Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

domingo, 3 de julho de 2011

OS SEIS MESES DO GOVERNO DILMA

No balanço de cem dias do governo Dilma, prevaleceu um julgamento mais positivo do que negativo incluindo manifestações de surpresa daqueles que duvidavam da capacidade da candidata do PT na eleição presidencial de 2010.

Aos seis meses, apesar dos percalços, o saldo é favorável à primeira mulher presidente do Brasil.

O pior momento de sua administração aconteceu por razões sobre as quais a presidente tinha pouca responsabilidade. Foi um erro nomear Antonio Palocci Filho para a Casa Civil e concentrar tanto poder na pasta? Hoje parece fácil responder afirmativamente.

Palocci, porém, cumpriu um papel fundamental na campanha e na formação do governo. Estabeleceu os laços necessários com o grande capital que sempre namorou José Serra, o candidato do PSDB em 2010. O sorridente Palocci se desgastou ao represar a sede peemedebista por espaço no governo. Enfim, ele foi útil à presidente enquanto manteve condição política de permanecer à frente da Casa Civil.

Palocci caiu porque o padrão ético da política brasileira vem melhorando paulatinamente. A sociedade não aceitou o silêncio do ministro a respeito do meteórico enriquecimento.

Claro que crises sempre têm uma natureza ruim, mas podem ser oportunidades para correções de rumo e para aprender a governar. O ano de 2003 foi duro para Luiz Inácio Lula da Silva. A crise do mensalão, em 2005, muito mais. No entanto, também foram momentos em que Lula aprendeu a governar melhor. E ele saiu da Presidência com popularidade recorde para presidentes desde a redemocratização de 1985.

Dilma, ministra fundamental para o êxito lulista, está aprendendo a ser presidente. Por mais experiência que um político tenha, esse trabalho é difícil pra chuchu. A cada dia, relatam governadores, senadores, deputados e integrantes do Executivo, ela aprende a ser mais presidencial e menos ministerial. Correndo risco de simplificar em excesso, a tradução é a seguinte: enxergar mais a floresta do que a árvore.

Foi uma boa decisão o recuo de Dilma ao prorrogar por mais três meses o prazo de pagamento de emendas parlamentares que fazem parte dos restos a pagar de 2009. Não valia a pena comprar uma crise com o Congresso Nacional neste momento. Ela tem sabido resistir a pressões. Não precisa dar provas de mandonismo explícito _este, sim, um aspecto de sua personalidade que incomoda auxiliares. Evidência disso: o discurso do ministro Nelson Jobim (Defesa) na homenagem do Congresso aos 80 anos de FHC.

Um bom presidente deve entender os limites do seu imenso poder, saber reavaliar decisões e admitir erros. Ideia fixa na política é um risco danado. Se ainda puder dar alguma leveza ao cargo, com certo charme no contato pessoal, melhor ainda. Mas, convenhamos, Presidência não é concurso de simpatia...

Aos seis meses de governo, Dilma está acertando os ponteiros. Na economia, a inflação deixou de ser uma grande ameaça. O crescimento econômico de 2011 deverá ser razoável para um ano de ajuste fiscal. O real valorizado em relação ao dólar se tornou um problema crônico, que tem entre as causas uma onda internacional e que precisa ser monitorado constantemente.

Na política, provavelmente o Palácio do Planalto bancará a aprovação de um projeto que acabará com o sigilo eterno de documentos ultrassecretos. Há um entendimento com a oposição para criar a Comissão da Verdade sobre a ditadura militar de 1964. Dilma tem buscado dialogar com o Senado para amenizar o tom ruralista que a Câmara deu ao novo Código Florestal. Com atraso, tenta tirar do papel os projetos para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Das promessas de campanha, colocou na praça os planos de combate à miséria e de ampliação do acesso à banda larga na internet com preço acessível aos mais pobres.

Há um rosário de problemas, como justificar uma ajuda de R$ 4 bilhões do BNDES à operação Pão de Açúcar-Carrefour. A presidente deve prestar contas à sociedade dessa benemerência com dinheiro com público. Não basta que as autoridades digam que o negócio é bom para o Brasil. A crise de Palocci ensinou a importância de dar satisfações ao distinto público.

No balanço dos seis meses, é honesto dizer que Dilma está presidindo bem. (Jornalista Kennedy Alencar, na Folha de São Paulo).

