domingo, 3 de fevereiro de 2019

GARANHUNS COMEMORA 140 ANOS COMO CIDADE

BARÃO DE NAZARÉ

Garanhuns fez a festa do centenário no dia 4 de fevereiro de 1979.

O prefeito na época era Ivo Tinô do Amaral, que fez uma programação de arromba para celebrar a grande data.

Tivemos jogos esportivos, encontro de bandas, saltos de paraquedistas e conferências com personalidades do porte de Gilberto Freyre, Mauro Motta e ministro Rubens Vaz da Costa.

Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, pela primeira vez se apresentou em praça pública cantando a música “Onde o Nordeste Garoa”, uma composição de Onildo Almeida em homenagem a Garanhuns.

Aniversário de Garanhuns era comemorado a cada 4 de fevereiro porque a vila foi elevada à categoria de cidade nesta data, em 1879, por conta de projeto do Barão de Nazaré.

Na gestão de Izaías Régis, foi alterada a comemoração para o dia 10 de março, levando-se em conta não a criação de Garanhuns como cidade e sim como vila.

Para Manoel Neto Teixeira, advogado, escritor e historiador, com essa  mudança Garanhuns retrocedeu de cidade para vila. Ele escreveu um artigo no Jornal do Commercio do Recife a respeito do assunto, citando trabalhos do escritor Costa Porto, do jornalista Homero Fonseca e ainda uma coleção sobre os municípios pernambucanos, editada pela antiga Fiam, todos colaborando com seu argumento que a data certa para se comemorar o aniversário era o 4 de fevereiro, quando a vila foi elevada à categoria de cidade.

Garanhuns como cidade, então, nesta segunda-feira, dia 4, comemora 140 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário