Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa
Assembleia Legislativa

quinta-feira, 20 de março de 2014

VEREADORES SE PREOCUPAM COM EXCESSO DE VELOCIDADE NAS RUAS DE GARANHUNS

O vereador Gersinho Fillho apresentou requerimento na Câmara solicitando a implantação de redutores de velocidade na Avenida Ruber van de Linden. Pediu também um semáforo no cruzamento com a Avenida Celso Galvão, nas proximidades do Instituto Bíblico e um outro no cruzamento da Avenida Agamenon Magalhães com a Rua São Francisco de Holanda Filho, no bairro de Heliópolis.

Já o vereador Zaqueu Lins, também preocupado com o movimento crescente e o excesso de velocidade nas ruas da cidade, por conta própria está instalando quebras molas no Indiano, Parque Fênix e Cohab III.

A questão do trânsito em Garanhuns se torna mais séria a cada dia. A impressão que se tem é que toda semana trazem algumas carretas de automóveis e jogam nas ruas, que estão ficando sem espaço.

Para completar, existem uns loucos ou irresponsáveis que fazem das nossas avenidas pistas de corrida.

A Rua Deolinda Silvestre Valença, que dá acesso à Cohab II, loteamentos e o Conjunto Residencial Manoel Camelo, também já está ficando com uma movimentação de carros fora do comum. O pior trecho ou pelo menos o mais perigoso, fica perto do Mercado Dia a Dia. São veículos a todo instante, alguns em alta velocidade, e não tem lombada, nem semáforo, tartarugas ou faixas de pedestres para proteger os moradores.

A direção da AMTT e os vereadores Zaqueu e Gersinho estão convidados a dar uma olhada na área. Antes que aconteça mais um acidente sério.

Fotos: 1) Gersinho Filho; 2) Zaqueu Lins

8 comentários:

  1. E também deveriam ver aqui na frente do Mercado Bonanza na Barão Do Rio Branco- Centro. Tá um perigo o transito ali também. Desde já Agradeço.

    ResponderExcluir
  2. Considero relevante a preocupação com a velocidade mas e quanto os demais problemas.
    Falta de vagas para estacionar.
    Controle do trânsito para que não aconteça pequenos entraves nas vias.
    Melhoras na sinalização horizontal e vertical e etc...

    ResponderExcluir
  3. Importante essa preocupação aqui no Indiano os condutores fazem até rachas ... agora estão aparecendo algumas lombadas nas ruas isso é muito bom, O som alto dos carros é algo que tambem preocupa elas pasam nas ruas desde as 5 da manhã até tantas da madrugada . Cabe a polícia que não ouve essa perturbação de sossego... Tem condutor de uma FIRINO COR BRANCA que quando ele passa até as panelas em cima do fogão se tremem....

    ResponderExcluir
  4. Quero deixar claro que não sou contra a instalação de quebra molas, desde que colocados nos lugares certos e com as medidas certas. Tomem como ex. os dois da Av. Duque de Caxias ao lado da vila militar, que são redutores de velocidade e passarelas para os pedestres. Estes sim não causam danos para ninguém. Nem para os pedestres nem para os proprietários de veículos. E essa desculpa que são mais caros não engana a ninguém.

    ResponderExcluir
  5. Estamos aceitando tudo. E o que é pior, calados. Eu trabalho honestamente e não tenho o direito nem se quer de possuir um automóvel? O que vocês estão fazendo é punir quem não merece com quebra molas, diga-se de passagem, mal feitos, até mesmo quando são feitos "POR CONTA PRÓPRIA". Existem padrões e medidas a serem respeitados, e precisam de estudos para ser instalados em locais adequados. (Hoje em Garanhuns qualquer idiota faz quebra molas onde quiser do tamanho que quiser, e fica tudo por isso mesmo)(sem falar nos tachões (tartarugas) que são proibidos por lei) Para quem não sabe quebra mola não danifica só quem passa rápido sobre eles, com a altura que são feitos arrasta-se a parte de baixo do carro acabando com tudo o que tem la, mesmo que passe devagar. Se gasta freio, combustível, embreagem, aumenta a poluição, uma vez que paramos e temos que nos mover de novo. Quem paga o prejuízo? Um bocado de burros fazem quebra molas de todo jeito não da nem para passar de caminhão, e ainda são aplaudidos, os bonitinhos. Em Recife alargam-se as ruas fazem pontes e viadutos e aqui os políticos, as estreitam a ex. da rua da areia, radialista Flauberto Elias, rua do correntes, duque de Caxias, e todas as ruas depois da Rui Barbosa, a ex. Simoa Gomes, frei caneca, Oliveira Lima ... Basta observar o tamanho das calçadas. Estamos precisando senhores vereadores, prefeitos e repórteres: São de ruas, avenidas e calçadas. Não de quebra molas que danificam os nossos veículos, tão onerados com muitos impostos que temos que pagar a todo o instante. Quando eu era pequeno minha mãe me ensinou que antes de atravessar (parar, olhar para um lado e para outro antes de atravessar) sei que em muitos lugares faltam calçadas para os pedestres andar, mais também lhes falta bom senso antes de atravessar ruas, avenidas e rodovias. E, aliás, a BR 423 e BR 424 deviam ser iluminadas uma vez que estão em perímetro urbano. E os acostamentos são usados por varias pessoas, não permitindo que se coloque ao lado de quebras molas e sonorizadores AQUILO uma vez que é inominável o que colocaram no acostamento. Quero deixar claro que não sou contra a instalação de quebra molas, desde que colocados nos lugares certos e com as medidas certas. Tomem como ex. os dois da Av. Duque de Caxias ao lado da vila militar, que são redutores de velocidade e passarelas para a segurança dos pedestres. Estes sim não causam danos para ninguém. Nem para os pedestres nem para os proprietários de veículos. E essa desculpa que são mais caros não engana a ninguém.