NOTA - O artigo acima do jornalista paulista foi escrito antes do esquema descoberto no Ministério dos Transportes. Não muda muita coisa, até porque a presidenta agiu de uma forma surpreendentemente rápida, de modo a afastar os larápios. Mostrou mais uma vez autoridade e que não vai tolerar espertinhos ou gatunos no seu Governo.

16 comentários:

  1. interessante, quando se fala ou se trata da presidente Dilma, os dois melhores jornalistas políticos de Garanhuns são absolutamente antagônicos: Não é mesmo Roberto Almeida? Tô mentindo Altamir Pinheiro? Como não sou jornalista político, insisto com Fernando Pessoa que dizia, só duas falas são interessantes: o silêncio e a contradição. O que será que esses dois pensam do poeta português? Será, que nesse aspecto particular, também são antagônicos?

    ResponderExcluir
  2. Roberto, você sempre fazendo a crônica com bom senso e sem paixões. Devemos manter a confiança nessa mulher. Eu sempre mantive durante a campanha e continuo mantendo sem qualquer abalo nessa minha crença! NUNCA houve "santos" em política. E mais ainda no meio desses "políticos" da esperteza. - A presidenta tem mostrado ação, firmeza e segurança. TEMOS DE DAR CRÉDITO E AJUDAR ESSA MULHER A FAZER O QUE muitos homens NÃO fizeram. - No mais, o que vejo é muito despeito dos contrários. ISTO É, dos que torcem sempre contra. A esses do contra, os nossos pêsames! - AOS QUE ACREDITAM, OS NOSSOS PARABÉNS! E VAMOS EM FRENTE, PORQUE QUEM ANDA PARA TRÁS, CAIRÁ NO DESPENHADEIRO E SERÁ ENGOLIDO POR SERPENTES! - NÃO há por que preferir o mal e agir para tanto, quando PODEMOS QUERER O BEM e CONTRIBUIR PARA QUE O BEM PROSPERE SEMPRE! - É ISSO./.

    ResponderExcluir
  3. E por falar em Dilma ou melhor em escândalos, A VEJA desta semana vem pegando fogo e denunciando escândalos de tudo quanto é lado. Eu fico lelé da cuca com esse paradoxo: A revista VEJA é considerada o esgoto do jornalismo do Brasil. Ela também se enquadra entre os meios de comunicação mais podres e interesseiros que se tem notícia. Mesmo assim, eu tomei uma decisão: a partir de 2012 Eu vou apresentar as Revistas Veja que tenho para abater no próximo imposto de renda. Afinal, a Veja anda fazendo o trabalho do Ministério Público, da procuradoria, que não procura mais nada, dos nobres deputados, cuja missão de fiscalizar não é cumprida há tempos, da policia federal de desbaratar quadrilhas e fraudadores, do famigerado DNIT que não fiscaliza mais estradas e fica tudo por conta da Veja e seus repórteres. Venhamos e convenhamos, mas esse PT tá livre, leve e solto demais para o meu gosto. E a chacota maior é se defrontar com um comentário como esse do Sr. Zé Fernandes Costa. Aí, é dose!
    APOLINÁRIO ALVES(COHAB II-PROFESSOR de EDUCAÇÃO FÍSICA)

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca deixei de considerar que o José Serra seria o homem mais competente e preparado para governar este país.

    Tudo por causa dos grandes escândalos que vinham acontecendo e que o Lula não foi capaz de contê-los em grande escala geométrica.

    Porém, no dia 07 de setembro de 2010 eu li um Artigo do Professor Luiz Delgado da Universidade de Recife sobre "os efeitos da reeleição" quando ele falou sobre o feitiço contra o feiticeiro, a criatura contra o criador e quem com ferro fere termina sendo ferido, resolvi então votar na Dilma por achar que todos os índices econômicos dos 8 anos de FHC e de 8 anos de Lula terem melhorando substancialmente.

    Fiz uma análise minuciosa de tudo o que se foi feito e achei que de 2002 até 2010 o país cresceu e o pobre teve vez infinitamente maior que na era de FHC.

    Agora, estou cobrando e muito dela.Principalmente, quanto ao lado Ético, competência e moral nesta República cheia de corruptos da pior espécie, especialmente,na classe política e empresarial que querem levar vantagens em tudo, isto é, com a lei de gerson.

