SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

domingo, 25 de março de 2018

O TITANIC NAZISTA


O Titanic de 1997
A versão nazista, de 1943

Em 1997 o consagrado cineasta James Cameron realizou o filme “Titanic”, baseado na história do majestoso navio britânico que afundou na sua primeira viagem, em 1912, matando 1.500 pessoas.

Navio construído para ser a embarcação mais luxuosa do mundo, chegou a ser  classificado “infundável”, pelos que o idealizaram.

O longa de Cameron, é uma superprodução que além de contar como foi a tragédia cria uma história romântica, intepretada pelos atores Leonardo DiCaprio e Kate Winslet.

Foi um sucesso retumbante, de crítica e público, conseguindo ganhar 11 estatuetas do Oscar das 14 indicações que recebeu.

Mas a história do Titanic já foi contada muitas vezes, nos jornais, em livros, na televisão e no cinema.

Existe até uma versão do naufrágio feita por alemães, em 1943, por ordem do Ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels.

O “Titanic Nazista”, como alguns chamam o filme,  foi produzido para fazer propaganda contra a Inglaterra, país responsabilizado no longa pelo naufrágio do navio.

Imagine que o “Titanic” dos nazistas coloca um personagem no navio que é um oficial alemão, bonzinho, idealista, que tenta evitar a tragédia, mas não é ouvido pelos “arrogantes ingleses”, que só pensam em dinheiro.

Durante a produção do filme alemão, o diretor Herbert Selpin entrou em conflito com Goebbels (há versões que ele ousou criticar o regime nazista), foi afastado e depois assassinado, provavelmente por ordem do discípulo de Hitler.

“Titanic” de 1943 foi finalizado por um outro diretor, que nem recebeu os créditos pelo filme.

Existem mais de 20 filmes relacionados com o navio inglês, além de outros que citam o desastre.

Nenhum levou tanta gente ao cinema como a produção de 1997 e o filme alemão talvez seja o único deles que usou o naufrágio para fazer propaganda política.

Um comentário:

  1. O alemãozinho bonzinho criticando quem só pensa em dinheiro!

    Familiar isso!

    ResponderExcluir