Garanhuns

Garanhuns
Fique em dia com Garanhuns

GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

terça-feira, 8 de agosto de 2017

PORQUE AGOSTO É MÊS DE DESGOSTO

Agosto é conhecido popularmente como mês de desgosto. A crença é antiga e teria sido trazida para o Brasil pelos portugueses. 

Mas em outros países também se acredita que agosto é um mês de azar e alguns fatos colaboram com isso.

No Brasil,  Getúlio Vargas se matou, Juscelino Kubitschek morreu em acidente de carro e o presidente Jânio Quadros renunciou no mês de agosto  (o vice João Goulart assumiu e foi tirado do poder pelos militares).


A cantora Carmen Miranda, o roqueiro Raul Seixas e o cineasta Glauber Rocha também se foram no oitavo mês do ano.

Em termos mundiais perdemos em agosto a diva Marilyn Monroe, Elvis Presley e o ator Rodolfo Valentino.


E tem mais: os fatos que precipitaram a primeira Grande Guerra aconteceram três dias de iniciar agosto, Hitler preparou a invasão da Polônia no mês fatídico e no dia 1º de setembro as tropas nazistas tomaram o país europeu, dando início ao novo conflito mundial. 

Para completar, a primeira bomba atômica, que apressou o fim da II Guerra Mundial, foi jogada na cidade japonesa de Hiroshima em seis de agosto de 1945, matando mais de 100 mil pessoas só no primeiro momento.

PERNAMBUCO - Aqui no Estado perdemos em agosto os ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos, com 88 e 49 anos de idade.

O escritor Maximiano Campos, que publicou 12 livros, se foi no mês aziago, aos 57 anos. Era pai de Eduardo e Antônio, que disputou a prefeitura de Olinda em 2016, sem sucesso.

As famílias Arraes e Campos (que estão entrelaçadas) não têm nenhum motivo, portanto, para gostar do mês em curso.


*Fotos: Eduardo Campos, Juscelino Kubitschek, Marilyn Monroe, Miguel Arraes e Maximiano Campos.

3 comentários:

  1. De fato, agosto nos dá sinal de ser mês aziago, com muitos acontecimentos fatídicos! – Além dos citados na matéria ora comentada, deixo mais dois exemplos: - 1. O Boeing 747-146SR (Japan Airlines – Voo 123) decolou de Tóquio em 12 de agosto de 1985, com destino a Osaka. Caiu nas montanhas, matando 520 pessoas e deixando quatro (4) feridas e quatro(4)sobreviventes, que não era pra morrerem naquele dia! – Colidiu com o Monte Takamagahara a 100km de Tóquio. - Entre os 520 mortos estava o famoso cantor japonês Kyū Sakamoto. - 2. A Princesa Diana (de Gales) morreu no dia 31 de agosto de 1997, em Paris, vítima de acidente automobilístico! /.

    ResponderExcluir
  2. desde criança ouvia minha dizer que agosto era mês de cachorro louco.
    de uma certa forma já ficávamos com este receio deste mês.
    grande abraço e bom fim de semana.
    http://elianeapkroker.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  3. Aconteceu na última segunda-feira (07/08), a comemoração dos seis anos de atividade do curso de Medicina da UPE Garanhuns. A celebração ocorreu no auditório da instituição e contou com a presença de docentes, discentes, corpo técnico-administrativo, representantes do SUS local e diretores da UPE Garanhuns, principalmente profª Rosângela Falcão, diretora do Multicampi.

    Profº Pedro Falcão
    O curso de medicina da UPE em Garanhuns foi criado em 2010, com início da primeira turma em agosto de 2011. À época, o atual Reitor da Universidade, profº Pedro Falcão, era o diretor do Multicampi, o reitor era profº Carlos Calado e o governador era Eduardo Campos, que recepcionava a então Presidente da República Dilma Rousseff para a Aula Magna, há exatos seis anos.

    A atual diretora da UPE campus Garanhuns, a professora Rosângela Falcão, falou do prazer de ter visto o surgimento e estar acompanhando a evolução do curso Médico. Ela parabenizou os docentes pelo seu engajamento e amor ao ofício docente e agradeceu aos discentes pela confiança e por se deixarem formar pela equipe que compõem o curso Médico.

    Profª Rosângela Falcão e equipe
    Durante o evento desta segunda-feira, a professora Sinara Almeida apresentou o curso de Medicina em números: Corpos discente e docente, projetos e ações desenvolvidas durante a sua existência.

    Segundo os dados levantados, o curso possui mais de 200 alunos; foram formados 35 médicos este ano; mais de 60 profissionais atuaram como docentes durante os seis anos; e foram desenvolvidos 39 projetos de Ensino, 33 de Iniciação Científica e 67 de Extensão, de 2011-2017, incluindo aqueles que estão em desenvolvimento.

    Em seguida, os presentes assistiram a fala do professor titular da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Luiz Bezerra de Carvalho Junior, sobre os seus 42 anos de atividades na docência e pesquisa. Segundo ele, “celebrar os seis anos do Curso Médico da UPE - campus de Garanhuns - ao lado dos que estão envolvidos com esta iniciativa é muito prazeroso. Para quem milita na área por quase meio século é muito gratificante ver surgindo mais uma iniciativa com vistas à formação daquilo mais socialmente sublime: preparar mais talentos para cuidar da saúde dos seus cidadãos”. A fala motivadora apresentou exemplos de dificuldades enfrentadas pelos pioneiros em diversas iniciativas. Um desses exemplos foi sua atuação na criação do Curso de Biomedicina da UFPE em 1975.

    Todos os docentes presentes falaram brevemente sobre suas atuações na formação médica. A comemoração encerrou com o corte do bolo ao som dos talentos musicais de Beatriz e Hugo, alunos do terceiro período do curso.

    ResponderExcluir