quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

BETÂNIA DA AÇÃO SOCIAL ABRE MÃO DE CARRO DA CÂMARA


A Câmara Municipal de Garanhuns tem três ou quatro veículos locados para atender as necessidades dos vereadores.

Com cada um desses carros é feito uma espécie de rodízio, de modo que cada parlamentar pode usar um automóvel para deslocamentos a serviço, fiscalizar ações da prefeitura, comparecer a audiência com autoridades como secretários municipais ou estaduais e visitar órgãos governamentais que servem á população.

Betânia da Ação Social dividia um desses veículos com mais três ou quatro vereadores.

Sempre usou a trabalho, para fiscalizar obras, visitar uma inspetoria do Tribunal de Contas ou atender alguém por uma questão de necessidade, de trabalho.

Agora, com toda celeuma gerada pela decisão da Mesa Diretora em locar 14 veículos novos, ao custo de meio milhão e meio de reais, Betânia resolveu abrir mão do carro alugado pelo Poder Legislativo nem aceitará outro, mesmo que a Câmara loque os carros todos,  como pretende.

Na opinião da vereadora, o presidente do Legislativo, Daniel da Silva, pretendia dar mais condições de trabalho aos parlamentares e possivelmente não imaginou que a população iria achar a medida exagerada.

“Talvez o certo fosse ter publicado um edital para locar no máximo seis veículos, que poderiam ser usados pelos vereadores, nos casos necessários, no sistema de rodízio, como sempre foi feito. Nós parlamentares seríamos atendidos, a população seria contemplada e a despesa seria reduzida em mais de 50%”, raciocina Betânia da Ação Social.

Ela acha que numa cidade como Garanhuns, com muito desemprego e pobreza em diversos bairros, não pode o Executivo ou Legislativo tomar medidas que deem a impressão de se estar fazendo farra com dinheiro público.

“Nós precisamos dar o exemplo. Temos que ser servidores do povo e não beneficiários de vantagens às custas do dinheiro público”, enfatizou.

Betânia, inclusive, tem uma particularidade que muitos não sabem. O seu próprio automóvel ela pouco usa, porque ele é todo adaptado para o marido, que é tetraplégico e assim tem a prioridade para utilizar o veículo.

Todas as vezes que o carro da Câmara estava com outro vereador ou atendendo uma pessoa na hora da necessidade, Betânia da Ação Social pegou um moto-táxi para se deslocar em Garanhuns, para sair da sua casa na Cohab II até a Câmara, visitar uma secretaria ou ver de perto algum problema apontado por um morador da cidade.

Na Cohab II, se você conversar com os rapazes que fazem serviço de moto-táxi, praticamente todos eles conhecem Betânia, porque ela já andou pelo menos uma vez com algum deles.

Essa prática de Betânia de usar o serviço de moto o blogueiro descobriu por acaso esta semana, numa conversa com um moto taxista de Garanhuns.

Agora são três os vereadores que não aceitam mais carros locados pela Câmara: Audálio Ramos, Professor Márcio e Betânia da Ação Social.

Está na hora da Mesa Diretora da Câmara repensar sua decisão. Quem sabe atende a sugestão da vereadora Betânia: loca apenas seis carros, que poderão atender os 13 vereadores em sistema de rodizio e assim economiza em torno de 380 mil reais.

Imagina com esse dinheiro quantas cestas básicas se poderiam comprar para pessoas carentes de Garanhuns.

Nenhum comentário:

Postar um comentário