SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O SONHO DO SHOPPING CENTER

Em novembro de 2010 empresários de Garanhuns e de São Paulo promoveram uma noite inesquecível na AGA. Com a presença maciça dos comerciantes da cidade, prefeito, vereadores, médicos, juízes, jornalistas, radialistas, bloqueiros e toda a sociedade, foi apresentado o projeto do Shopping Center, a ser concluído neste ano de 2012. Parecia coisa de cinema e todo mundo saiu entusiasmado.

Passados meses, o projeto patinando, começaram os boatos sobre o Shopping Center, que não seria mais construído. O publicitário e radialista Marcelo Jorge, da Assessoria de Imprensa do novo empreendimento, em junho de 2011 procurou estancar a boataria e divulgou uma nota garantindo: A entrega do Shopping Center Garanhuns aos lojistas/investidores e à população, de acordo com o anunciado, está mantida: Outubro de 2012. Ficamos à disposição para eventuais contatos”.

Já perto de terminar este ano, a imprensa local é convocada para uma entrevista relacionada com o Shopping. O Grupo Tenco, de Minas Gerais, assume o negócio. Anuncia um prazo de 18 meses para entregar o Centro Comercial e antecipa como vai ficar o complexo de lojas depois de pronto.

Segundo a Assessoria de Imprensa, agora assinada por Boulanger Campos, ligado ao grupo mineiro, serão 155 lojas, quatro delas chamadas âncoras (são as maiores). O Shopping incluirá 10 MegaLojas, 119 lojas satélites, 16  lanchonetes no sistema fast food e 4 restaurantes. Teremos ainda 2 espaços de lazer (não definidos) e estacionamento para 1.091 veículos.  Tudo isso numa área de 21 mil metros quadrados.

Estamos na torcida para que desta vez tudo dê certo. Garanhuns precisa de muitas coisas, tanto no centro quanto na periferia. Precisa de uma educação e saúde de melhor qualidade. Mas o Shopping, com mais oferta de produtos e empregos para os moradores da cidade será bem vindo e poderá contribuir com o crescimento tão almejado. (Na foto uma máquina solitária preparando o terreno do futuro Shopping Center).

7 comentários:

  1. Tenho certeza absoluta que jamais garanhuns vai ter esse troço. Impresario não é otario pra vim abrir uma construção dessa num lugar que só tem meia duzia de funcionario publico, aposentado e como diz o Altamir pinheiro PIDÃO nordestino do bolsa familha.

    ResponderExcluir
  2. Uma lenda urbana. Shopping???
    Troco 10 shoppings por uma grande industria.

    ResponderExcluir
  3. Roberto, a matéria é correta e Garanhuns precisa de tudo que você escreveu. Agora, uma pergunta que não quer calar: Porque uma cidade do tamanho de Garanhuns não tem SAMU? qual é o critério para que se obtenha?

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o anonimo(09:25). Nunca que esse SHOPIO CENTRO vai ser inaugurado numa terra de esmoler como a nossa

    ResponderExcluir
  5. A nossa cidade apresenta em seus quadros (sociais e econômicos) diversos problemas crônicos. O próprio shopping se esbarra em um deles que é o nosso mal elaborado Plano Diretor que proíbe construções com mais de 3 (três) andares. Se essa questão não for resolvida, o shopping center não sairá dos sonhos de muitos garanhuenses.

    E é sempre bom frisar os impactos sociais e ambientais proporcionados por um empreendimento dessa magnitude. As nossas autoridades devem estudar com mais cautela e resolver esses problemas básicos de infraestrutura para que a população em geral seja de certa forma beneficiada com a chegada do centro comercial.

    ERICK VASCONCELOS

    ResponderExcluir
  6. o povo de garanhuns tem que parar de ser tam pessimista e dar valor a outras terra, pois somos a terceira cidade do interior e de acordo com a revista exame apartir de 2015 seramos a cidade onde crecerar mais em pernambuco e o shopping vai sair sim e seram um shopping sim e não um armazem como aqueles de caruaru.

    ResponderExcluir