SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

ALEPE

ALEPE
ALEPE

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

TRIBUNAL FEDERAL CONFIRMA CONDENAÇÃO DE LULA

Por unanimidade, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O julgamento foi concluído com o voto do desembargador Victor Laus, que acompanhou seus colegas João Pedro Gebran Neto e Leandro Paulsen para confirmar a sentença do juiz Sergio Moro. A pena foi aumentada de 9 anos e 6 meses para 12 anos e 1 mês de prisão.
Com base na Lei da Ficha Limpa, a decisão dificulta a candidatura de Lula à Presidência da República nas Eleições de 2018. O petista depende agora de uma série de recursos no próprio TRF4 ou em tribunais superiores para ser elegível em outubro.

Lula, entretanto, não deve ser preso. Em suas manifestações, os desembargadores deixaram claro que a pena só vai começar a ser executada, ter início de fato, depois que esgotarem todos os recursos possíveis na própria corte. O procurador regional da República Mauricio Gotardo Gerum, que representa a acusação e pediu o aumento de pena, também havia se manifestado publicamente para dizer que não pediria a prisão do petista — pelo menos por enquanto.
*Foto e texto: Site da Revista Veja

2 comentários:

  1. A propósito: - A unanimidade na decisão dos juízes de Porto Alegre agravou muito a situação de Lula. Hoje ou amanhã a defesa do ex-presidente interpõem os embargos de declaração. Estes são apenas para cumprir o rito processual. E serão indeferidos de imediato. Nem sequer é necessário que o revisor fale. Na primeira sessão após o recebimento, o relator submete à turma. E esta declara o seu indeferimento. 2. Contudo, outros recursos vão ser contrapostos: no STJ e no TSE; até chegar a vez de ir ao STF, a quem cabe a palavra final. A partir daí a sentença transitará em julgado. - Assim, nesses meses que se seguem, muita água vai rolar. - 3. Ironia necessária: com esse vai e vem, chega a vez de o PMDB continuar no governo. Mister Fora Temer será aclamado como candidato e ganhará a eleição com estrondosa votação: cerca de 98% dos votos válidos. Henrique Meireles será seu vice. - Fim.


    ResponderExcluir