SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

domingo, 23 de dezembro de 2012

FUNASE DE GARANHUNS OFERECE OPORTUNIDADE AOS JOVENS

A Fundação de Atendimento Socioeducativo, FUNASE, vem conseguindo avanços importantes em Garanhuns, nos últimos meses, graças ao trabalho da diretora Elisabeth Araújo. Ela tem buscado parcerias na sociedade, de modo a oferecer às crianças e adolescentes atendidos pelo órgão trabalhos e cursos que os ajudem no processo de ressocialização. O trabalho feito na unidade local tem evitado crises e rebeliões, como as verificadas em outras cidades.

Os jovens da FUNASE Case/Cenip de Garanhuns fazem cursos para aprender a fazer bolos, biscoitos, pizzas, jardinagem, paisagismo e até teatro. Assim desenvolvem suas potencialidades e começam a otimizar a visão em relação à vida.

Neste final de ano, a "meninada" apresentou uma peça sobre o nascimento de Jesus, assistida por seus familiares e muitos pais e mães ficaram emocionados, elogiando o trabalho desenvolvido pela equipe, principalmente nos últimos seis meses.

Os próprios adolescentes reconhecem que a FUNASE melhorou, com mudanças positivas adotadas pela atual gestão. O número de fugas foi reduzido e jovens que saíram retornaram espontaneamente à unidade, num indicativo de que consideram as atividades praticadas no órgão o caminho para encontrarem o norte em suas vidas.

A FUNASE é um órgão do Governo do Estado. Substitui a Febem, depois Fundac, tendo como objetivo a proteção e a assistência integral aos menores necessitados da atenção do Estado.

11 comentários:

  1. Moro perto da fundac e hoje vejo o socego que ta e digo uma coisa muito me admiro no caso quando um menino foge muita vez volta so e outras com a polícia

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a diretora Elisabete Araújo e a toda equipe pelo otimo trabalho.

    ResponderExcluir
  3. Quem esta inserido neste contexto sabe que as coisas não são bem assim. O número de fugas informadas ao MP são poucas, mas as que ocorrem realmente aumentaram consideravelmente nesses últimos meses.

    ResponderExcluir
  4. QUEM ENCARA A MISSÃO DE ATUAR JUNTO A ADOLESCENTES EM CONFLITO COM A LEI PRECISA SE DESPRENDER DE PRE-CONCEITOS E SE ABRIR PARA ENTENDER QUE ESTES SÃO APENAS VÍTIMAS DE UMA SOCIEDADE HIPÓCRITA E INJUSTA. MAS QUEM SE PERMITE OUVI-LO OU ENTENDE-LO APRENDE O QUANTO O MUNDO FOI INJUSTO COM ESTES ADOLESCENTES. E, QUEM ESTÁ NESTE CONTEXTO SABE QUE AS EQUIPE TÉCNICAS E O SETOR JURÍDICO SÃO ALTAMENTE COMPETENTES E PROFISSIONAIS QUE COLABORAM COM OS GANHOS DA GESTÃO ATUAL, QUE DEFENDE O PROTAGONISMO DESTES ADOLESCENTE E PRINCIPALMENTE O DIREITO DE SEREM VISTOS COMO SERES HUMANOS QUE ERRARAM, MAS QUE ESTÃO PAGANDO SUA DÍVIDA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pessoa que colocou esse tipo de reportagem ela foi leiga no assunto,pois fugas existem,tentativas e batidas de grades quase todos os dias um jovem tenta fugir da funase devido a promessas não compridas principalmente pelo lado da direção geral.As oportunidades existem mas falta principalmente da direção prática no assunto .As vezes esse tipo de reportagem faz valer a pena quando fatos verdadeiros deveriam ser ditos e não enfeitar uma situação onde não existe.

      Excluir
  5. Muito indignada pois a situação colocada nesta repostagem não cunduz com a realidade daqueles jovens.nem tão pouco com a tual gestão que infelismente sabe que as coisas estão de mal a pior.se faça uma busca pois temos um indece muito grande de fugas e tentativas.batidas de grandes diariamente.não estou criticando a gestora mas se for ver a coisa piorou pois ela é uma pessoa que entende da semiliberdade e não do sistema fechado onde é o case /cenip garanhuns.

    ResponderExcluir
  6. quais os ganhos que ela oferece para as equipes e setor juridico e os adolescentes ???????????? !!!!!

    ResponderExcluir
  7. direitos de serem vistos como seres humanos eles tem, por isso eles tem a chance de mostrar isso quando recebem a medida socioeducativa.portanto não se deve tirar a medida que é imposta. eles estão pagando não estão sim se redimindo do erro

    ResponderExcluir
  8. Caro Roberto Almeida, seria muito bom que as pessoas fizessem um rápido estudo do SINASE e do ECA, para deixarem as critícas maldosas direcionadas a competente gestora e equipe técnica, e terem consciência que os jovens que cumprem medidas socioeducativa, devem cumprir como assegura a lei e não a base de abusivas usadas no passado:espancamento, espancamento e até tortura, e tudo tinha que ficar entre quatro paredes. Parabéns pela matéria, tem muito mais avanços a serem divulgados.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns à FUNASE GARANHUNS - CASE/CENIP, pelo brilhante trabalho e competência desenvolvido pela Gestora atual e equipe técnica, todos veem as melhorias tanto para os adolescente, como para as famílias e funcionários(os que gostam de trabalhar)e, para quem não sabe, mesmo o case/cenip é ressocialização e não cadeia e, graças a DEUS os agentes não batem mais nos meninos, por isso a revolta. Sou um pai que já tive meu filho no case e sei muita coisa, sempre fui um espinho.........e meu filho saiu para outra casa , mais tem muito a contaré que eu não sei como fazer para botar meu nome, só sai anonimo.

    ResponderExcluir
  10. Se vcs tevesem conhecimento do que realmente acontece não estariam elogiando quem na verdade so esta escondendo os fatos, vamos fazer uma entrevista com os agentes, esses sim sabem relatar tudo que acontece no case cenip Garanhuns, e não colocar mentiras no blog, FUNASE é uma verdadeira bagunça.

    ResponderExcluir