    Sei que ela pegou uma herança grande com R$ 1,8 bilhões a pagar de 2009 e R$ 24 bilhões de restos a pagar deixado por Lula e por cima um corte de R$ 50 bilhões no Orçamento da União.

    Ainda temos uma dívida externa de R$ 209 bilhões e R$ 1,7 trilhões da dívia interna.

    Isto sem deixar de falar no golpe que fora dado pelos Deputados Federais que aprovaram um aumento de R$ 61,83% em seus subsídios com efeito cascata em todo o país.

    No mais é dar tempo ao tempo para ver o que realmente vai fazer com a economia brasileira.

    Ainda é muito cedo, pois a classe política pratica todo tipo de despesas e ainda querem usar as emendas parlamentares para agradar as bases sem olhar pelo retrovisor de que eles deram um golpe rasteiro nas contas públicas deste país.

    José Luz de Carvalho Irmão -Professor -Lagoa do Ouro-PE.

    ResponderExcluir
  5. [continuação do comentário feito a postagem sobre Bom Conselho mas, não coube no Blogger. Mas, dá no mesmo se o Roberto publicar as duas partes, embora não me sinta bem perto do Sr. Ccsta.]


    O Roberto não se excedeu só nesta postagem. Na anterior sobre os seis meses da Dilma Roussef, não fica claro se ele concorda ou não com o Kennedy Alencar. Penso que concorda, pois para receber as homenagens do Sr. Ccsta, é provável que o tenha feito. Se o entendi mal Roberto, se foi apenas uma citação sem revelar seus valores, me perdoe. Mas, concordar com este Senhor Kennedy, com esta sua argumentação é dose para leão ou para leoa, para seguir o hábito do poste de colocar sempre o feminino para dizer que valoriza a mulher.

    Desculpe por citar o gajo que se diz jornalista, se você achar o comentário muito grande não o publique. Vejam o que ele diz:

    “O pior momento de sua administração aconteceu por razões sobre as quais a presidente tinha pouca responsabilidade. Foi um erro nomear Antonio Palocci Filho para a Casa Civil e concentrar tanto poder na pasta? Hoje parece fácil responder afirmativamente.

    Palocci, porém, cumpriu um papel fundamental na campanha e na formação do governo. Estabeleceu os laços necessários com o grande capital que sempre namorou José Serra, o candidato do PSDB em 2010. O sorridente Palocci se desgastou ao represar a sede peemedebista por espaço no governo. Enfim, ele foi útil à presidente enquanto manteve condição política de permanecer à frente da Casa Civil.

    Palocci caiu porque o padrão ético da política brasileira vem melhorando paulatinamente. A sociedade não aceitou o silêncio do ministro a respeito do meteórico enriquecimento.”

    Estes três parágrafos foi escrito para quem não tem nenhum espírito crítico, ou seja os petista de pura linhagem. Pois só alguém muito tapado, tentaria elogiar um presidente dizendo que ela não teve responsabilidade por nomear um ministro. E de quem foi a responsabilidade Kennedy? Do Lula? Não, foi do PMDB que se tornou a Geni para justificar fracassos do governo da Dilma. Talvez ele até tenha razão num ponto. Que o padrão ético do governo petista vem melhorando, pois com o Lula chegou ao fundo do poço. Mas, não esqueçam que quem colocou a Dama do Poste lá foi ele, e é chamado sempre para resolver os casos que ela não consegue resolver.

    O que ele diz depois disto não mereceria nem ser lido. Mas o Roberto Almeida leu e arremata:

    “O artigo acima do jornalista paulista foi escrito antes do esquema descoberto no Ministério dos Transportes. Não muda muita coisa, até porque a presidenta agiu de uma forma surpreendentemente rápida, de modo a afastar os larápios. Mostrou mais uma vez autoridade e que não vai tolerar espertinhos ou gatunos no seu Governo.”

    Caro Roberto, tenha santa paciência. Ela não foi tão rápida no caso da Erenice, que até hoje continua aí lépida de fagueira. Realmente, amigo Roberto, agora você se excedeu.

    Lucinha Peixoto (Blog da CIT)

    ResponderExcluir
  6. Deus, salva essa nação!
    Ih!Ih!Ih!Ih!Ih!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Minha Mãe Rainha toda poderosa...... Outra vez Valdemar Costa Neto envolvido no roubo do DNIT. O governo do PT não tem mesmo vergonha.......

