Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sábado, 4 de março de 2017

MORADORES DE RUA PROCESSAM A COMPESA

A colunista Josalia Pimentel informa que moradores da Rua Monsenhor Afonso Pequeno, em Garanhuns, entraram com um processo contra a Compesa no Ministério Público Estadual. A ação se dá por conta dos canos estourados e excessos de buracos na rua do bairro de São José.

Segundo Josalia,  as famílias da Afonso Pequeno têm procurado a imprensa para denunciar as péssimas condições de trafego da via pública,  em consequência da tubulação muito antiga, “uma vez que quando chove, crateras e trombas d'águas descem de ladeira abaixo, levando calçamentos e abrindo outras valas, exalando uma fedentina desgraçada, prejudicando o tráfego de veículos e a vida dos que ali residem”.

A colunista explicou que “devido às promessas feitas na época da campanha, pela tropa de babões do sr. governador (oi de bomba, só tem beleza, competência ZERO!!), achávamos que o problema seria resolvido, no entanto, a situação está feito a cantiga de piruá: de mal a pior”.

- Senhoras autoridades constituídas através da política, vocês não estão nem aí, só estão nos provando que a regra manda dizer que toda providência continuará ZERO! Então, os moradores que continuam decepcionados com a ingerência de vocês entraram com uma ação judicial conjunta contra a Compesa! – relatou Josalia Pimentel.

Ela argumenta que o  prefeito Izaías Régis sabe que não é mais cabível uma rua que serve de via de acesso para à Praça de Eventos, utilizada pelos ônibus que levam estudantes à Faculdade, continuar sofrendo com o descaso do Estado.

“Ele quer deixar a rua do jeito que ele gosta, porém, mas não pode honrar com as promessas, porque Dona Compesa não troca a tubulação. Vez que, se asfaltada, a situação será a mesma, estoura ali, estoura acolá e no fim, sobra para a prefeitura tapar os buracos, consequência da irresponsabilidade da estatal”, disparou a colunista.

Prosseguindo, ela questionou: “Por que gastar do erário público com medidas paliativas que só pioram, ao invés de tomar a atitude correta e solucionar o problema de vez? Minha amiga, a advogada militante doutora Jamille Tavares, nos informou que qualquer prejuízo material ou acidental causado pela má conservação das ruas, o setor público pode sofrer um processo judicial, para ressarcir as pessoas lesadas pela falta desses serviços primordiais a sobrevivência humana".

De acordo com a moradora da rua, existe um inconformismo e um descontentamento muito grande e mesmo assim não querem que ninguém fale mal. “Quando cobramos desses representantes do povo não é questão de criticar, nem perseguir ninguém, é que sonhamos vê-los mostrando serviço, os quais a sociedade merece”, frisou.

Os moradores da Afonso Pequeno fizeram um apelo ao prefeito para que fosse trocada a iluminação, objetivando diminuir o número de assaltos e na outra semana a comunidade foi atendida. “A rua dos buracos,  à noite e nas madrugadas parece dia com uma bela iluminação de led, só faltando trocar o braço torto do poste da casa de nº 111”, completou.

Para ela agora as almas sebosas quando forem assaltar por lá serão reconhecidas, serão presas fáceis para os revoltados moradores.

Josalia informou que fez peregrinação pelas rádios para agradecer a sensibilidade do prefeito Izaías Régis, confessando que adora cobrar das autoridades e ver as coisas boas acontecendo. “Tenho ciência  que em relação a Dona Compesa sou uma pessoa redundante de tanto cobrar e denunciar aqui nesse humilde espaço que é de vocês prestimosos leitores. Passaremos a tecer elogios a esse governador, quando nossa rua estiver toda com tubulação nova para receber pavimentação asfáltica, sinalização e uma lombada, para evitar acidentes, aí sim!”, enfatizou.


Josalia não tem dúvida de que os moradores da Rua Afonso Pequeno ficarão imensamente gratos à Compesa e ao prefeito quando tudo estiver resolvido.

“Por enquanto não tem como elogiar esse governador, porque é insegurança permeando a sociedade, roubo de água de nossos mananciais (com a aquiescência deles), é greve no Detran, prejudicando a vida dos motoristas prestadores de serviços, etc... Sei que sou funcionária pública, mas não significa dizer que na qualidade de comunicadora, devo ficar calada. Mesmo porque O bom combate faz parte da luta, o que não faz parte da luta, é o medo”, finalizou.

2 comentários:

  1. E o coordenador das ações do governo do estado aqui na região? Será que não pode interceder nesse caso?

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Amigo?? Eles já tiveram muito tempo para resolver mais essa celeuma do governo estadual, agora não há mais tempo, o caso já foi encaminhado para o poder judicial, juntamente com um abaixo assinado pelos moradores. Quando sair o parecer judicial ,se condenada, dona compesa terá que pagar uma multa altíssima por cada dia que a tomada de providências continuar ZERO!!!

    Josalia Pimentel

    ResponderExcluir