ALEPE

ALEPE
ALEPE

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

AINDA O FESTIVAL DO JAZZ

Ivan Rodrigues (PSB) acredita que o prefeito Izaías Régis (PTB) não vai realizar o Festival de Jazz para fortalecer o Viva Dominguinhos, porque este último teria sido criado em sua gestão e o primeiro no governo de Luiz Carlos.

Já Paulo Camelo, do PCB, escreveu um texto relatando as perdas de Garanhuns nos últimos 40 anos e acha que tudo é “culpa da Legião Estrangeira”, inclusive a não realização do Festival de Jazz.

O principal motivo do evento marcado para fevereiro ter sido cancelado deve ter sido mesmo porque o dinheiro anda curto e o prefeito foi obrigado a fazer uma opção.

Assim, pragmático, prefere trazer Elba Ramalho para o forrobodó de abril, do que Tico Santa Cruz (foto) no período do Carnaval. Se algum dos dois influir no voto em outubro de 2016 – o que é pouco provável – com certeza a paraibana ganha com folga.


Para os que amam tanto o jazz e estão chorosos por não poder ouvir a música criada pelos negros americanos de Nova Orleans, no início do século XX, resta a opção de convocar a “tribo” e conferir o Festival em Gravatá. Uma van ou talvez mesmo um Fiat Uno dá pra levar todo mundo.

4 comentários:

  1. .......... resta a opção de convocar a “tribo” e conferir o Festival em Gravatá. Uma van ou talvez mesmo um Fiat Uno dá pra levar todo mundo... QUE IRONIA, HEIN GENTE!!! Pois bem!!! Perguntas que não querem calar e que vivem azucrinando os ouvidos do público em geral e da sociedade como um todo no que diz respeito ao período de carnaval do ano que vem na cidade de Garanhuns. Daí, indaga-se: Por que o Prefeito Izaías Régis disse NÃO ao 8º Festival de Jazz de Garanhuns?!?!?! O que levou o prefeito de Garanhuns desistir do Festival de Jazz?!?!?!

    Tentando dar uma satisfação a sociedade, A assessoria de imprensa do prefeito publicou uma nota com a seguinte alegação: “Pesquisas realizadas pelas secretarias envolvidas, junto à rede hoteleira, ao comércio e o 9º Batalhão da Polícia Militar E POR MEDIDAS DE PRUDÊNCIA E RESPONSABILIDADES chegaram a conclusão que, Com base nessas informações, associadas aos custos de cada evento no ano de 2015, o resultado foi que o evento de maior custo por participante e quem apresentou o menor retorno econômico, foi o Garanhuns Jazz Festival.”; - O Blogueiro Ronaldo Cesar foi lacônico ao afirmar: “Ficou a impressão para todo mundo que a decisão de Garanhuns desistir do Jazz TEM OUTROS MOTIVOS”.

    Na mosca!!! Realmente, seu cancelamento tem outros motivos, dentre eles, destaca-se O FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS... Pois bem!!! O ex prefeito Ivo Amaral em suas duas passagens pela prefeitura do município deixou várias marcas de sua fértil administração. No entanto, a que mais se destacou e vai viver pela eternidade é o FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS, que foi criado por sugestão do historiador Marcílio Reinaux.

    O prefeito de Garanhuns neste seu primeiro mandato tá deixando sua MARCA REGISTRADA como um administrador "obreiro" ou, como dizem alguns analistas políticos, "desenvolvimentista". Mas, ele quer mais: Ele pretende conquistar um nível de notoriedade maior e valioso na sua passagem pela prefeitura e quer deixar um legado pelo reconhecimento de uma marca conquistada pelo seu governo e essa marca registrada que é seu grande sonho de consumo que tanto persegue tem um nome, chama-se FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS...

    2016, por ser um ano eleitoral e, financeiramente, os municípios estarem sobrevivendo a pão e água, haja vista no plano federal o país está sendo governado por uma pessoa inapta e incompetente, levando o país a um caos econômico generalizado. Portanto, sabidamente, o prefeito Izaías Régis se resguardou, recolheu-se, vai juntar uns “troquinhos” e jogá-los na menina dos seus olhos que é o FESTIVAL VIVA DOMINGUINHOS, através de melhores atrações, cachês mais substanciados para artistas de renomes nacional e consolidar de uma vez por toda a marca de um festival criado por iniciativa dele. Persistente e sonhador, movido pela sua força motriz de empreendedor, mesmo assim, nesse exato momento o prefeito se apercebeu de, há uma hora em que as coisas não cabem dentro do molde como a gente gostaria que fosse, por mais vacilante que este seja, por mais complacente que se mostre, por mais tolerante que se pretenda, porém tem de se puxar o freio de mão e colocar em cena a prudência e responsabilidade. Tal dificuldade ele detectou com bastante serenidade e antecedência, podendo até pagar um preço muito alto pela decisão tomada. Porém, o tempo se encarregará de resolver tal pendenga. De resto, bye, bye, Garanhuns Jazz Festival e que venha o VIVA DOMINGUINHOS...

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você Roberto, como também tem blogs que Depois de se vender para alguns políticos para fazer Politicagem não tem mas uma Kombi de audiência ou um FUSCA.

    ResponderExcluir
  3. Só uma pergunta. Cadê meu comentário. Não passou pela censura?

    ResponderExcluir
  4. Não li o seu comentário, assim no posso ter censurado o mesmo. Normalmente as observações assinadas, como é o seu caso, são respeitadas e publicadas na íntegra a não ser que de alguma forma desrespeitem pessoas e os leitores. Se for de seu interesse envie novamente o comentário para o meu e-mail pessoal robertoalmeidacsc@gmail.com

    ResponderExcluir