feitas no Estado com cerca de 30% das intenções de voto, tende a impulsionar a candidatura de Anderson, que tem ainda ao seu lado a maioria dos evangélicos.

O problema do ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes é que sua força se limita à Região Metropolitana do Recife. Terá menos de um minuto de Guia Eleitoral, o que poderá fazer a diferença.

O ex-prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, como Raquel está sendo prejudicado pela falta de palanque nacional.

Já foi vinculado a Bolsonaro, agora não está com o atual presidente nem com Lula e seu partido, o União Brasil, não tem um nome de expressão na disputa nacional.

Miguel é bom de discurso e terá o segundo maior tempo no rádio e televisão. Se usar bem o palanque eletrônico terá chances.

Deixamos por último Danilo Cabral (PSB), o candidato do governador Paulo Câmara e do presidente Lula.

Teve dificuldades enormes até agora para crescer um pouco. Esta semana pela primeira vez apareceu em quarto lugar numa pesquisa, mas já em empate técnico com quem está em segundo e terceiro.

O candidato da Frente Popular tem o apoio de mais de 120 prefeitos, do maior número de deputados e sua coligação é formada por maior número de partidos. 

Terá no rádio e TV o dobro do tempo de Miguel Coelho e três vezes o espaço de Marília Arraes.

Bem utilizada pelo marketing, a propaganda eleitoral pode fazer Danilo crescer o suficiente para chegar ao segundo turno.

Assim, todos os citados estão no jogo. É aguardar a campanha nas ruas e nos meios de comunicação, que começa no dia,  16 para saber se os humores da população vão mudar.

Por enquanto, há sinais de anseio de mudança. A oposição tentará ampliar esse sentimento e o governo terá a difícil missão de pregar a continuidade. 

2 comentários:

  1. PAULO CAMELO: É a festa da Direita e da Centro-direita, esta via Marília Arraes. Além do domínio familiar. Alguma dúvida?

    ResponderExcluir
  2. O Galeguinho de Petrolina tem tudo pra receber o diploma de governador, pois no SEGUNDO TURNO vai receber o apoio de Raquel, Anderson e 100% do PSB. A rejeitada netinha do Arraes vai sofrer uma carga de humilhaçao daquelas de largar o choco, até porque pisou na bola ao se juntar com a mundiça do cacique direitão Inocêncio Oliveira.

    P.S.: - Anderson tem uma carreta de votos na área metropolitana; já o PSB tem um pingado bom em cerca de 100 prefeituras; e Raquel Lyra é a mainha da região agreste. Petrolina, Caruaru e Jaboatão dos Guararapes, tranquilamente, vão empossar o Galeguinho como o mais novo governador de toda a história política de Pernambuco.

    ResponderExcluir

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA
FINANCIAMENTO PARA CASA PRÓPRIA