Garanhuns

Garanhuns
Fique em dia com Garanhuns

GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

DEPUTADO PEDE INVESTIGAÇÃO SOBRE O IMIP

O deputado estadual Álvaro Porto (PSD) apresentou nesta quinta-feira (15.12) pedido de informação ao Governo do Estado sobre a atuação das Organizações Sociais (OSs) na gestão dos hospitais e das Unidades de Pronto Atendimento (Upas) em Pernambuco. Atualmente, a administração da rede pública de hospitais no Estado está a cargo do Instituto Materno-Infantil Professor Fernando Figueira (Imip).

O pedido foi feito uma semana depois de o deputado ter defendido, em discurso na Assembleia, a necessidade de se investigar a atuação do Imip e a aplicação dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) pelo Governo de Pernambuco.

A iniciativa de Porto é reforçada pela notícia da Instauração de um Inquérito Civil Público pelo Ministério Público Federal em Pernambuco destinado a investigar denúncia anônima de "possíveis irregularidades", com possível desvio de recursos federais em todos os hospitais da rede Imip-Hospitalar da Região Metropolitana do Recife .

O deputado anunciou que solicitará também informações junto ao Tribunal de Contas do Estado e ao Ministério Público de Pernambuco. "É necessário esclarecer porque o dinheiro do SUS não chega aos hospitais e aos médicos, como denunciaram, na semana passada, cardiologistas que operam pacientes pelo SUS no Hospital Português. É preciso transparência no processo de compra de medicamentos e material hospitalar. É importante que se investigue e se tire a cortina que encobre a gestão dos hospitais e é fundamental que se penalize os autores de eventuais crimes", afirmou Álvaro Porto em pronunciamento realizado nesta quinta-feira (15).

Serão alvo da investigação do Ministério Público Federal o Hospital Metropolitano Sul Dom Hélder Câmara, o Hospital Metropolitano Norte Miguel Arraes e o Hospital Metropolitano Oeste Pelópidas da Silveira. A instauração o Inquérito ocorreu no dia 05 deste mês. "Esta investigação deve ser acompanhada com o máximo de atenção por esta Casa. Afinal, os resultados da precariedade Saúde no Estado nos é reclamada diariamente pela população e mesmo pelos médicos", enfatizou.

Destinado ao governador Paulo Câmara, o pedido de informação relaciona 19 questionamentos que vão desde quadro de pessoal, empresas e fornecedores contratados, compra de medicamentos e os valores mensais repassados pelo Governo do Estado às OSs.

DOM MALAN - A decisão de Porto foi fortalecida pela repercussão feita pela deputada Priscila Krause (DEM) sobre a precariedade do atendimento do Hospital Dom Malan, em Petrolina, no Sertão do São Francisco.

A deputada destacou que blogs da região informam que, por a falta de recursos financeiros, o Dom Malan passará a atender somente casos de urgência a partir desta quinta-feira. O hospital é mais um gerido pelo Imip.


“Essa é a única maternidade que faz atendimentos de alta complexidade na região. Mulheres com gravidez de risco já não sabem onde vão parir”, disse a deputada, “Esta Casa não pode se calar diante disso. Se for preciso, devemos criar uma comissão para visitar o Dom Malan e todas as unidades de saúde de Pernambuco”, sugeriu.

2 comentários:

  1. José Fernandes Costa16 de dezembro de 2016 15:18

    Álvaro Porto e Priscila Krause desconhecem que os serviços de saúde em todo território nacional é um caos. - E que o Hospital Português NÃO é nada beneficente! É uma empresa comercial disfarçada de beneficência! Por sinal, o Português é um dos hospitais mais comerciante que conheço! - Outra: os hospitais da rede particular que atendem pelo SUS, metem o pé no acelerador superfaturando tudo! E cobrando por procedimentos não realizados! Depois reclamam do SUS! – E nessa briga de larápios, o povo é quem paga e sofre pela falta de assistência médica, ainda que mínima! - Dito isso, sugiro que Carlos Porto assuma a presidência do Imip. E Priscila Krause seja sua vice-presidente! - RESOLVIDO! /.

    ResponderExcluir
  2. José Fernandes Costa17 de dezembro de 2016 11:55

    Por que Álvaro Porto e Priscila Krause não olham para a situação do Hospital Osvaldo Cruz??!! - O Osvaldo Cruz é do Estado; e é Hospital Escola da UPE!! Lá, no Osvaldo Cruz, médicos, médicas e todo o corpo de servidores trabalham em condições precaríssimas!! - E trabalham com a máxima dedicação aos pacientes!!! - Que os deputados citados procurem saber se no Osvaldo Cruz as pessoas que trabalham recebem seus salários em dia!??! - Bastam dar umas passadinhas pela Mastologia, pra verem as condições que são oferecidas aos servidores e aos pacientes!! – Querendo, percorram todas as dependências do Osvaldo Cruz; e ficarão mais bem informados da real situação!! – Contudo, ressalte-se: os pacientes no Osvaldo Cruz são atendidos carinhosa e humanamente!! São bem atendidos!! - 2. Por que essa "preocupação" com cardiologistas do Hospital Português??!! /.

    ResponderExcluir