SEBRAE

SEBRAE
SEBRAE

quarta-feira, 29 de julho de 2015

PREFEITURA REVELA OS NÚMEROS DO FESTIVAL

Izaías na prestação de contas do Festival

O prefeito Izaías Régis (PTB) reuniu a imprensa local, na manhã desta quarta-feira (29), para apresentar um balanço detalhado da 25ª edição do Festival de Inverno.

O evento, segundo os representantes da Prefeitura, deixou um saldo positivo na cidade, com um público estimado de 600 mil pessoas circulando por Garanhuns durante os 10 dias da festa.

Os shows de encerramento, na Praça Mestre Dominguinhos, atraíram um público superior a 65 mil pessoas, de acordo cálculos da Polícia Militar.

A Prefeitura este ano investiu mais no FIG, tendo contratado atrações como Ana Carolina, Leonardo Sullivan e Capital Inicial.

Além desses artistas, o município contratou cinco outros para o Palco Forró, cinco do Palco Instrumental, três do Palco Pop, oito da Cultura Popular, três do Palco Boião, quatro do Cultura Livre nas Feiras, sete oficinas, um espetáculo de Teatro Adulto, um espetáculo de Dança, duas exposições, uma intervenção, três Moda e Design, stand na Praça da Palavra e cinco do Palco Gospel.

Os projetos Roda de Sanfona e Orquestrando no FIG foram articulados pela Secretaria de Cultura. No stand montando na Praça da Palavra, 45 escritores de Garanhuns e região se encontraram.

Confira outros dados fornecidos pela Secretaria de Imprensa da Prefeitura:

A Secretaria de Turismo informou que, durante os dias de semana, a ocupação nos meios de hospedagem - incluindo hotéis e pousadas – ficou numa média de 60%. Nos finais de semana, esse número chegou aos 100%.

A Secretaria de Assistência Social, com o intuito de chamar a atenção de moradores e turistas, realizou panfletagem sobre a prevenção ao trabalho infantil, violência sexual e venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos. Foram, no total, 55 profissionais escalados, contando com profissionais dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras’s) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), e 16 educadores sociais, atuando nos principais polos.

Um Centro de Acolhimento foi montado, temporariamente, contou com materiais pedagógicos, lúdicos, além de lanches para crianças que estavam com os pais – comerciantes – trabalhando. Grupos culturais do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) entraram na grade de programação. A Secretaria da Juventude, em parceria com a Patrulha Mirim de Garanhuns, realizou panfletagem na avenida Rui Barbosa e na Polícia Rodoviária Federal (PRF), sobre a campanha de prevenção e combate às drogas.

SECRETARIA DA MULHER - Em esquemas de plantão e prontidão, a Secretaria da Mulher mobilizou toda sua equipe técnica durante o FIG. No total, 26 ocorrências foram registradas, sendo seis atendimentos psicológicos, seis atendimentos jurídicos, cinco atendimentos sociais, dois casos de violência física, seis de violência psicológica, um de violência sexual e outra de violência patrimonial. Mais de 200 mulheres também receberam, durante o período de festa, palestras sobre os direitos da mulher.

A Biblioteca Pública Municipal Luiz Brasil e o Planetário Mauro Souza Lima, vinculados à Secretaria de Educação e Esportes, ambos situados no Parque Euclides Dourado, estiveram em atividade. A Praça da Palavra, que teve uma visitação de mais de 13 mil pessoas durante os oito dias de funcionamento, contou com exposições diárias das atividades realizadas nas salas de leitura de 15 escolas da Rede Municipal de Ensino. A Biblioteca Luiz Brasil contou com a parceria da editora IMEPH, além da participação das bibliotecas Indústria do Conhecimento (IDC) e a “Ler é Preciso”. Já o Planetário disponibilizou três sessões diárias para o púbico.

A Secretaria de Saúde, por meio da Atenção Básica, Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), executou serviços básicos em diversos polos de animação. Um total de 101 profissionais de saúde trabalharam durante o evento. Ao todo, nos dois principais polos de animação (Praça Cultural Mestre Dominguinhos e Parque Euclides Dourado), foram 105 licenças expedidas, 197 cadastros realizados, 1.820 inspeções, dois termos de notificação e 21 autos de apreensão e inutilização. Quanto aos atendimentos de saúde, foi registrado um número final de 1.027 atendimentos.

A Secretaria de Serviços Públicos e Obras manteve um esquema de limpeza especial nas principais vias públicas e nos 15 polos culturais. Entre as ações, podem ser citadas a pintura de meio-fio, capinação em canteiros e instalação de iluminação no entorno dos principais polos. Aproximadamente 90 homens estiveram espalhados. Dez container’s soram instalados na Praça Mestre Dominguinhos para suprir o aumento de demanda.

A Secretaria de Comunicação Social, numa parceria com a Gerência de Comunicação da Secult/PE, credenciou 59 veículos de comunicação de todo o Brasil para a cobertura jornalística do FIG. No período de 16 de junho (data em que a Prefeitura divulgou os primeiros nomes da grade de programação), até 27 de julho (um dia pós-festival), foram identificadas a veiculação de 1.772 notícias sobre Garanhuns – envolvendo direta e indiretamente o festival, sendo 1.084 em emissoras de televisão, rádio e jornais impressos; e 688 em blogs e sites.