    ResponderExcluir
  8. Há pouco tempo, os escândalos de roubalheira explícita do bando de deliquentes eram semanais. Agora são 2 por dia! Que coisa de doido........Toda semana tem uma coisa nova! Esse governo está bichado. Temos que chamar um padre para BENZÊ-LO.

    ResponderExcluir
  9. NAO CONSIGO DORMIR COM TANTO GATO SOLTO, IMPUNE, LARAPIOS, BANDIDOS, NUNCA NA HISTORIA DESTE PAIS SE ROUBOU TANTO EM TODAS AS ESFERAS DO PODER (PODRE).

    ResponderExcluir
  10. Como ninguém mais se escandaliza com os propinodutos do PT, os gatunos continuarão aprontando sempre, até que sejam apanhados. Por que será que só aparece pilantra nessa praia? O PR esta sendo o bode “INSPIRATTORIO”. Todo mundo leva muito no Governo Dilma. Dizem que o PT e o PSB cobra 10%. O PMDB cobra muito caro. Nada além da “NORMALIDADE”. É o estilo petralha de governar.

    ResponderExcluir
  11. As principais revistas btasileiras desta semana vem estampando em suas capas escândalos e toubalheiras descaradas. É só conferir:
    Trem bala
    Petrobrás
    DNIT/Ministério dos Transporte
    Eunicio
    EU NUNCA VI DIZER NA MINHA VIDA QUE UM PARTIDO POLÍTICO FOSSE TÃO LADRÃO COMO ESSE TAL DE PT.

    ResponderExcluir
  12. Jefferson de Freitas4 de julho de 2011 08:22

    Todos sabem que a abelha rainha desse ninho de marimbondos é o cacique que se diz e se acha dono do pt=pUTREFADOS tRANBIQUEIROS, acompanhados dos 40 índios que estão embrenhados na selva do mensalão:

    Anderson Adauto (ex-ministro dos Transportes)
    Anita Leocádia (assessora do PT)
    Antônio Lamas (membro do ex-PL)
    Ayanna Tenório de Jesus (ex-diretora do Banco Rural)
    Bispo Rodrigues (membro do ex-PL)
    Breno Fishberg (sócio da Bonus-Banval)
    Carlos Alberto Quaglia (sócio de Valério)
    Cristiano Paz (sócio de Valério)
    Delúbio Soares (ex-tesoureiro do PT)
    Duda Mendonça (publicitário)
    Emerson Palmieri (ex-tesoureiro do PTB)
    Enivaldo Quadrado (dono da Bonus-Banva)
    Geiza Dias (funcionária de Valério)
    Henrique Pizzolato (ex-diretor de marketing do Banco do Brasil)
    Jacinto Lamas (membro do ex-PL)
    João Paulo Cunha (ex-presidente da Câmara)
    João Magno (ex-deputado pelo PT)
    José Borba (ex-deputado do PMDB)
    José Carlos Genu (assessor parlamentar de Janene)
    Dirceu (ex-ministro da Casa Civil) Acusado pelo ex-deputado petebista Roberto Jefferson de ser o mentor do mensalão. Ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu se afastou do cargo um mês depois das denúncias de Jefferson e reassumiu a sua cadeira na Câmara dos Deputados. Quando deixou o governo, disse que queria se concentrar na sua defesa. Foi um dos poucos condenados pela Comissão de Ética da Câmara e teve os seus direitos políticos suspensos até 2015. A denúncia do Ministério Público aponta Dirceu como um dos principais membros do esquema.
    José Genoino (ex-presidente do PT).
    José Janene (ex-líder do PP na Câmara)
    José Luiz Alves (chefe de gabinete de Adauto)
    José Roberto Salgado (executivo do banco Rural)
    Kátia Rabello (ex-presidente do Banco Rural)
    Luiz Gushiken (ex-secretário de Comunicação do governo)
    Marcos Valério (publicitário)
    Paulo Rocha (ex-deputado federal pelo PT)
    Pedro Corrêa (ex-deputado federal pelo PP)
    Pedro Henry (deputado federal pelo PP)
    Professor Luizinho (deputado federal pelo PT)
    Ramon Cardoso (sócio de Valério)
    Roberto Jefferson (presidente do PTB)
    Rogério Tolentino (sócio de Valério)
    Romeu Queiroz (ex-deputado pelo PTB)
    Silvio Pereira (ex-secretário-geral do PT)
    Simone Vasconcelos (ex-diretora da SMP&B)
    Valdemar Costa Neto (membro do ex-PL, atual PR)
    Vinícius Samarane (diretor do Banco Rural)
    Zilmar Fernandes (sócia de Duda Mendonça)

