ALEPE

ALEPE
ALEPE

GOVERNO DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO
GOVERNO DE PERNAMBUCO - FUNDARPE

domingo, 28 de março de 2010

CAETÉS E CAPOEIRAS

Sempre existiu rivalidade entre Caetés e Capoeiras. Existem, porém, pessoas que se colocam acima dessa questão e querem o bem das duas cidades. E capoeirenses casam com caeteenses (se estiver errado me corrija, professor), as famílias vão se misturando e os municípios, muito próximos, terminam como se fossem dois irmãos, um com ciúmes do outro. Eu mesmo torço por Caetés. E fico feliz, quando passo na estrada e vejo como ela cresceu nos últimos anos. E fico mais contente ainda quando um filho ilustre da terra do presidente fala bem de minha Capoeiras (minha porque fui lá que nasci, deu meus primeiros passos, frequentei a primeira escola e lá tenho meu pai no descanso eterno e a minha mãe e o meu irmão Júnior, os dois saudáveis e cheios de carinho por seu povo). Rafael Brasil, filho do ex-prefeito do mesmo nome, professor da rede estadual, escreveu no seu blog, um artigo sobre Capoeiras. É interessante, porque temos aí a visão de alguém de "fora". Confiram o artigo, que ele gentilmente intitulou com o nome da cidade.


CAPOEIRAS


Parece que o prefeito de Capoeiras, Dudu, pode fazer um governo interessante em Capoeiras. Homem sério e comedido, não andou com perseguições a funcionários que nele não votaram, uma grande virtude diante das verdadeiras safadezas ocorridas diariamente nas prefeituras da região. Está tentando pagar as dívidas que, como em Caetés, por exemplo, tornaram a cidade inadimplente, ficando orfã de inúmeros investimentos federais. Quanto estas cidades estão perdendo com isso? É preciso procurar contabilizar para esclarecer a população. Porém, é preciso urgentemente consolidar os investimentos prometidos, apressando a construção da escola estadual com turno integral, mantendo o atual prédio da escoila Nossa Senhora do Perpétuo Socorro prtencente à Igreja Católica, funcionando para o ensino fundamental, passando a ser administrada pela prefeitura, transformando a excelente área em derredor num grande parque ecológico e desportivo para a população da cidade. Seria uma obra de grande impacto, e não se gastaria tanto assim, ora bolas. O povo da cidade, ao invés de andar na beira da pista que leva a vila do Araçá, teria um belo parque, com pistas apropriadas para andar e correr. E o prefeito deixaria indelevelmente sua marca na cidade.
Tenho um especial carinho por Capoeiras, pois é lá que trabalho há mais de vinte anos, convivendo de perto com inúmeras pessoas da comunidade, sobretudo através de meus amigos professores e funcionários da nossa querida escola Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Por isso, sinto-me no direito de dar alguns pitacos para o embelezamento e melhor funcionamento da cidade. Aliás, o espaço mais bonito da cidade é a área da sua entrada, desde o quadro de gado, até o antigo cemitério, que soube, está superlotado. Conto com um grande cidadão, que deveria ser prefeito da cidade, que é Roberto Almeida, meu velho amigo de longas datas. Ele é secretário de governo, e ama a cidade. Muitos políticos que nem vou citar, já encheram muito o saco dele, com suas sacanagens, mas o nosso Roberto está aí, firme, mantendo-se um velho sonhador, lutando sempre pela cidade e seu povo, com humildade e altivez. Apesar de divergir muito com ele, sobretudo em relação ao desgoverno Lula, gosto das divergências, aliás, viva as diferenças, não? Me divirto muito com isso, sobretudo com nossa ocasionais brigas através dos blogs. É isso aí. (A foto da ilustração é de Capoeiras no final do ano passado. Se quiser ver foto ampliada é só clicar em cima).

Nenhum comentário:

Postar um comentário