Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 23 de abril de 2017

PREFEITO ENTREGA TROFÉU VIVA DOMINGUINHOS

Com o radialista Iran Pessoa

Por Daniela Batista

Para encerrar com chave de ouro a última noite do evento, o prefeito Izaías Régis fez a entrega do Troféu Viva Dominguinhos a amigos de Dominguinhos e pessoas que representam ou ajudam a divulgar o forró nordestino. A premiação que foi criada pelo historiador Antônio Vilela em 2015,  é realizada pelo Governo Municipal de Garanhuns, por meio da Secretaria de Comunicação Social.

Neste ano, cinco pessoas foram escolhidas para serem homenageadas. O radialista Iran Pessoa foi um dos que receberam o prêmio. Iran apresenta o programa Toadas e Sertanejas há 39 anos e contou estar feliz por receber o troféu. “Estou sendo homenageado pela primeira vez e me sinto altamente prestigiado. Essa alegria eu deixo aqui, na minha terra, Garanhuns”, contou emocionado.

O fundador do grupo Quinteto Violado, Marcelo Melo, também foi uma das pessoas indicadas para receber a lembrança. O cantor, compositor e um dos principais violonistas da geração foi responsável pela divulgação da música nordestina em todo o país, quando lançou o primeiro álbum do grupo, há 45 anos atrás. O prefeito Izaías Régis entregou o prêmio nas mãos do artista e fez questão de dizer o quão importante é sua obra para a cultura nordestina. “Marcelo é a história da música brasileira”, completou.

O guitarrista, violonista e compositor de Garanhuns, João Netto, foi mais um dos homenageados com o troféu Viva Dominguinhos. Ele também se apresentou na noite de sábado (22), junto a Marcelo Melo, Sérgio Andrade e Genaro, no projeto Cantoria Agreste. O artista já trabalhou com grandes nomes da música brasileira, dentre eles Alceu Valença, Belchior, Gilliard e o cantor que nomeia o troféu, Dominguinhos.

O historiador Hélio Diógenes, criador do fã clube “Eterno Cantador”, que homenageia o Rei do Baião, Luiz Gonzaga foi outro que recebeu a homenagem. O agrônomo é residente de Pau dos Ferros (RN), e veio ao Viva Dominguinhos pela terceira vez, junto a mais de 60 pessoas. “Sou filho de agricultor e me formei em Agronomia, a gente tem uma ligação direta com o Rei do Baião e com a nossa terra. Estou muito feliz em ser agraciado com esse troféu. Para mim, foi uma grata surpresa, não tenho nem palavras para descrever o sentimento. Quero compartilhar essa homenagem com o fã clube Eterno Cantador. A gente está aqui porque gosta de Dominguinhos, de Luiz e da nossa música e cultura regional. Em meio a tanta coisa ruim que está acontecendo no Brasil, a nossa cultura é uma coisa que vale a pena colaborar e lutar para que seja preservada”, finalizou.

O último a receber o troféu foi o cantor Flávio José. Flávio é um dos principais representantes do autêntico forró nordestino e foi amigo do Mestre Dominguinhos. O artista começou a cantar aos oito anos de idade e hoje leva a cultura regional para o Brasil e mundo.

No ano de 2016, os homenageados foram Aldo Machado de Araújo, propagador da música nordestina no Brasil; o instrumentista Genaro; Eurides Menezes, pai do cantor Waldonys; Jarbas Brandão; o sanfoneiro e sobrinho de Luiz Gonzaga, Joquinha; Flávio José e os cantores Elba Ramalho e Jorge de Altinho. Em 2015, os escolhidos foram o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis; o radialista Geraldo Freire, o jornalista Ney Vital; Wilson Seraine, professor universitário e radialista; o cantor e radialista Zezinho de Garanhuns; o colecionador Paulo Wanderley; o ex-prefeito Ivo Amaral; o proprietário da casa de eventos Arriégua, Luiz Ceará; o cantor e compositor Waldonys; o filho de Dominguinhos, Mauro Moraes; José Nobre, proprietário do Museu Luiz Gonzaga de Campina Grande; Marcos Lopes, proprietário do Forró da Lua, e a ex secretária de Cultura de Garanhuns, Cirlene Leite.
Marcelo Melo, do Quinteto, e o prefeito Izaías Régis

Fotos: Camila Queiroz - Secom/PMG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bienal

Bienal