PESQUISA DO OPINIÃO NÃO BATE COM A DO REAL TIME BIG DATA

Pesquisa do Instituto Opinião, divulgada nas primeiras horas desta terça-feira, dia 9, traz um resultado discrepante em relação do Real Time Big Data, que publicou seus números ontem à tarde.

De acordo com o instituto de Campina Grande, a candidata do Solidariedade, Marília Arraes,  tem uma vantagem bem maior, mais de três vezes o percentual da segunda colocada, Raquel Lyra.

Pelo Real Time, a neta do ex-governador Miguel Arraes aparece com o dobro de intenção de votos da ex-prefeita de Caruaru.

Outra diferença está na posição de Anderson Ferreira e Miguel Coelho. Pelo Real Big Data, o ex-prefeito de Jaboatão dos Guararapes ficou em segundo, empatado com Raquel, Danilo cresceu e passou Miguel, que caiu para quinto.

O Instituto Opinião mostra Raquel e Miguel empatados tecnicamente, Anderson um pouco atrás e Danilo estacionado, com menos de 5%.

Um dos dois está errado. Não parece apenas uma questão de metodologia.

O Opinião, em 2020, errou feio em Garanhuns. Há 15 dias da eleição divulgou uma pesquisa dando ampla vantagem a Silvino, que perdeu a eleição para Sivaldo Albino.

Uma pesquisa feita em Garanhuns no mesmo período, pelo Instituto Contexto, já mostrava o empate técnico entre Sivaldo e Silvino.

*A pesquisa do Opinião foi divulgada depois da meia noite no Blog do Magno (arte).

Um comentário:

  1. PAULO CAMELO: Tem o Instituto Paraná, o qual tem um contrato com o governo Bozo de cerca de R$1.600.000,00. Em sua primeira pesquisa já acusava Bozo próximo de Lula. Voltando a PE, à primeira vista me parece que a pesquisa do Instituto Opinião, está mais próxima da realidade. Mas, o importante é que sejam divulgados os valores pagos pelas pesquisas, bem como os patrocinadores e a metodologia utilizada. Pois há pesquisas por telefone e outras presenciais. Portanto, a metodologia influencia bastante no resultado. Na Eleição municipal de 2020, havia realmente um empate técnico entre Silvino e Sivaldo. Lembrando que Sivaldo só ganhou com uma diferença de cerca de 2.000 votos, por causa do seu vice Pedro Veloso, o qual levou Sivaldo para a classe média, o próprio PT que deu o verniz de esquerda que Sivaldo não tem, e por fim a campanha que fizeram contra o candidato Paulo Camelo ao divulgarem na mídia online e no "Boca a Boca" que a população não deveria votar em Paulo Camelo, porque Sivaldo iria perder e Silvino ganharia. Pura mentira. Pior que, hoje, Sivaldo e Silvino reataram a aliança. OK, Moçada!

    ResponderExcluir

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA

SUBSÍDIO PARA COMPRA DE CASA
FINANCIAMENTO PARA CASA PRÓPRIA