    ResponderExcluir
  6. Penso também que essas atitudes estão equivocadas por parte dos nossos nobres cidadãos. Uma vez que na cidade temos uma autarquia de trânsito para avaliar e instalar quebra molas, semáforos, lombadas eletrônicas, e retirar as tartarugas(uma vez que são proibidas por lei, de serem usadas como redutores de velocidade), e as substituindo por quebras molas ou lombadas eletrônicas. Seja na cohab 1, 2, 3, Indiano, vila do quartel, cruzamentos e em outros locais necessários.
    Estas atribuições que estão sendo tomadas pelo legisladores são de obrigação a AMTT que é um órgão executivo que esta deixando suas obrigações por isso levando as pessoas a tomarem atitudes erradas.

    ResponderExcluir
  7. Estamos aceitando tudo. E o que é pior, calados. Eu trabalho honestamente e não tenho o direito nem se quer de possuir um automóvel? O que vocês estão fazendo é punir quem não merece com quebra molas, diga-se de passagem, mal feitos, até mesmo quando são feitos "POR CONTA PRÓPRIA". Existem padrões e medidas a serem respeitados, e precisam de estudos para ser instalados em locais adequados. (Hoje em Garanhuns qualquer idiota faz quebra molas onde quiser do tamanho que quiser, e fica tudo por isso mesmo)(sem falar nos tachões (tartarugas) que são proibidos por lei) Para quem não sabe quebra mola não danifica só quem passa rápido sobre eles, com a altura que são feitos arrasta-se a parte de baixo do carro acabando com tudo o que tem la, mesmo que passe devagar. Se gasta freio, combustível, embreagem, aumenta a poluição, uma vez que paramos e temos que nos mover de novo. Quem paga o prejuízo? Um bocado de burros fazem quebra molas de todo jeito não da nem para passar de caminhão, e ainda são aplaudidos, os bonitinhos. Em Recife alargam-se as ruas fazem pontes e viadutos e aqui os políticos, as estreitam a ex. da rua da areia, radialista Flauberto Elias, rua do correntes, duque de Caxias, e todas as ruas depois da Rui Barbosa, a ex. Simoa Gomes, frei caneca, Oliveira Lima ... Basta observar o tamanho das calçadas. Estamos precisando senhores vereadores, prefeitos e repórteres: São de ruas, avenidas e calçadas. Não de quebra molas que danificam os nossos veículos, tão onerados com muitos impostos que temos que pagar a todo o instante. Quando eu era pequeno minha mãe me ensinou que antes de atravessar (parar, olhar para um lado e para outro antes de atravessar) sei que em muitos lugares faltam calçadas para os pedestres andar, mais também lhes falta bom senso antes de atravessar ruas, avenidas e rodovias. E, aliás, a BR 423 e BR 424 deviam ser iluminadas uma vez que estão em perímetro urbano. E os acostamentos são usados por varias pessoas, trabalhadores e atletas, não permitindo que se coloque ao lado de quebras molas e sonorizadores AQUILO uma vez que é inominável o que colocaram no acostamento. Quero deixar claro que não sou contra a instalação de quebra molas, desde que colocados nos lugares certos e com as medidas certas. Tomem como ex. os dois da Av. Duque de Caxias ao lado da vila militar, que são redutores de velocidade e passarelas para a segurança dos pedestres. Estes sim não causam danos para ninguém. Nem para os pedestres nem para os proprietários de veículos. E essa desculpa que são mais caros não engana a ninguém.

    ResponderExcluir
  8. Caro Roberto passe este comentário aos senhores vereadores e a prefeitura, pois no cruzamento da Av. Caruaru com Simoa Gomes necessitando com urgencia de LOMBADAS se possivel alta para que osmotoristas sejam obrigados a parar e se possível nas laterais não deixar brecha para moto não passar pelo canto do acostamento e não rcolocar redutror de velocidade (tartarugas), este os mototaxista arrancam com picareta. Rua Pascoal Lopes e Sete de Setembro necessitando de LOMBADAS. Nestas ruas motos e carros passam em ALTA velocidade.
    Jonathas

    ResponderExcluir