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO - A equipe de Assessoria de Comunicação Social e Imprensa, formada por 11 pessoas, entre servidores fixos e temporários, produziu, durante o evento, mais de 50 releases – enviados diariamente para toda a imprensa. Por meio da Gerência de Publicidade e Propaganda, peças publicitárias, visando divulgar as belezas de Garanhuns, foram criadas e colocadas em pontos de ônibus da cidade. O Natal Luz também se tornou peça publicitária nos polos, numa parceria com a Secretaria de Turismo.

Em tempo real, os shows noturnos tiveram cobertura direta. Registros fotográficos de cada atração que subia ao palco Mestre Dominguinhos eram compartilhados na rede. A fan page oficial da Prefeitura de Garanhuns, no Facebook, registrou um alcance de mais de 140 mil pessoas por publicação. Um drone foi contratado para registrar, do alto, o público que visitou os polos do evento.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico realizou uma pesquisa socioeconômica com o objetivo de identificar o potencial do maior evento do município. Em alguns restaurantes da cidade, foi verificado que a clientela aumentou cerca de 60% nos finais de semana do evento, em comparação com os finais de semana normais – durante a semana chegou a uma média de 40%. O crescimento no faturamento do comércio garanhuense pode chegar a mais de 30% em relação a períodos normais para alguns setores. O dado de 2014, que mostrou que 100% dos turistas voltariam em 2015, se comprovou.

Já a Secretaria de Agricultura e Abastecimento realizou fiscalizações e controle dos ambulantes, além do apoio nas montagens das estruturas junto às empresas e à Fundarpe. O paisagismo no Euclides Dourado também foi reforçado pela pasta.

AESGA - A Autarquia de Ensino Superior de Garanhuns (Aesga) concentrou, mais uma vez, várias oficinas culturais. Este ano, foram 19 oficinas de formação, contabilizando mais de 1.200 participantes. Das outras 12, uma aconteceu na Secretaria da Mulher, outra no quilombo Timbó, uma no quilombo Caluete, três no Castainho, cinco no Casarão dos Pontos de Cultura e uma em escola da Rede Estadual de Ensino.

Durante os 10 dias de festival, a Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) contabilizou 192 infrações. As multas mais cometidas foram: estacionamento, avanço do sinal vermelho e falta do uso de segurança. Numa comparação, com 2014, os números caíram. Ano passado foram 442 multas, este ano foram 192 – redução de 57%.

Foto reproduzida do Blog V&C Garanhuns 

3 comentários:

  1. O investimento da prefeitura de Garanhuns, nos shows de Ana Carolina e Capital Inicial, superou as expectativas comércio e rede de serviços, além de agradar a toda população e principalmente atrair milhares de turistas nesses dois dias.
    A população desde já torce para que em 2016 o município assuma os shows,pelo menos dos três principais dias do evento. na praça mestre Dominguinhos: (abertura;o do primeiro sábado e também o do ultimo sábado do encerramento ). É essencial a vinda de novas atrações inéditas, que possam trazer milhares de pessoas novamente, movimentando a economia e levantando a alto estima da população.

    Vamos lá Prefeito, vamos fazer um mega festival em 2016. Quem sabe agora não receberemos (Gilberto Gil,Marisa Monte e Skank), vamos trazer a elite da MPB para Garanhuns.
    Marina leite

    ResponderExcluir
  2. O comércio não abriu no primeiro domingo, porque a atração do primeiro sábado foi muito fraca LENINE, E consequentemente não atraiu muita gente para cidade, que teve público pequeno na praça Guadalajara, infelizmente. Foi um erro na escolha desse artista já que o objetivo de todo evento e trazer uma atração melhor para fortalecer a vinda de turista.

    Isso precisa ser revisto. Melhorar as atrações da FUNDARPE.
    PELO AMOR DE DEUS, VAMOS MELHORAR ESSAS ATRAÇÕES DÊ OPORTUNIDADE AS NOVIDADES, tem muito artista famosos que precisam ser lembrados, que estejam na mídia.

    Alguns pontos a ser melhorados são:
    colocar o circo de volta para o parque dos eucaliptos, o palco pop /forró, precisa ser aberto ao ar livre, sem aquela tenda, pois é muito pequeno, e tira a visão do público, e não cabe todos ali dentro. a prefeitura precisa criar um polo para ser instalado no ALTO DO MAGANO. E OUTRO NO POLO HELIOPÓLIS.
    Vinicius Tomás

    ResponderExcluir
  3. O que me chama atenção na nossa cidade é que só quem fala é o Prefeito, ao contrário de Recife, Caruarú, Petrolina etc. onde os responsáveis pelas pastas dão satisfação ao que diz respeito aquela pasta. Aqui tem um Secretário que trata mal os que procuram a Secretária de Obras e ele diz abertamente vá procurar o Prefeito que ele resolve. E fica por isso mesmo, esse secretário é um cavalo batizado, espero que o senhor Prefeito em quem toda nossa família vota, que dê um jeito nesse cidadão estúpido. Lélis do Amparo e Silva Magano

    ResponderExcluir