    ResponderExcluir
  13. COMANDANTE DO CORPO DE BOMBEIRO4 de julho de 2011 08:26

    Essa mulher não é uma presidenta e sim uma bombeira. há 6 meses que vive apagando o fogo do PMDB que ameaça ela constantemente. Há seis meses que só lida com escandalos. Há seis meses que tenta resolver os cargo do segundo escalão. Há seis meses........... UFA, cansei..........

    ResponderExcluir
  14. Vamos aguardar a edição da VEJA da próxima semana para ver quais serão os próximos vigaristas desse governo. Tomara que toda semana apareça mais um corrupto e assim aos poucos vamos varrer do nosso país esses pilantras (vai ser difícil, mas não impossível).

    ResponderExcluir
  15. O jornalista da Folha de São Paulo está muito mais capacitado a avaliar o governo que esses comentaristas, que em alguns casos não lêem nem mesmo a Veja citada por mais de uma vez.

    ResponderExcluir
  16. CÂMARA DE SÃO PAULO APROVA AUMENTO A KASSAB E SECRETÁRIOS.


    Publicado em 04.07.2011, às 18h30

    Por 40 votos a 14, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta segunda-feira (4), em segunda votação, o projeto que aumenta o salário do prefeito Gilberto Kassab e de seus 27 secretários. Os vencimentos de Kassab vão passar de R$ 20 mil para R$ 24 mil. O salário dos secretários terá reajuste de 250%, de R$ 5.504,35 para R$ 19.294 10. Toda a tramitação levou apenas duas semanas.

    Em fevereiro, o prefeito já havia aumentado seu salário sem alarde, com base em um decreto de 1993, de R$ 12 mil para R$ 20 mil. O reajuste está sob investigação do Ministério Público Estadual (MPE).

    MEUS CAROS BLOGUEIROS, LEITORES ELEITORES E A POPULAÇÃO EM GERAL.

    Quando eu fiz alguns comentários há dias atras, alguns leitores disseram que eu continuava com com a mesma ladainha de sempre.

    Pois é, tá aí a mesma ladainha que está encravada o MAIOR GOLPE que fora dado pelos nossos ILUSTRES E IDOLATRADOS e NOBRES PARLAMENTARES DE TODO O BRASIL ( DEPUTADOS FEDERAIS)com a CONIVÊNCIA ESTÚPIDA de TODOS OS PARTIDOS com exceção do PSOL, todos foram IRRESPONSÁVEIS com a NAÇÃO, com os POBRES, com OS DOENTES, com OS DESCAMISADOS, com OS ESTUDANTES, com os ENFERMOS e com TODA A CLASSE DE PROFESSORES.

    Vejam que aumento BELÍSSIMO foi dado acima e que FOI DADO a TODOS os VEREADORES do PAÍS, todos OS DEPUTADOS ESTADUAIS, SECRETARIOS, MINISTROS, PRFEITOS, GOVERNADORES,JUÍZES, DESEMBARGADORES, PROMOTORES, CHEFES E SERVIDORES PRIVILEGIADOS DE TODO O PAÍS.

    Esta mensagem deve ser lida por todos aqueles que acham que tudo é normal.

    Imaginemos nós o quantos os trabalhadores do BRASIL estão sendo LUDIBRIADOS e ROUBADOS com 6,86% de aumento equanto que a CLASSE PRIVILEGIADA tem aumento de 250%?

    AS MARCHAS DA MACONHA E DOS PRIVILEGIDOS e ENVERGONHADOS" ENTRE ASPAS DEVERIAM SE ENVERGONHAREM COM ESSA ROUBALHEIRA AOS COFRES PÚBLICOS DO BRASIL.


    250% DE AUMENTO, QUER MOLE OU QUER CRÍTICOS MEDÍOCRES!

    SOMOS UM PAÍS DE TOLOS!

    Professor-JOSÉ LUZ DE CARVALHO IRMÃO -LAGOA DO OURO-PE.

    ResponderExcluir