SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

terça-feira, 30 de março de 2010

O ADEUS A ARMANDO NOGUEIRA


Aconteceu na tarde desta terça-feira (30), no cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro (RJ), o sepultamento do jornalista Armando Nogueira. O cortejo do ex-diretor da Central Globo de Jornalismo saiu por volta das 11h30 do estádio do Maracanã, onde o jornalista foi velado. Nogueira morreu na manhã da última segunda-feira (29), vítima de um câncer no cérebro.

William Bonner, apresentador do "Jornal Nacional"- programa criado por uma equipe comandada por Nogueira - o presidente da emissora, José Roberto Marinho, e os escritores Carlos Heitor Cony e Zuenir Ventura acompanharam o enterro. No velório, realizado no Maracanã, compareceram o ex-vice-presidente da Globo, José Bonifácio de Oliveira, o "Boni", a ex-editora-chefe do "Jornal Nacional", Alice Maria, o diretor de TV e cinema Daniel Filho e atletas do meio esportivo.

Os atletas do Botafogo jogaram na noite da última segunda-feira, pelo Campeonato Carioca, com tarja preta na camisa, em forma de luto pela morte do jornalista, torcedor fanático do clube. No placar eletrônico do Maracanã, foram colocadas frases célebres do cronista esportivo, como: "Se Pelé não tivesse nascido gente, teria nascido bola".

O prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), e o governador do estado, Sérgio Cabral, decretaram luto oficial de três dias em razão da morte de Armando Nogueira. (Fonte: iG Esporte).

Nenhum comentário:

Postar um comentário