Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

UM DIA TRISTE: MORRE MONSENHOR GERALDO

Por Junior Almeida

Internado desde o dia 27 de dezembro passado no Hospital Português em Recife, quando foi levado depois de ser encaminhado em Capoeiras, faleceu às 21:40Hs dessa quinta feira 12 Monsenhor Geraldo Batista de Lima de 81 anos de idade. Às 23:30Hs de hoje o sino da matriz de Capoeiras repicou para dar a triste notícia aos fiéis.

Padre Geraldo, como era conhecido, vinha enfrentando problemas de saúde desde o ano passado, quando no mês de julho precisou ficar internado em um hospital de Garanhuns para tratar de uma pneumonia. No final do ano que passou o religioso piorou e foi encaminhado à capital. Durante os dias internados seu quadro chegou até a melhorar, mas, seus rins pararam de funcionar e foi necessário submetê-lo a hemodiálise.

Monsenhor Geraldo nesses 45 anos de sacerdócio, completados no último dia 9, já encaminhou para vida religiosa algumas dezenas de jovens da terra, batizou mais de 40 mil crianças, realizou milhares de casamentos e vários procedimentos da vida religiosa.

Pulso firme da Igreja do Agreste Meridional, Geraldo Batista de Lima foi confessor de Frei Damião, que esteve em Capoeiras 23 vezes nas suas "santas missões". O pároco de Capoeiras está na lista de pessoas que depuseram em favor do frade capuchinho, por terem recebido graças, no seu processo de beatificação.

Como não poderia deixar de ser, desde o anúncio da morte do padre, a rede social bombaram com as pessoas comentando a triste notícia. Muitos postaram homenagens ao religioso, como a fisioterapeuta capoeirense Natália Costa, que acompanhou padre Geraldo no Hospital Português, onde trabalha. Disse a profissional de saúde:

        Nestes últimos 15 dias em que pude acompanhar a enfermidade do padre Geraldo de perto, percebi que uma grande força o impulsionava e o fazia imensamente forte para encarar tais problemas, essa força a qual nenhum homem deveria jamais se afastar, chama-se FÉ em Cristo Jesus. Esse ano seu aniversário de sacerdócio foi bem simples e restrito; tive o prazer de poder felicitá-lo junto com sua família e conhecer um pouco mais sobre sua história...55 mil batizados e quase 16 mil casamentos! Algumas gerações Capoeirenses passaram por suas mãos em alguma fase da vida e acredito que este seja um dos motivos para hoje a cidade estar tão calada e triste com esta notícia . O Padre o qual me batizou e me crismou partiu para a glória, cumpriu sua missão aqui na terra e em seus últimos dias me aproximou mais de Deus e me fez reacender a chama de Fé que nunca se apagou, mas que estava diminuída em meu coração. Os sinos já anunciam a sua partida, a tristeza é inevitável, Capoeiras está de luto...  Vá em paz, Padre Geraldo, que Deus o receba na glória.

Fotos: 1- Site da Diocese; 2- Facebook da Dra. Natália Costa.

3 comentários:

  1. hoje as ovelhas perderam seu pastor,para onde iremos
    sem vossos conselhos,vossas oraçoes,e o seu grito que fazia com quer todos escutassem e paravam para ouvir sua voz.
    obrigado por todo o bem que o senhor nos fez,que o nosso bom Deus o receba em sua santa morada e que de lá o senhor continue a rezar por nós,muito obrigado mon Geraldo

    ResponderExcluir
  2. Meus sentimentos e oração de sufrágio levadas ao Altar do Senhor na memória fúnebre do Mons. Geraldo, com votos de pesar à população capoeirense extensivos aos familiares do eminente falecido.
    Que seja por Deus recompensado por todo o bem realizado e pelo ministério exercido.

    d. Hugo Cavalcante, OSB

    ResponderExcluir
  3. Não só Capoeiras,amanheceu triste com a partida do Nosso Monsenhor Geraldo mais também todo agreste,e especial todos os Caeteense, pois criamos com o Monsenhor Geraldo bons laços de amizade.Descanse em paz. Feliz daquele que teve a sua amizade.

    ResponderExcluir